Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12660
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Quantificação relativa dos níveis transcricionais dos genes LSP1 e RNASEL em tecido prostático e sangue periférico de pacientes com câncer de próstata e hiperplasia prostática benigna
metadata.dc.creator: Carvalho, Washington João de
metadata.dc.contributor.advisor1: Goulart Filho, Luiz Ricardo
metadata.dc.contributor.referee1: Simão, Omar Pacheco
metadata.dc.contributor.referee2: Redondo, Rodrigo Aparecido Fernandes
metadata.dc.contributor.referee3: Neves, Adriana Freitas
metadata.dc.description.resumo: Vários estudos têm sido realizados na tentativa de descobrir novos biomarcadores capazes de diferenciar o câncer de próstata da hiperplasia benigna, com objetivo de auxiliar ou mesmo suplantar os métodos de triagem diagnóstica atual, níveis de PSA total sérico e o exame de toque retal, principalmente por suas deficiências. Este estudo teve como objetivo avaliar, por PCR em tempo real, o potencial dos genes LSP1 (Leukocyte Specific Protein 1) e RNASEL (Ribonuclease L 2 ,5 oligoisoadenilato sintetase dependente) como biomarcadores para o câncer de próstata em amostras de tecido e sangue periférico de pacientes com CaP, HPB e de sangue de voluntários saudáveis (grupo controle); e verificar sua eficiência como possível método complementar de diagnóstico para essa doença. A partir de uma triagem de 630 homens, foram selecionados 170 indivíduos com mais de 45 anos e com exame de toque retal suspeito e/ou PSA > 2,5 ng/mL, sendo indicados à biópsia prostática. Dentre estes, 60 pacientes foram diagnosticados com câncer de próstata (CaP) e 30 com hiperplasia prostática benigna (HPB). Adicionalmente, um grupo de 60 homens voluntários saudáveis com idade média de 22 anos foi utilizado como grupo controle. O RNA total dessas amostras foi extraído e convertido em cDNA e os níveis transcricionais de ambos os biomarcadores foram obtidos por quantificação relativa na PCR em tempo real. O cutoff de todas as análises foi estabelecido a partir da curva ROC. Não houve diferença estatística nos níveis de expressão em tecido prostático, contudo, os níveis relativos dos genes LSP1 e RNASEL no sangue periférico, analisados individualmente para um cutoff de 1.79 e 1.25, apresentaram, respectivamente, chances 3,5 vezes maiores para a ocorrência de HPB quando comparado ao CaP e 3,2 para a ocorrência do CaP em comparação à HPB. O uso combinado destes marcadores apresentou chances 4,5 vezes maiores para a ocorrência do CaP quando comparado à HPB; com 80% de sensibilidade, 96% de especificidade e 91% de acurácia, utilizando os mesmos valores de cutoff. Este é o primeiro relato da aplicação destes dois genes no diagnóstico do câncer de próstata, e também a primeira vez que se usa dois genes com aplicações contrastantes, sendo que o LSP1 detecta principalmente o HPB e o RNASEL detecta o câncer, e juntos têm a capacidade de discriminar os casos de câncer de próstata com 91% de precisão. Esses fatos demonstram seu potencial de aplicabilidade na prática clínica, com redução das biópsias negativas e sem causar desconforto aos pacientes.
Abstract: Several studies have been conducted in an attempt to discover novel biomarkers that are able to distinguish prostate cancer (PCa) from benign prostatic hyperplasia (BPH) with the purpose of helping or even supplant the current diagnostic methods, the total serum PSA levels and the digital rectal examination (DRE), mainly due to their deficiencies. Our study aimed to evaluate, by real time PCR, the potential use of the LSP1 (Leukocyte Specific Protein 1) e RNASEL (Ribonuclease L 2 ,5 oligoisoadenilato sintetase dependent) genes as biomarkers of prostate cancer in tissue samples of patients with PCa and BPH, and also in the peripheral blood of patients and healthy volunteers (control group); and verify their efficiency as a possible diagnostic method for this disease. A prior screening of 630 men, 170 men over 45 years old were included in the sampling because of suspicious DRE and/or PSA>2.5 ng/mL, with indication of prostatic biopsy, which 60 were PCa and 30 BPH patients. A group of 60 healthy volunteers men with a mean age of 22 years was used as control. Total RNA from these samples were converted into cDNA and transcriptional levels of biomarkers were measured by relative quantification in real-time PCR. The cutoff value was established for all tests from a ROC curve estimation. There was no statistical difference in the levels of expression in the prostate tissues between PCa and BPH groups. However, in the peripheral blood, higher LSP1 levels presented a 3.5-fold higher odds to occur in BPH than in PCa. Similarly, higher levels of RNASEL presented a 3.2-fold more likely to occur in PCa samples than in BPH ones. Considering the cut-off values for both genes, the duplex analysis (LSP1 negative and RNASEL positive; 1.79 and 1.25, respectively) generated an odds ratio of 4.5-fold for PCa diagnostics, with 80% sensitivity, 96% specificity, and 91% accuracy. This is the first report on the application of the LSP1 and RNASEL genes in prostate cancer diagnostics, and also the first to use contrasting differential responses of the two genes, where the LSP1 detects mainly the BPH status and the RNASEL detects the cancer, which together are able to discriminate the prostate cancer cases with 91% precision. These factors showed the ability for applicability in clinical practice of these biomarkers, reducing the negative biopsy and without causing discomfort to patients.
Keywords: Próstata - Câncer
Genética molecular
Próstata - Hipertropia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: CARVALHO, Washington João de. Quantificação relativa dos níveis transcricionais dos genes LSP1 e RNASEL em tecido prostático e sangue periférico de pacientes com câncer de próstata e hiperplasia prostática benigna. 2009. 67 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12660
Issue Date: 27-Jul-2009
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dis.pdf719.7 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.