Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12729
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Avaliação clínica e perfil de sensibilização alergênica de crianças asmáticas acompanhadas em um programa de asma
metadata.dc.creator: Ribeiro, Juliana Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva Segundo, Gesmar Rodrigues
metadata.dc.contributor.referee1: Yang, Ariana Campos
metadata.dc.contributor.referee2: Queirós, Meimei Guimarães Junqueira de
metadata.dc.description.resumo: A asma apresenta elevada morbi-mortalidade e é a principal doença respiratória crônica da criança e adolescente. No Brasil tem prevalência de 16,1 a 27,2% e corresponde à terceira causa de hospitalização pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É uma doença complexa e de difícil diagnóstico especialmente em crianças, nas quais se observam padrões de sibilância característicos dessa faixa etária. Este estudo teve como objetivo a descrição das características clínicas e avaliação do perfil de sensibilização alergênica ao Teste Cutâneo de Puntura (TCP) nos pacientes com diagnóstico de asma, acompanhados no Programa de Asma de Catalão GO (Pro-asma), tendo em vista a alta prevalência e a necessidade de estudos na população pediátrica brasileira visando ao melhor entendimento da doença, especialmente seu comportamento de acordo com os padrões de sibilância e atopia observados nas últimas décadas sobre a asma na infância. Foi obtido um questionário clínico e realizado o TCP para os principais aeroalérgenos. Em um total de 301 participantes do estudo, 57% eram do sexo masculino e tiveram mediana de idade de 74 meses. Em 80% dos casos, pelo menos 1 familiar de primeiro grau era atópico, 88% tinham sintomas clínicos de rinite e o tabagismo passivo foi encontrado em 29% dos lares dos pacientes. O aeroalérgeno mais prevalente foi o ácaro e a sensibilização a pelo menos 1 aeroalérgeno foi de 63%. Na análise de sensibilização por faixa etária, observou-se predomínio de asma com sensibilização alergênica nos pacientes acima dos 5 anos de idade e asma sem sensibilização entre 2 e 5 anos, assim como, quanto maior a idade do paciente, maior havia sido o tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento, apresentando p<0,0001. Portanto, os pacientes do Pro-asma foram separados em dois grandes grupos, sensibilizados e não sensibilizados, mostrando maior prevalência de asma não atópica na faixa etária até os 5 anos, o que corrobora os grandes estudos de coorte existentes sobre asma na infância, e que nessa faixa etária a sibilância recorrente pode ser de caráter transitório, sem perda de função pulmonar e sem características de atopia, sugerindo que a asma pode ter diferentes padrões de acordo com a idade, alterando-se inclusive o prognóstico e a gravidade da doença.
Abstract: Asthma is a disease with high morbidity and mortality and is the major chronic respiratory disease of children and adolescents. In Brazil there is a prevalence of asthma from 16.1 to 27.2% and it represents the third cause of hospitalization by the Sistema Único de Saúde SUS (Unified Health System). It is not only a complex disease but also difficult to diagnose especially in children, because it is observed characteristic patterns of wheezing at this age. This study has aimed to describe the clinical features and verify the allergen sensitization profile of the skin prick test (SPT) in patients with asthma who were followed in Programa de Controle de Asma de Catalão-GO - Pro-asma - (Asthma Control Program of Catalão-GO) due to the high prevalence and the need for studies in the pediatric population in Brazil. The purpose is to have a better understanding of the disease and especially the way it behaves regarding the patterns of wheezing and atopy which have been observed in recent decades in childhood asthma. A clinical questionnaire has been prepared and applied to the SPT for the major aeroallergens. In a total of 301 study participants, 57% were male and had a median age of 74 months. In 80% of cases, at least one first-degree relative was atopic, 88% had clinical symptoms of rhinitis and passive smoking was found in 29% of the patients homes. The most prevalent aeroallergen was the mite and the sensitization to at least one aeroallergen was of 63%. In the analysis of the sensitization by age group, there was predominance of sensitization asthma in patients over 5 years old and non-sensitization asthma between 2 and 5 years old, with p<0,0001. It was also observed that as time passed, it took older patients more time to get the diagnosis and to initiate the treatment, also with p <0,0001. Therefore, the Pro-asma (Pro-asthma) patients were divided into two large groups: with sensitization and without sensitization. It was shown that the higher prevalence of non-atopic asthma at the age of 5 below coincides with large cohort studies of asthma in childhood. It may show that at this age group, recurrent wheezing can be transient, with no loss of lung function and without features of atopy. It is suggested that asthma may have different patterns according to age, changing the prognosis and severity of the disease.
Keywords: Asma
Sensibilização
Alérgeno
Infância
Asthma
Sensitization
Allergen
Childhood
Ciências médicas
Asma em crianças
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: RIBEIRO, Juliana Lima. Avaliação clínica e perfil de sensibilização alergênica de crianças asmáticas acompanhadas em um programa de asma. 2012. 69 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12729
Issue Date: 28-Feb-2012
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf690.75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.