Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12671
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Dopplervelocimetria da Artéria Oftálmica em Gestantes Portadoras de Lúpus Eritematoso Sistêmico Sem Atividade de Doença Renal
metadata.dc.creator: Freitas, Márcia Aires Rodrigues de
metadata.dc.contributor.advisor1: Diniz, Angélica Lemos Debs
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Santos, Maria Celia dos
metadata.dc.contributor.advisor-co2: Taliberti, Bem-hur Braga
metadata.dc.contributor.referee1: Oliveira, Luiz Carlos Marques de
metadata.dc.contributor.referee2: Hernandes Neto, Miguel
metadata.dc.contributor.referee3: Pires, Claudio Rodrigues
metadata.dc.description.resumo: Objetivo: Analisar os padrões dopplervelocimétricos da artéria oftálmica em gestantes portadoras de LES, sem doença renal em atividade, em relação às mulheres não-grávidas com LES sem atividade de doença renal e grávidas normais. Determinar a associação entre o tempo de evolução do LES e os padrões dopplervelocimétricos da artéria oftálmica de mulheres gestantes e não-grávidas portadoras de LES sem atividade de doença renal. Métodos: Estudo observacional que analisou o padrão Doppler da artéria oftálmica de 20 grávidas normais, 10 gestantes com LES e 17 mulheres não-grávidas com LES. As variáveis analisadas foram os índices de pulsatilidade e resistência (IP, IR), os picos de velocidade sistólico e diastólica (PVS, PVD) e a razão entre picos de velocidade (RPV). Para comparação dos índices Doppler utilizou-se o teste de variância (ANOVA) e prova pós-análise de Tukey. Para avaliar a correlação entre o tempo de evolução de LES no grupo de gestantes e não-grávidas com as variáveis dopplervelocimétricos da artéria oftálmica utilizou-se o Coeficiente de Correlação Linear de Pearson. Adotouse o intervalo de confiança de 95% (p< 0,05) para os testes estatísticos. Resultados: Não houve diferenças significativas entre as médias dos índices Doppler entre os dois grupos de pacientes com LES, exceto pelo PVS (p=0,026). Porém quando comparadas às médias do IR, IP, VDF e RPV das artérias oftálmicas entre os grupos de grávidas normais e gestantes com LES observou-se diferenças significativas (p=0,010; p=0,019; p=0,050; p=0,044, respectivamente). Os índices IR e IP, nos dois grupos de mulheres com LES, demonstraram valores inferiores aos encontrados no grupo de grávidas normais. Já a RPV e VDF, nos dois grupos de mulheres com LES, apresentaram valores superiores aos encontrados no grupo de grávidas normais. Não houve correlação significativa entre o tempo de evolução do LES e as variáveis dopplervelocimétricas IP, IR, PVS, VDF, RPV para o grupo de grávidas (r=0,509, r=0,462; r=0,738; r=0,578; r=0,422) e para o grupo de nãográvidas (r=0,840; r=0,005, r=0,063; r=0,284; r=0,323, respectivamente) Conclusões: Houve queda da impedância vascular da artéria oftálmica nos dois grupos de pacientes com LES em relação às gestantes normais. Não houve diferença estatística significativa entre os índices Doppler da artéria oftálmica nos grupos de gestantes com LES e não-grávidas com LES. Não houve associação entre o tempo de doença e os índices Doppler nos dois grupos de pacientes avaliadas.
Abstract: Purpose: To analyze the patterns of dopplervelocimetry of the ophthalmic artery in pregnant and no-pregnant patients with systemic lupus erythematosus (SLE) without renal disorder flares, and to compare the Doppler indexes of normal pregnant women. Methods: an observational study was carried out through Doppler indexes evaluation of the ophthalmic artery of 20 normal pregnant women, 10 pregnant women with SLE, and 17 non-pregnant women with SLE. The variables analyzed were: pusatility and resitance indexes (PI, RI), peaks systolic velocity, and the enddiastolic flow velocity (PSV, EDV) and peak ratio (PR). For the comparison of the Doppler indices the test of variance (ANOVA) and the post-analysis test of Tukey were used. The Pearson linear correlation analysis was performed to study the values changes at the time of the disease. The level of significance determined in the study was 5%. Result: there were no significant differences between the two SLE groups, concerning the Doppler values, except for PSV (p=0,026). Nevertheless, the means of RI, PI, EDV and PR of the ophthalmic arteries were compared, between the groups of normal pregnant women and pregnant women with SLE, significant differences were observed (p=0,01; p=0,02; p=0,05; p=0,04) The RI and PI, in both groups of women with ESL, were lower them the indexes of normal pregnants. But PR and EDF were higher in women with ESL whem compared with normal pregnants. There were no signiticant correlation between time of lupus and Doppler indexes PI, RI, SVF, EDV, PR, for pregnant groups (r=0,509, r=0,462;r=0,738;r=0,422) and non-pregnants (r=0,840; r=0,005; r=0,063; r=0,284; r=0,323). Conclusions: There was ophthalmic artery impedance flow reduction in both groups of patients with SLE compared to normal pregnants. Concerning the Doppler variables of the ophthalmic arteries, there were no significant differences between the groups of pregnant and non-pregnant women with SLE. No association of time of disease and ophthalmic artery Doppler indexes , in both pregnants groups, was found.
Keywords: Artéria oftálmica
Doppler
Lúpus Eritematoso Sistêmico
Gestação
Ophthalmic artery
Systemic Lupus Erythematosus
Pregnancy
Ultra-som em obstétrica
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: FREITAS, Márcia Aires Rodrigues de. Dopplervelocimetria da Artéria Oftálmica em Gestantes Portadoras de Lúpus Eritematoso Sistêmico Sem Atividade de Doença Renal. 2009. 68 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12671
Issue Date: 18-Jun-2009
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
marcia.pdf932.75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.