Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12746
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Avaliação microbiológica de duas formas de proteção das mesas de instrumentais cirúrgico sem cirurgias limpas
metadata.dc.creator: Amaral, Aline Mesquita
metadata.dc.contributor.advisor1: Diogo Filho, Augusto
metadata.dc.contributor.referee1: Biffi, Eliana Faria de Angelice
metadata.dc.contributor.referee2: Ribas, Rosineide Marques
metadata.dc.contributor.referee3: Santos, José Sebastião dos
metadata.dc.description.resumo: Todos os objetos presentes na sala de cirurgia, assim como a mesa de instrumentais cirúrgicos podem ser fonte de contaminação do sítio cirúrgico. Sua montagem, seguindo regras de assepsia, assim como a esterilização adequada de materiais que serão expostos sobre essa mesa, são fundamentais para redução das taxas de ISC. O uso de campos de tecido recobrindo a mesa de instrumentais cirúrgicos reduz a contaminação dos materiais e consequentemente a infecção de sítio cirúrgico. Porém não se verifica trabalhos na literatura médica sobre o uso prévio de plástico esterilizado recobrindo a mesa de instrumentais cirúrgicos sob o campo de tecido esterilizado, utilizado rotineiramente na maioria dos centros cirúrgicos. O objetivo deste estudo foi analisar o uso de campo plástico estéril ou de fricção de solução de álcool a 70% e iodo a 1%, utilizados em mesas de instrumentais cirúrgicos, como fator extrínseco para impedir a contaminação trans-operatória do sítio cirúrgico. Tratou-se de um experimento randomizado, com coletas de amostras das superfícies das mesas de instrumentais cirúrgicos, antes e depois de cada procedimento, com posterior análise microbiológica para identificação dos microrganismos e sua resistência antimicrobiana. Resultados: Nas cirurgias em que o plástico esterilizado foi utilizado, o crescimento bacteriano foi de 5,71% antes e 28,57% após a cirurgia enquanto que nas desinfecções com solução de álcool a 70% e iodo a 1%, o crescimento foi de 2,86% antes e 45,71% após, sem diferença significativa entre os métodos empregados. Ao identificarmos os microrganismos presentes nas mesas de instrumentais cirúrgicos, tivemos prevalência de Micrococcus spp, e pequena porcentagem de Staphylococcus spp, estes não se comportando como multirresistentes frente às classes de antimicrobianos testadas. Quanto aos demais fatores avaliados, como tempo de cirurgia, classificação ASA do paciente, uso de antimicrobiano, quantidade de pessoas presentes na sala operatória durante o procedimento, etc., notamos que os dois grupos foram semelhantes, não sendo estes fatores determinantes da diferença de contaminação das mesas de instrumentais cirúrgicos nos dois métodos empregados. Conclusões: os dois métodos têm poder de proteção semelhante, considerando que a solução de álcool a 70% e iodo a 1% não gera resíduos sólidos.
Abstract: All the objects present in the operating room, as well as the table of surgical instruments can be a source of contamination of the surgical site. Its fitting, following rules of asepsis, as well as the adequate sterilization of materials that will be exposed on the table, are key to reducing the rates of ISC. The use of fields of fabric covering the table surgical instrument reduces contamination of the material and consequently the ISC. But there is no work in the medical literature on the prior use of sterile plastic covering the table of surgical instruments in the field of sterile, routinely used in most surgical centers. The objective of this study was to analyze the use of field sterile plastic or friction of a solution of 70% alcohol and iodine to 1 %, used in tables of surgical instruments, as extrinsic factor to prevent contamination trans-operative surgical site. This was a randomized experiment, with collections of samples of the areas of tables of surgical instruments, before and after each procedure, with subsequent microbiological analysis for identification of microorganisms and its antimicrobial resistance. Results: In surgeries in which the sterilized plastic was used, the bacterial growth was 5.71 % before and 28.6 % after surgery while in disinfections with solution of 70% alcohol and iodine to 1 %, growth was 2.9 % before and 45.7 % after, without significant difference between the methods employed. To identify the microorganisms present in the tables of surgical instruments, we had prevalence of Micrococcus spp, and small percentage of Staphylococcus spp, they do not behave as multidrug-resistant front the classes of antimicrobial agents tested. As to the remaining factors evaluated, as surgery time, ASA classification of patient, use of antimicrobials, quantity of persons present in the operating room during the procedure, etc. , we noticed that the two groups were similar, it is not these determining factors of difference of contamination of tables of surgical instruments in two methods employed. Conclusions: the two methods have the power of similar protection, whereas the solution of 70% alcohol and iodine 1% does not generate solid waste.
Keywords: Infecção hospitalar
Contaminação ambiental
Desinfecção
Alcoóis
Iodo
Plásticos
Hospital infection
Environmental contamination
Disinfection
Alcohol
Iodine
Plastic
Ciências médicas
Instrumentos e aparelhos cirúrgicos - Esterilização
Instrumentos e aparelhos cirúrgicos - Contaminação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: AMARAL, Aline Mesquita. Avaliação microbiológica de duas formas de proteção das mesas de instrumentais cirúrgico sem cirurgias limpas. 2012. 81 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12746
Issue Date: 25-Oct-2012
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf458.86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.