Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12773
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Tradução e adaptação transcultural do domínio fadiga do patient-reported-outcomes measurement information system promis® para a língua portuguesa
metadata.dc.creator: Alves, Flávio Sérgio Marques
metadata.dc.contributor.advisor1: Pinto, Rogério de Melo Costa
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Mendonça, Tania Maria da Silva
metadata.dc.contributor.referee1: Oliveira, Luiz Carlos Marques de
metadata.dc.contributor.referee2: Arbex, Paula Godoi
metadata.dc.contributor.referee3: Nogueira, Veridiana Silva
metadata.dc.description.resumo: O Instituto Nacional de Saúde (NIH) Norte Americano lançou, em 2004, um amplo banco de itens com a promessa de inovar os estudos e avaliações dos Resultados Relatados pelos Pacientes - Patient-Reported-Outcomes (PROs) - para populações com doenças crônicas, podendo ser considerada como uma nova promessa de avaliação da qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS). Esse novo sistema de avaliação foi denominado Patient- Reported-Outcomes Measurement Information System (PROMIS®) e é dividido em bancos de itens onde cada um avalia um domínio. Dentre os cinco primeiros bancos de itens desenvolvidos, inicialmente pelo PROMIS®, está o banco de itens do domínio Fadiga. Ainda não existe um consenso em relação à definição desta sintomatologia presente em várias doenças crônicas. Este estudo teve como objetivo traduzir e adaptar transculturalmente para a população brasileira os 82 itens deste domínio. A tradução e adaptação transcultural seguiu um protocolo rigoroso de tradução e retrotradução. A versão traduzida foi pré-testada em uma amostra de 20 brasileiros recrutados no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia, que responderam a uma breve entrevista cognitiva e retrospectiva a fim de testar as equivalências conceitual, cultural e semântica dos itens. Poucas divergências foram encontradas no processo de tradução e retrotradução. Apenas três dos 82 itens tiveram que ser reescritos devido ao conteúdo culturalmente inadequado. O pré-teste demonstrou que em geral, os itens traduzidos em língua portuguesa foram entendidos, e que apenas quatro itens necessitaram ser reescritos, mas sem alteração conceitual e semântica. Os resultados demonstram que a versão traduzida do banco de itens Fadiga do PROMIS® é conceitual, cultural e semanticamente equivalente à sua versão original.
Abstract: The National Institute of Health (NIH) North American released in 2004, a large item bank with the promise of innovation studies and evaluations of results reported by Patient- Reported-Outcomes (PROs) for people with chronic diseases, can be considered as a new promising assessment of health-related quality of life (HRQoL). This new evaluation system was called Patient-Reported-Outcomes Measurement Information System (PROMIS®) and is divided into banks of items where each evaluates a domain. Among the top five item banks developed initially by PROMIS® is the items bank Fatigue domain. There is still no consensus on the definition of this symptom present in many chronic diseases. This study aimed to translate and cross-culturally adapt to the Brazilian population the 82 items of this domain. The translation and cross-cultural adaptation followed a strict protocol translation and back translation. The translated version was pre-tested on a sample of 20 Brazilian recruited at the Hospital Clinics of Universidade Federal de Uberlândia, who responded to a brief cognitive interview and retrospective questionnaire in order to test the conceptual, cultural and semantics of items. Few differences were found in the process of translation and back translation. Only three of the 82 items had to be rewritten due to inappropriate content culturally. The pretest showed that in general, the items were translated into Portuguese language understanding, and that only four items needed to be rewritten, but with no change and conceptual semantics. The results show that the translated version of the item bank Fatigue PROMIS® is conceptual, cultural and semantically equivalent to its original version.
Keywords: Doenças crônicas
Fadiga
Qualidade de vida
Tradução
Chronic diseases
Fatigue
Quality of life
Translation
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: ALVES, Flávio Sérgio Marques. Tradução e adaptação transcultural do domínio fadiga do patient-reported-outcomes measurement information system promis® para a língua portuguesa. 2013. 73 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12773
Issue Date: 27-Jun-2013
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Flavio Sergio.pdf624.43 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.