Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12432
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Efeito da distância da fonte de pólen no sucesso reprodutivo de Esterhazya splendidaMikan (Orobanchaceae)
metadata.dc.creator: Gomes, Carolina Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Paulo Eugenio Alves Macedo de
metadata.dc.contributor.referee1: Yamamoto, Marcela
metadata.dc.contributor.referee2: Araújo, Francielle Paulina de
metadata.dc.description.resumo: A produção de sementes por uma flor de angiosperma depende da quantidade e qualidade de pólen que alcança seu estigma. A qualidade do pólen que chega é influenciada por muitos fatores, tal como comportamento dos visitantes florais, disponibilidade de pólen na planta doadora, a estrutura do habitat e a distância que separa os indivíduos. A distância é associada às diferenças genéticas entre indivíduos sendo que os mais próximos são comumente mais semelhantes geneticamente, mas grande parte dos trabalhos que avaliou a influência da distância no sucesso reprodutivo até hoje tem sido feito em áreas temperadas ou em florestas tropicais. O conhecimento de como a distância de cruzamento influencia o sucesso reprodutivo de plantas ainda é limitado para as Savanas, que são ecossistemas importantes nos trópicos e subtrópicos. O objetivo desse estudo foi determinar se a distância de cruzamento entre os indivíduos afeta os componentes do sucesso reprodutivo de Esterhazya splendida Mikan. O estudo foi realizado em uma área de cerrado sentido restrito da reserva Ecológica do Clube de Caça e Pesca Itororó de Uberlândia, MG. Esterhazya splendida (Orobanchaceae)é uma espécie autocompatível, polinizada principalmente por beija-flores. Caracterizamos a biologia floral, a densidade de indivíduos, a fenologia de floração e oferta de recursos. Realizamos tratamentos de polinizações controladas com fontes de pólen a distâncias que variaram de 0m (autopolinização) a 2000m e com as sementes produzidas realizamos um experimento de germinação. A espécie apresentou padrão de distribuição aleatório (c 2=101,26; p>0,05; GL=99) e uma densidade de 124 ind./ha. A oferta de néctar por área foi quantificada em 22,19 kcal/ha. O sucesso de formação de frutos da espécie não foi afetado pela distância dos cruzamentos. Apenas os frutos produzidos por autopolinização foram menores, mais leves e apresentaram menos sementes e as suas sementes apresentaram menor taxa de germinação, mas não houve diferença no tamanho das plântulas entre os tratamentos. Eupetomena macroura e Amazilia sp. foram vistos polinizando efetivamente as flores, sendo que E. macroura apresentou comportamento territorial. Os resultados indicam que a espécie pode apresentar depressão endogâmica. A presença de depressão endogâmica e ausência de efeito de distância em E. splendida implica em populações com heterogeneidade genética marcada. Seria interessante aplicar esse tipo de estudo a espécies endêmicas ou raras, já que tais espécies estão mais suscetíveis à extinção, pois ocorrem geralmente em populações pequenas, o que aumenta a expressão e fixação de alelos deletérios.
Abstract: The seed set of an angiosperm depends on the quality and quantity of pollen that reach its stigma. This is influenced by a number of factors, including behavior of the floral visitors, availability of pollen on the donor plant, the structure of the habitat between individuals, and the distance separating them. The distance can be associated to genetic differences between individuals, being closer individuals more related genetically. Butmuch of the work that evaluated how distance affects the reproductive successuntil today has been done in temperate zones or in tropical forests. Although Savannas are an important ecosystem in the tropics and subtropics,we know little about how distance influence plant reproduction success in these systems. The aim of this study was to determine if the crossing distance affects the reproductive success components of Esterhazya splendidaMikan. The study was carried out at the Cerrado sensustrictu area of the Caça e PescaItororó Club, Uberlândia, MG. Esterhazya splendida (Orobanchaceae) is an autocompatible species, pollinated mainly by hummingbirds. We characterized its floral biology, individuals density, fenology and energy reward. We made pollination treatments with fonts of pollen ranging from 0m (self-pollination) to 2000m, and then we did a germination experiment. The species presented a random distribution (c 2=101,26; p>0,05; GL=99) and a density of 124 individuals per hectare. The nectar offer in the area was quantified in 22.19kcal/ha. The fruit set was not affected by the distance from the pollen donor. The fruits from self-pollination were smaller, presented lower weight and less seeds andthe seeds presented lower germination rate, but there was no difference in the seedlings length between treatments. Eupetomena macrouraand Amazilia sp.effectively pollinated the flowers, and E. macroura presented a territorial behavior. The results indicate that E. splendida presents inbreeding depression but no outbreeding depression. The presence of inbreeding depression and absence of outbreeding depression implies in populations with high genetic heterogeneity.It would be interesting to apply this kind of study to endemic species or rare species given that they are more susceptible to extinction, because they occur generally in small populations, which increase the expression and fixation of deleterious alleles.
Keywords: Ornitofilia
Depressão endogâmica
Autocompatível
Cerrado
Ornithophily
Inbreeding depression
Autocompatible
Germination
Germinação
Esterhazya splendida
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal
Citation: GOMES, Carolina Ferreira. Efeito da distância da fonte de pólen no sucesso reprodutivo de Esterhazya splendidaMikan (Orobanchaceae). 2012. 35 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12432
Issue Date: 15-Feb-2012
Appears in Collections:PPGBV - Mestrado em Biologia Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf2.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.