Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12642
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Níveis de alérgenos inaláveis em veículos utilitários de transporte escolar em Uberlândia, MG
metadata.dc.creator: Justino, Caroline Morais
metadata.dc.contributor.advisor1: Taketomi, Ernesto Akio
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Silva Segundo, Gesmar Rodrigues
metadata.dc.contributor.referee1: Mello Júnior, João Ferreira de
metadata.dc.contributor.referee2: Pena, Janethe Deolina de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee3: Resende, Elmiro Santos
metadata.dc.description.resumo: A exposição aos alérgenos inaláveis é considerada crucial para o desenvolvimento das doenças alérgicas. O objetivo deste estudo foi quantificar os níveis de alérgenos de ácaros (Der p 1 e Der f 1), cão (Can f 1) e gato (Fel d 1), em veículos utilitários de transporte escolar. Analisou-se 163 amostras de poeira dos assentos de 60 veículos, através do teste ELISA, para detecção dos níveis alergênicos. O alérgeno Can f 1 foi o mais freqüentemente encontrado (média geométrica = 1,03 µg/g de poeira). Dentre os 60 veículos analisados, apenas dois (3,3%) apresentaram níveis de Der p 1 e dois (3,3%) de Der f 1 em valores sensibilizantes, enquanto 36 (60%) e 16 (26,7%) apresentaram níveis sensibilizantes de alérgenos de cão e gato, respectivamente. Com relação aos veículos de proprietários de animais na residência, em 20/32 (62,5%) dos que possuíam o cão, foram encontrados níveis > 1 µg de Can f 1/g de poeira. Entretanto, não houve diferença nos níveis deste antígeno em relação aos veículos daqueles que não possuíam o animal, ou não o transportavam no seu interior. Por outro lado, entre os veículos de motoristas que não possuíam animais em casa, níveis > 1 µg/g de poeira foram encontrados, em 15/28 (53,6%) veículos sem o cão em casa, e 14/57 (24,5%) sem o gato. Enquanto o uso de capas nos assentos dos veículos interferiu nos níveis de alérgenos de ácaros e cão, sendo menores naqueles com capa, as comparações entre as diferentes idades dos veículos e entre o número de passageiros conduzidos, não apresentaram diferenças significativas, assim como a realização de 2 ou 3 turnos de trabalho pelo motorista, exceto para o alérgeno Can f 1. A partir deste estudo conclui-se que os veículos de transporte escolar são reservatórios, especialmente de alérgenos de animais domésticos, constituindo-se em veículos de dispersão destes alérgenos para a contínua contaminação do ambiente interno.
Abstract: The allergen exposure is considered crucial for the development of allergies. The aim of this study was to measure mite (Der p 1 and Der f 1), dog (Can f 1) and cat (Fel d 1) allergens, in school transport vehicles. It was analized 163 seat dust samples from 60 vehicles, using ELISA tests. The Can f 1 allergen was the most frequent (geometric mean = 1.03 µg/g of dust). Only two (3.3%) vehicles showed levels of Der p 1 and two (3.3%) levels of Der f 1 at sensitizing levels, while 36 (60%) and 16 (26.7%) showed sensitizing levels of dog and cat allergens, respectively. Regarding to the vehicles from pet owners, in 20/32 (62.5%) vehicles from owners with dog at home, levels > 1 µg de Can f 1/g of dust were detected; however, there was no difference in Can f 1 levels in vehicles from owners that kept or not a dog at home, and whose owners that carried or not the animal inside the vehicle. On the other hand, in 15/28 (53.6%) vehicles from non-dog and 14/57 (24.5%) from non-cat owners, levels > 1 µg/g of dust were found. The dust cover used in seats interfered in the levels of mite and dog allergens, where allergen levels were lower in covered seats than uncovered seats. There was no statistical significant difference related to the age of the vehicles, the number of passengers carried in the car, and the vehicles were used part-time or not. We concluded that the school transport vehicles are reservoirs, especially of pet allergens, constituting vehicles for dispersion of these allergens for continuous contamination of the indoor environment.
Keywords: Exposição alergênica
Veículos de transporte
Alérgenos inaláveis
Allergen exposure
Transport vehicles
Dust allergens
Alergia
Poeira
Ácaro
Veículos-Trânsito de passageiros
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: JUSTINO, Caroline Morais. Níveis de alérgenos inaláveis em veículos utilitários de transporte escolar em Uberlândia, MG. 2005. 59 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12642
Issue Date: 23-Sep-2005
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CMJustinoDISSPRT.pdf538.12 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.