Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12717
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Impacto das alterações ponderais na filtração glomerular e proteinúria em doadores renais
metadata.dc.creator: Soares, Letícia Borges Mendonça
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferreira Filho, Sebastião Rodrigues
metadata.dc.contributor.referee1: Jorge, Paulo Tannus
metadata.dc.contributor.referee2: Barale, álvaro Ribeiro
metadata.dc.contributor.referee3: Dantas, Márcio
metadata.dc.description.resumo: Introdução: A nefrectomia (Nx) para doação renal intervivos é respaldada por trabalhos que relatam poucas alterações clínicas a longo prazo para os doadores. Mas os parâmetros de avaliação são os mesmos empregados para a população geral. Assim, é necessário rever a adequação destes valores e avaliar doadores obesos, visto que a incidência de obesidade está aumentando mundialmente. Objetivo: Avaliar o impacto das variações ponderais e dos valores utilizados como referência para normalidade na função renal de doadores renais. Métodos: O estudo é uma série de casos, com 48 doadores renais, submetidos à uninefrectomia, entre 1983 e 2006. Foram avaliados dados antropométricos, pressão arterial sistêmica, taxa de filtração glomerular estimada (eTFG) pelo clearance de creatinina e proteinúria de 24h. Resultados: A eTFG em 52,08% da amostra apresentava-se entre 60 e 89 ml/min sendo que apenas 4,2% apresentavam eTFG ≥ 120 ml/min. Pode-se inferir que 77,1 % estão submetidos à hiperfiltração, se considerarmos como valor normal para rim único 50% do valor de 120 ml/min utilizado para a população com 2 rins. Em 22,9% observou-se a presença de proteínas na urina, mas se utilizando o mesmo raciocínio anterior e tomando como valor de referência 75mg/24h, 64,6% apresentam valores elevados de proteinúria. A amostra apresentava, na época da Nx, 10,4% de obesos e evoluiu para 31,3%. O grupo estudado também apresentou elevação do IMC médio. Pacientes com obesidade apresentavam maiores valores de eTFG e de pressão arterial sistólica. Os indivíduos com maiores valores de proteinúria apresentavam valores ponderais maiores. Conclusão: Utilizando valores de eTFG e proteinúria para o rim isolado, a hiperfiltração e proteinúria foram respectivamente 18,3 e 2,8 vezes mais elevadas em relação as taxas obtidas quando utilizados os parâmetros empregados para a população geral. Após a doação, houve elevação do IMC e dos obesos na amostra. Assim, obesidade parece estar associada à maior hiperfiltração e à hipertensão arterial sistólica e consequente proteinúria, o que justifica um rigoroso controle ponderal para esta população a fim de evitar uma sobreposição de fatores de injúria renal.
Abstract: Introduction: Nephrectomy (Nx) for living kidney donation has been supported by studies that report few long-term clinical implications for donors. But the parameters used for donor evaluation are the same as those used for the general population. Hence, it is necessary to review the adequacy of those values and assess obese donors, since the incidence of obesity is increasing worldwide. Objective: To evaluate the impact of the ponderal changes and the values used as references for normal renal function of kidney donors. Methods: The study is a series of cases, with 48 living kidney donors who underwent uninefrectomy, between 1983 and 2006. Anthropometric data, systemic arterial pressure, glomerular filtration rate estimated (eGFR) by creatinine clearance and 24h proteinuria were assessed. Results: 52.08% of the sample showed eGFR between 60 and 89 ml/min and only 4.2% presented eGFR ≥ 120ml/min. It can be inferred that 77.1% were subject to hyperfiltration, if we consider as the normal value for a single kidney 50% of 120 ml/min, used for the population with two kidneys. Proteinuria was observed in 22.9% of the sample and, using the same reasoning as above and taking as reference 75mg/24h, 64.6% showed high levels of proteinuria. At the time of Nx, 10.4% of the sample was obese and has evolved with the increase of the obesity rate to 31.3%. The group also showed an increase in mean BMI. Obese patients had higher values of eGFR and systolic arterial pressure. Individuals with higher levels of proteinuria also showed higher ponderal values. Conclusion: Using the values of eGFR and proteinuria for the single kidney, hyperfiltration and proteinuria were, respectively, 18.3 and 2.8 times higher when compared to rates obtained by using the parameters applied for the general population. After donation, it was found an increase of body mass index (BMI) and obesity in the sample. Therefore, obesity appears to be associated with higher hyperfiltration, systolic arterial hypertension and subsequent proteinuria. Those findings justify a strict ponderal control for that population in order to avoid an overlapping of factors leading to renal injury.
Keywords: Doadores renais
Filtração glomerular
Proteinúria
Função renal
Peso corporal
Living kidney donors
Glomerular filtration
Kidney function
Corporal weight
Ciências médicas
Taxa de filtração glomerular
Rins - Transplante
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: SOARES, Letícia Borges Mendonça. Impacto das alterações ponderais na filtração glomerular e proteinúria em doadores renais. 2011. 56 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12717
Issue Date: 26-Aug-2011
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf1.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.