Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12641
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Epidemiologia e fatores de riscos para acidentes ocupacionais com perfurocortante: estudo tipo caso-controle
metadata.dc.creator: Santos, Joana Darc dos
metadata.dc.contributor.advisor1: Jorge, Miguel Tanús
metadata.dc.description.resumo: Introdução A prevenção da exposição acidental por meio do sangue entre profissionais da saúde é considerada uma questão de saúde pública. Objetivo Conhecer fatores de risco para acidentes ocupacionais com material perfurocortante com profissionais da saúde. Métodos Este estudo foi conduzido no Hospital de Clínicas de Uberlândia (HCU), um hospital universitário público com cuidados a nível terciário localizado na cidade de Uberlândia, sudeste do Brasil. Os dados foram coletados por meio de três instrumentos: um questionário, o inventário de ansiedade (IDATE), e o inventário de depressão (BECK). Resultados Foram registrados 70 casos de ferimentos com perfurocortantes com 69 profissionais de saúde. A média de idade foi de 38,5 anos. No estudo de caso-controle, 13 casos foram excluídos. Houve diferença quanto ao grau de ansiedade entre os casos e controle (p=0.00011), com ansiedade moderada mais prevalente nos casos (p = 0.000061; odds ratio = 6.25). Houve mais profissionais da saúde com depressão normal entre os controles (79.6%) do que entre os casos (46.3%) (p = 0.00083; odds ratio = 4.53). Conclusão Os acidentes: ocorrem principalmente, com pessoas do sexo feminino e com auxiliares/técnicos de enfermagem; acometem principalmente as mãos, sobretudo os dedos; ocorrem mais frequentemente com agulhas, em locais que atendem pacientes. São fatores de risco: sentir dor física durante o trabalho e, principalmente, ser ansioso e/ou deprimido.
Abstract: Background The prevention of needlestick injury in health-care personnel (HCP) have been considered as a public health issue. Objective To know the risk factors for needlestick injury with HCP in a Brazilian hospital. Methods This study was conducted in a tertiary care public university hospital in Uberlândia, southeast of Brazil. The data was collected by anamnesis, State-Trait Anxiety Inventory (STAI) and the Beck Depression Inventory (BDI). Results Seventy cases of needlestick injury with 69 HCPs were registered. The mean age was 38.5 years-old. For the control-case study, 13 were excluded. There was difference between anxiety in the cases and in the control-case (p=0.00011), with moderate anxiety more prevalent in the cases (p = 0.000061; odds ratio = 6.25). There were more HPCs with normal depression among the control group (79.6%) than in the cases group (46.3%) (p = 0.00083; odds ratio = 4.53) Conclusions These accidents occur mainly with female and with assistant nurse; the hands, mainly the fingers, are more affected; most occur with needles; in the departments that attend patients; the risk factors are: pain related to the job and, mainly, anxiety and depression.
Keywords: Infecção hospitalar
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: SANTOS, Joana Darc dos. Epidemiologia e fatores de riscos para acidentes ocupacionais com perfurocortante: estudo tipo caso-controle. 2005. 65 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12641
Issue Date: 16-Dec-2005
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Joana D.pdf585.53 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.