Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12678
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Implantação da gerência de processos em um Centro de Referência Nacional em Hanseníase do Brasil: impacto na prevenção de incapacidades
metadata.dc.creator: Mainenti, Deyse Alves Montalvão
metadata.dc.contributor.advisor1: Goulart, Isabela Maria Bernardes
metadata.dc.contributor.referee1: Jorge, Paulo Tannus
metadata.dc.contributor.referee2: Morales, Nívea de Macedo Oliveira
metadata.dc.contributor.referee3: Grossi, Maria Aparecida de Faria
metadata.dc.description.resumo: A gestão de processos impõe a necessidade de instaurar indicadores para a mensuração da qualidade e desempenho dos processos implantados. O presente trabalho elegeu o grau de incapacidade no diagnóstico (GID) e na alta (GIA) e o número de avaliações realizadas pelo setor de fisioterapia, processo percorrido pelo paciente numa unidade de saúde de referência nacional em hanseníase no Brasil, visando avaliar o impacto na prevenção de incapacidades dos pacientes em tratamento, em dois períodos, antes (2003- 2005/P1) e após (2006-2008/P2) a aplicação dos processos. Um estudo com 351 pacientes apresentando predomínio do sexo masculino em ambos os períodos 58,8% no P1 e 58,6% no P2 e da faixa etária de 31 a 60 anos. Na ocupação, prevaleceu o serviço doméstico para as mulheres; aposentado e serviços gerais para os homens. Os pacientes MB (66,0% no P1 e 61,8% no P2) e a forma clínica dimorfa-tuberculóide (41,2% no P1 e 40,8% no P2) foram as de maior prevalência em ambos os períodos. No P2 diagnosticaram-se mais pacientes com GID=0 e GID=2, mas na alta houve uma redução de 1,9% de casos com GIA=2 em relação ao P1, no qual houve aumento de 1,6% de pacientes com GIA=2. Do P1 para o P2, entre o diagnóstico e a alta, houve um aumento de 16% na média de avaliações por paciente (p=0,009). Este é o primeiro estudo epidemiológico que avalia o impacto da gestão de processos na prevenção de incapacidades de pacientes atendidos em um Centro de Referência Nacional em Hanseníase do Brasil, que resultou em uma diminuição do GIA=2 e um aumento significativo do número de avaliações e no P2, demonstrando que os pacientes tiveram maior adesão ao tratamento integral e que um serviço de saúde que se propõe a ser referência técnica para qualquer doença, não pode prescindir de aplicar a gestão de processos para sua organização, bem como este modelo deve ser um pré-requisito a ser exigido pelo Ministério da Saúde do Brasil e de outros países para certificação dos serviços que se propõem a atuar como Centros de Referência Nacional em Hanseníase.
Abstract: Process management requires the need to establish indicators for the quality and development measurement of the processes implemented. The current work picked out the level of disability on diagnosis (GID) and on patient´s discharge (GIA), as well as the number of assessments performed by the physiotherapy sector (a process experienced by the patient in a health unit of national reference in terms of Hansen s disease in Brazil) aiming to assess the impact in the prevention of disabilities in patients under treatment, in two periods, before (2003-2005) and after (2006-2008) the application of the processes. A study carried out with 351 predominantly male patients in both periods: 58.8% on P1 and 58.6% on P2 in the age-group from 31 to 60 years of age. In terms of occupation, domestic work prevailed for women and retirement and general services predominated amongst men. The MB patients (66.0% on P1 and 61.8% on P2) and the borderline-tuberculoid clinical form (41.2% on P1 and 40.8% on P2) were the most widespread in both periods. On P2 there were more patients diagnosed with GID=0 and GID=2, but on the patient´s discharge period there was a reduction of 1.9% in the cases with GIA=2 in relation to the P1, in which there was an increase of 1.6% in patients with GIA=2. From P1 to P2, between the diagnosis and the discharge period, there was an increase of 16% in the assessment average per patient (p=0.009). This is the first epidemiological study assessing the impact of the process management in the prevention of disabilities in patients treated in a Hansen´s Disease National Reference Center in Brazil, which resulted in a reduction of the GIA-2 and a significant increase in the number of assessments on P2, showing that the patients had a greater adherence to the full treatment. It also evidences that a health service aiming to be a technical reference in any disease cannot put aside the application of management by process for its organization. Also, this model must be a prerequisite for the Health Ministry of Brazil and other countries for the certification of the services aiming to work as Hansen´s Disease National Reference Center.
Keywords: Gerência de processos
Prevenção de incapacidades
Process management
Hansen´s disease
Prevention of disabilities
Hanseníase - Prevenção
Saúde pública - Administração
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: MAINENTI, Deyse Alves Montalvão. Implantação da gerência de processos em um Centro de Referência Nacional em Hanseníase do Brasil: impacto na prevenção de incapacidades. 2010. 78 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12678
Issue Date: 26-Feb-2010
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
deyse.pdf2.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.