Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12395
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Repercussões do diabetes gestacional no desenvolvimento da próstata de ratos: caracterização histológica, perfil de proliferação e remodelação estromal
metadata.dc.creator: Damasceno, Adriana de Assis
metadata.dc.contributor.advisor1: Ribeiro, Daniele Lisboa
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Tomiosso, Tatiana Carla
metadata.dc.contributor.referee1: Góes, Rejane Maira
metadata.dc.contributor.referee2: Fochi, Maria Etelvina Pinto
metadata.dc.description.resumo: O diabetes gestacional é definido como qualquer grau de redução da tolerância à glicose, cujo início ou detecção ocorre durante a gravidez, podendo ou não persistir após o parto. Estudos indicam que a prole de mães diabéticas exibe mudanças anormais no desenvolvimento, bem como desordens metabólicas. A próstata é uma glândula andrógeno-dependente e altamente sensível aos distúrbios hormonais e também às variações de glicemia. Estudos recentes mostram que o diabetes causa drástica atrofia na próstata de roedores, interfere na proliferação e apoptose de células epiteliais, altera a expressão de receptores androgênicos e leva à importante remodelação estromal. Entretanto, pouco se sabe a respeito dos efeitos posteriores do diabetes no desenvolvimento embrionário da próstata. Este estudo é relevante pelo fato de não existirem trabalhos que evidenciem os efeitos do diabetes no desenvolvimento da próstata de ratos cujas mães eram diabéticas. O objetivo geral deste estudo foi avaliar a próstata de ratos adultos cujo desenvolvimento embrionário ocorreu sob influência do diabetes materno. O diabetes foi induzido em ratos Wistas fêmeas prenhas com uso de injeção intraperitoneal de aloxana (100mg/kg de peso corporal). Os ratos machos proles de mães diabéticas (PD) ou normais (PC) foram mortos com 12 semanas de idade e a próstata ventral foi removida, pesada e fixada. A próstata foi avaliada para histologia geral, freqüência de fibras colágenas, morte celular (TUNEL), imunohistoquímica (fibroblastos, fibronectina, células musculares lisas, proliferação celular - PCNA); western blotting (PCNA, metaloproteinases - MMP-2 e -9, receptores de andrógeno, AKT), zimografia e atividade antioxidante total e catalase. A próstata dos animais PD apresentou menor peso em relação ao grupo PC e esses animais também apresentaram hiperglicemia e redução significativa de testosterona. A proliferação celular, bem como os níveis de AR e AKT, foram maiores nos ratos proles de mães diabéticas. A avaliação dos componentes estromais mostrou que o grupo PD apresentou redução de -actina, enquanto a vimentina e fibronectina não apresentaram alteração. A zimografia detectou que a atividade de MMP-2 está aumentada nos animais PD, embora a distribuição dessa MMP tenha sido menor nesse grupo. Esse dado esteve associado à significativa diminuição de colágeno. A próstata da prole de ratas diabéticas apresentou ainda reduzida atividade de catalase e atividade antioxidante total. Os resultados indicam que os ratos que passaram por um ambiente diabético durante o seu desenvolvimento apresentam alterações glicêmicas e hormonais que impactam em modificações estruturais na próstata ventral. Dentre elas, destaca-se maior proliferação celular desencadeada por AR e AKT e reorganização estromal, que foi caracterizada por maior atividade de MMP-2 e degradação de colágeno, podendo interferir na arquitetura tecidual e na homeostase glandular. Além disso, o estroma é afetado negativamente pela diminuição de células musculares lisas, podendo prejudicar a contração da glândula bem como nas interações epitélio-estromais estimuladas por essas células. Esse trabalho mostra ainda que o diabetes gestacional pode aumentar o estresse oxidativo através da redução na atividade de enzimas de controle.
Abstract: Gestational diabetes is defined as any degree of reduction of glucose tolerance, whose early detection occurs during pregnancy and may or may not persist after delivery. Studies indicate that the offspring of diabetic mothers display abnormal changes in development as well as metabolic disorders. The prostate gland is androgen-dependent and highly sensitive to hormonal disorders as well as to changes in blood glucose. Recent studies have shown that diabetes causes drastic atrophy in the prostate of rodents, interferes with the proliferation and apoptosis of epithelial cells, alters expression of androgen receptor and leads to significant stromal remodeling. However, little is known about the effects of diabetes later in embryonic development of the prostate. This study was important because there are no studies that show the effects of diabetes on the development of prostate rats whose mothers were diabetic. The aim of this study was to evaluate the organization of epithelial and stromal prostate of adult rats whose embryonic development was under the influence of gestational diabetes. Diabetes was induced in Wistar pregnant females rats by intraperitoneal injection of alloxan (100mg/kg body weight). Male rats offspring of diabetic (PD) and normal mothers (PC) were killed at 12 weeks of age and the ventral prostate was removed, weighed and fixed. The prostate was evaluated for general histology, frequency of collagen fibers, cell death (TUNEL), immunohistochemistry (fibroblasts, fibronectin, smooth muscle cells, cell proliferation - PCNA), western blotting (PCNA, metalloproteinases - MMP-2 and -9, androgen receptors, AKT), zymography and total antioxidant activity and catalase. The prostate of PD animals showed lower weight compared to the PC group and these animals also exhibited hyperglycemia and a significant reduction of testosterone. Cell proliferation as well as the levels of AKT and AR were higher in the offspring of diabetic mothers. The stromal analysis showed that the PD group showed a reduction of -actin, while vimentin and fibronectin did not change. The activity of MMP-2 is increased in PD animals, although the distribution of this MMP was lower in this group. This finding was associated with a significant decrease in collagen distribution. The prostate of the offspring of diabetic rats also showed reduced activity of catalase and total antioxidant activity. The results indicate that rats that developed in a diabetic environment have glycemic and hormonal changes that impact on structural changes in the ventral prostate. Among them, there is greater cell proliferation triggered by AR and AKT and stromal remodeling, which was characterized by increased activity of MMP-2 and collagen degradation. This situation may interfere with tissue architecture and homeostasis glandular. Moreover, the stroma is negatively affected by a decrease in smooth muscle cells, possibly impairing the contraction of the gland as well as the epithelium-stroma interaction stimulated by these cells. This work also shows that gestational diabetes may increase oxidative stress by reducing the activity of enzymes control.
Keywords: Diabetes
Próstata
Proliferação celular
Metaloproteinase
Prostate
Cell proliferation
Metalloproteinase
Diabetes na gravidez
Citologia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MORFOLOGIA::CITOLOGIA E BIOLOGIA CELULAR
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biomédicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Estrutural Aplicadas
Citation: DAMASCENO, Adriana de Assis. Repercussões do diabetes gestacional no desenvolvimento da próstata de ratos: caracterização histológica, perfil de proliferação e remodelação estromal. 2013. 60 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biomédicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12395
Issue Date: 20-Dec-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Biologia Celular e Estrutural Aplicadas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RepercussoesDiabetesGestacional.pdf1.63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.