Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12737
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Peritoniostomia com polipropileno revestido por látex : estudo experimental em ratos
Other Titles: Peritoneostomy with polypropylene latex coated material: experimental study in rats
metadata.dc.creator: Claudio, Renato Hugues Atique
metadata.dc.contributor.advisor1: Diogo Filho, Augusto
metadata.dc.description.resumo: Peritoniostomia com polipropileno revestido por látex: estudo experimental em ratos Introdução: A correção dos grandes defeitos da parede abdominal leva à necessidade do uso de material de síntese. Não existe prótese ideal, mas a mais utilizada é a prótese de polipropileno, que causa grande formação de aderências. Vários materiais foram testados, mas até os dias atuais não se encontrou nenhum que fosse totalmente adequado. Em 1994 foi desenvolvido um material a base de látex que foi usado em humanos como curativo biológico para úlceras de membros inferiores e para cirurgia de pterígio. Objetivo: Determinar se o comportamento biológico quanto à formação de aderências na reconstrução da parede abdominal utilizando a tela de polipropileno revestida pelo látex é mais adequado que o da tela de polipropileno. Metodologia: Foram utilizados 90 ratos Wistar, machos, distribuídos em 3 grupos de 30, a saber: grupo I (controle) cujos animais foram submetidos a laparotomia mediana de 4 cm com exposição da cavidade peritoneal e posterior síntese; grupo II (polipropileno), cujos animais foram submetidos a ressecção de segmento de 2,0 cm x 3,0 cm da parede abdominal, sendo esse defeito corrigido com tela de polipropileno; grupo III, cujos animais foram submetidos ao mesmo procedimento, mas usando o novo material (polipropileno revestido por látex). Após 45 dias foi feita a eutanásia e as aderências avaliadas de duas formas: 1) classificação em graus de 0 a 5 de acordo com o número, resistência e estruturas envolvidas; 2) avaliação da área aderida, que foi calculada corando-se com o azul da Índia o segmento da parede contendo as aderências que posteriormente foram ressecadas produzindo uma região clara em contraste com o restante da peça, corada. Resultados: Os animais do grupo I (controle) não apresentaram complicações, enquanto no grupo II (polipropileno) ocorreram oito óbitos, porém um devido a sangramento no pósoperatório imediato. No grupo III (látex), nove animais morreram, sendo um devido à anestesia, e 8 devido a complicações inerentes ao procedimento cirúrgico (fístula, evisceração e obstrução). Na avaliação por meio de graus, o grupo III (polipropileno revestido por látex) levou a menor formação de aderências (p<0,05), mas a avaliação área aderida não mostrou o mesmo resultado (p>0,05). As complicações graves (fístula, obstrução e evisceração) que levaram ao óbito, não foram reduzidas pelo revestimento por látex. Conclusão: O polipropileno revestido com látex leva a menor formação de aderências que o polipropileno, porém não diminui as complicações graves precoces.
Abstract: Correction of large abdominal wall defects leads to the use of synthesis material. There is no ideal prosthesis and, polypropylene is the most used material, although it causes a lot of adhesions formation. Many prosthetic materials have been tested, but until now none have been found to be totally satisfactory. In 1994 a latex based material was developed and used in humans as a biologic dressing for chronic phlebopathic cutaneous ulcer and for pterygium surgery. Objective: To determinate if the biologic activities for adhesions formation in the abdominal wall reconstruction using a polypropylene latex coated mesh is more adequate than polypropylene mesh alone. Methodology: 90 male Wistar rats were distributed in 3 equal groups. Group I (control) - The animals were submitted to a 4 cm medial laparotomy with peritoneal cavity exposition and posterior closure (synthesis); Group II (polypropylene) - The animals were submitted to the resection of a 2.0 cm x 3.0 cm of abdominal wall, and the defect was corrected with a polypropylene mesh; Group III - The animals were submitted to the same procedure, but using the new material (polypropylene latex coated). After 45 days the euthanasia procedure was done and the adhesions were evaluated in 2 ways: 1) classification in a grading system from 0 to 5 according to the number, resistance and structures evolved; 2) Evaluation of the adhesion area that was calculated by dying with India ink the abdominal wall segment that had adhesions, though producing a clear area in contrast with the rest of the dyed areas. Results: The group I animals did not have any complications, whereas in Group II eight animals died, nevertheless one occurred in the immediate post operative period because of bleeding. In Group III nine animals died, one because of the anesthetic procedure, and 8 because of complications related to the surgical procedure (fistula, evisceration and obstruction). The classification in a grading system showed that Group III animals had lesser adhesions formation (P<0.05), but the evaluation of the adhesions area did not show the same result (P>0.05). The severe complications (fistula, evisceration and obstruction) that caused the death were not reduced by the latex coated material. Conclusion: The polypropylene latex coated material causes lesser adhesions formation than polypropylene alone, nevertheless does not diminish the severe early complications.
Keywords: Abdômen-cirurgia
Peritoneostomia
Polipropileno
Rato como animal de laboratório
Abdominal surgery
Peritonesomoty
Polypropylene
Rats as laboratorial animal
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: CLAUDIO, Renato Hugues Atique. Peritoneostomy with polypropylene latex coated material: experimental study in rats. 2005. 53 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12737
Issue Date: 25-Feb-2005
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RHAClaudioDISSPRT.pdf652.95 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.