Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12416
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Expressão gênica de FOXP3, indoleamina 2,3 dioxigenase, IL10 e CSF1 em útero de vacas que receberam infusão intrauterina de antígenos maternos e paternos no período peri-ovulatório
metadata.dc.creator: Junqueira, Talita Vieta
metadata.dc.contributor.advisor1: Beletti, Marcelo Emílio
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Marcelo José Barbosa
metadata.dc.contributor.referee2: Gomes, Angelica de Oliveira
metadata.dc.description.resumo: A maioria das perdas gestacionais em bovinos acontece no início da gestação, particularmente entre os dias 7 e 16, período no qual o embrião é totalmente dependente do ambiente uterino para sobreviver e iniciar seu crescimento pré-implantação. Durante esse período, a mortalidade embrionária após transferência de embriões produzidos in vitro (TEPIV) ou in vivo (TE-OM) é em média quase duas vezes mais elevada do que aquela derivada de embriões originados de monta natural ou inseminação artificial (IA). A sensibilização da receptora contra as moléculas MHC paternas e maternas do embrião alogênico pode ser uma das causas das altas taxas de perdas gestacionais observadas após TE. Estudos realizados em humanos e em várias espécies têm demonstrado que a sensibilização com antígenos do concepto pode ser uma maneira útil de afetar o desempenho reprodutivo facilitando o reconhecimento e a aceitação materna do embrião alogênico através da indução de citocinas e células imunorregulatórias no microambiente uterino. Nesse sentido, o presente estudo teve como foco principal determinar se a administração simultânea ou isolada de antígenos paterno e materno no útero de fêmeas bovinas receptoras de embrião PIV, no dia do estro, aumenta a expressão de genes que podem facilitar o reconhecimento e desenvolvimento do embrião alogênico durante o início da gestação. Para isto, foram utilizadas 45 vacas cruzadas divididas em 4 tratamentos: T0: controle; T1: Sêmen; T2: PBMCs e T3: PBMCs+Sêmen. As fêmeas bovinas foram sincronizadas ao estro e receberam os antígenos no corpo uterino no dia do cio (D0). Biópsias uterinas foram coletadas in vivo no D0, para controle, e 7 (D7) e 14 (D14) dias após o cio e a administração dos antígenos, para avaliar o efeito do tratamento no ambiente uterino da receptora no momento em que ocorreria o procedimento de anovulação em TE-PIV e durante o período no qual o embrião bovino já teria iniciado seu crescimento préimplantação, respectivamente. A expressão gênica foi avaliada por PCR em tempo real e transcritos de FOXP3, IDO, IL-10 e CSF-1 foram detectados em todas as amostras de RNA extraídas das biópsias uterinas. A análise semiquantitativa da expressão gênica relativa entre os grupos controle e tratado mostrou que nenhum dos tratamentos promoveu aumento significativo na expressão desses genes. Além disso, no D14 todos os tratamentos promoveram uma queda na quantidade de transcritos de CSF-1 e, ainda, o tratamento com ambos os antígenos também promoveu uma queda na abundância de transcritos de IL-10. Em conclusão, a administração isolada ou simultânea de ambos os antígenos no útero de vacas receptoras de embrião PIV parece não propiciar aumento da tolerância materna aos aloantígenos do embrião nem condições favoráveis a seu crescimento e desenvolvimento préimplantação, pelo menos no que se refere ao efeito mediado por FOXP3, IDO, IL-10 e CSF-1 no D7 e D14 do ciclo estral.
Abstract: In cattles, most of pregnancy losses occurs at the beginning of gestation, notably from the 7th to the 16th day of the cycle, a period in which, the embryo depends entirely on the uterine environment to survive and to start their preimplantation growth. During this period, the embryonic death after embryo transfers performed in vitro (TE-IVP) or in vivo (TE-OM) is on average nearly twice as high as that produced by natural mating or artificial insemination (AI). The recipient sensitization against the paternal and maternal MHC molecules of allogeneic embryo might be one of the causes of high rates of pregnancy loss observed after TE. Studies in humans and in various species have pointed that the sensitization with conceptus antigens may affect the reproductive performance facilitating the recognition and the maternal acceptance of allogeneic embryo through induction of cytokyne and immunoregulatory cells in the the uterine microenvironment. The purpose of this study is to determine whether simultaneous or separate administration of paternal and maternal antigens in the uterus of the cows embryo recipientes, during the estrus, increases the expression of genes which can facilitate recognition and development of allogeneic embryos during early pregnancy. Forty-five crossbed cows were evaluated. The animals were divided in four treatments: T0: control; T1: Semen; T2: PBMCs and T3: PBMCs+Semen. The cows were estrus synchronized and received antigens in the uterine body on the estrus day. Uterine biopsies were collected in vivo on D0 for control, and after seven (D7) and fourteen (D14) days after the estrus and administration of antigens in order to evaluate the treatment effect on the uterine environment of the receiving at the moment of the anovoluation procedure would occur in TE-IVP, and during the period in which the bovine embryo would have their preimplantation growth, respectively. The gene expression was evaluated in real time PCR, and then transcribed from FOXP3, IDO, IL-10 and CSF-1 were detected in all RNA samples extracted from uterine biopsies. Semiquantitative analyses of relative gene expression among the control and the treat groups demonstrated that none of the treatments significantly incresed those gene expressions. Furthermore, at D14 all the treatments leaded to a decline in amount CSF-1 transcripts and, further, treatment with both antigens also to a drop in the abundance of IL-10 transcripts. In conclusion, the isolated or simultaneous antigens admnistration in the in the uterus of IVP embryo recipient cows seems not to increase the maternal tolerance to alloantigens embryo nor benefit conditions for their growth and preimplantation development, at least with regard to the effect mediated by FOXP3, IDO, IL- 10 and CSF-1 on D7 and D14 in the estrous cycle.
Keywords: Indução imunológica
PBMCs
Sêmen
Immunologic Induction
PBMCs
Semen
Citologia
Bovino - Gestação - Aspectos imunológicos
Bovino - Imunologia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MORFOLOGIA::CITOLOGIA E BIOLOGIA CELULAR
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biomédicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Estrutural Aplicadas
Citation: JUNQUEIRA, Talita Vieta. Expressão gênica de FOXP3, indoleamina 2,3 dioxigenase, IL10 e CSF1 em útero de vacas que receberam infusão intrauterina de antígenos maternos e paternos no período peri-ovulatório. 2015. 78 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biomédicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12416
Issue Date: 5-Oct-2015
Appears in Collections:PPGBC - Mestrado em Biologia Celular e Estrutural Aplicadas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ExpressaoGenicaFOXP3.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.