Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12719
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Censo de deficiências e incapacidades físicas por hanseníase e monitoramento pela escala salsa do plano de autocuidado para prevenção de incapacidades de pacientes atendidos em um centro de referencia nacional do Brasil
metadata.dc.creator: Cunha, Ana Carolina Sousa Rodrigues da
metadata.dc.contributor.advisor1: Goulart, Isabela Maria Bernardes
metadata.dc.contributor.referee1: Elui, Valéria Meirelles Carril
metadata.dc.contributor.referee2: Carvalho, Eliane Maria de
metadata.dc.contributor.referee3: Lehman, Linda
metadata.dc.description.resumo: Para uma doença crônica e incapacitante como a hanseníase é necessário monitorar o paciente e as ações propostas para prevenção de incapacidades. Este estudo objetivou realizar um censo das deficiências e/ou incapacidades por hanseníase em pacientes atendidos em um Centro Nacional de Referência e avaliar a eficiência do plano de autocuidado orientado para prevenção de incapacidades instituída por fisioterapeuta/terapeuta ocupacional. Para o censo de deficiências e/ou incapacidades realizou-se estudo retrospectivo de 506 prontuários de pacientes com hanseníase no período de 2001 a 2010, analisando-se as variáveis: sexo, faixa etária, ocupação, forma clínica, classificação operacional, grau de incapacidade, tipo de deficiência por sítio corporal e nervos acometidos. No estudo prospectivo, foi aplicado o questionário para a triagem de limitação de atividade (LA) e consciência de risco (CR) (SALSA), além da Escala de Participação Social (EPS) e Escore Olhos, Mãos e Pés (EHF) em 63 pacientes para prescrição inicial das orientações e/ou intervenções e monitoramento após 3 meses. De acordo com o censo, houve maior prevalência de homens, multibacilares, forma clínica dimorfa-tuberculóide. Mais de 50% tinham pelo menos uma deficiência, a despeito de 15% apresentarem grau de incapacidade 2 (GI=2). Os sítios mais afetados foram os pés (51,8%, 262/506) e mãos (30,4%, 154/506) e as deficiências foram anestesia e/ou hipoestesia seguidas de úlceras. A média de nervos acometidos em pacientes MB foi 3,6 nervos por paciente e em PB 2,7. Os nervos mais afetados foram ulnar e tibial posterior. Nos 63 pacientes monitorados, a média do escore da EP foi 9,1 (0 a 90), da LA foi de 37,2 (10 a 80), da CR foi 1,6 (0 a 11) e do EHF de 1,9 (0 a 12). Após orientações e intervenções ocorreu redução da média do escore LA (31) e EHF (1,5) e aumento da CR (3). Com o censo foi demonstrado à prevalência de deficiências e/ou incapacidades por tipo e sítio corporal acometido permitindo mensurar a real magnitude das deficiências funcionais e/ou estéticas por hanseníase e estimar a transcendência da doença. Deficiências estigmatizantes e incapacitantes que não são classificadas na tabela do grau de incapacidades devem ser incluídas, bem como o nariz, como sítio de deficiências que mantém o estigma da doença, para que se possa planejar uma atenção específica à hanseníase visando à reintegração social e combate ao estigma. A SALSA permitiu traçar um plano de autocuidado orientado e intervenções externas, tais como prescrição de órteses e adaptações que auxiliaram o paciente a executar tarefas de vida diária. A inserção desses instrumentos na rotina dos serviços de saúde permitirá padronizar as medidas de limitação de atividades associados à avaliação do grau de incapacidade visando definir protocolos de conduta, possibilitando a triagem e o encaminhamento dos pacientes a setores específicos nas unidades de saúde, dentro da rede de atenção à condição crônica que é a hanseníase. Dessa forma, espera-se promover uma reabilitação do paciente objetivando melhores condições de saúde para essa população específica.
Abstract: For a chronic and disabling disease such as leprosy it is necessary to identify and monitor the patient and the proposed actions to prevent disabilities. This study aimed to conduct a census of impairment and disabilities in leprosy patients enrolled in a National Reference Center of Uberlândia and evaluate the effectiveness of guided self-care plan for set up by a physiotherapist/occupational therapist. For the census held a retrospective study of medical records of 506 leprosy patients in the period 2001 to 2010, analyzing the variables: sex, age, occupation, clinical, operational classification, degree of disability (DD), type of impairment/disability by site and affected nerves. In the prospective study were applied a screening of activity limitation and safety awareness (SALSA), including score Salsa (SS) and score safety awareness (SA); Participation Scale (PS) and eyes, hands and feet score (EHF) in 63 patients for monitoring after 3 months. In 506 patients, there were a higher prevalence of males, multibacillary (MB) and borderline-tuberculoid (BT) clinical form. More than 50% had at least one impairment, despite 15% had grade 2 disability (GI=2). The sites most affected were the feet 51.8% and hands 30.4%; and impairments/disabilities were anesthesia and/or hypoesthesia followed by ulcers. The nerve average affected was 3.6 in MB and 2.7 in PB, predominating the ulnar and posterior tibial nerves. In 63 patients, the mean score were: PS=9.1, SS=37.2, SA=1.6 and EHF=1.9. After interventions occurred reduction of the mean scores of SS (31) and EHF (1.5) and increased of SA (3). Stigmatizing and crippling disabilities that are not classified in the table the grading disability and should be included as well as the nose as a body site of disabilities that keeps the stigma of the disease, allowing to plan a specific attention to leprosy with the aim of reintegration and combating social stigma. The SALSA provided a standardized measure of activity limitation and allowed us to outline a plan of self-care oriented and external interventions that helped the patient to perform tasks of daily life. The inclusion of this instruments in the routine associated with the evaluation of grading disability in order to define management protocols, providing screening and referral of patients to sectors specific health units within the network of attention to the condition chronic that is leprosy. Thus, it is expected to promote a rehabilitation of the patient in order to improve health conditions for this specific population.
Keywords: Hanseníase
Deficiências
Escala SALSA
Fisioterapia
Reabilitação
Leprosy
Salsa scale
Physiotherapy and occupational therapy
Impairments and disabilities
Rehabilitation
Ciências médicas
Terapia Ocupacional
Incapacidades
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: CUNHA, Ana Carolina Sousa Rodrigues da. Censo de deficiências e incapacidades físicas por hanseníase e monitoramento pela escala salsa do plano de autocuidado para prevenção de incapacidades de pacientes atendidos em um centro de referencia nacional do Brasil. 2012. 87 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12719
Issue Date: 9-Jan-2012
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf5.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.