Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12393
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Avaliação do papel da serotonina e seus receptores no desenvolvimento da constipação intestinal
metadata.dc.creator: Oliveira, Fernanda Chaves de
metadata.dc.contributor.advisor1: Freitas, Michelle Aparecida Ribeiro de
metadata.dc.contributor.referee1: Busatti, Haendel Gonçalves Nogueira
metadata.dc.contributor.referee2: Bernardino Neto, Morun
metadata.dc.description.resumo: A doença de Chagas afeta 8-10 milhões de pessoas na América. Na fase crônica da doença, os pacientes podem desenvolver alterações no trato gastrointestinal, e um deles é chamado megacólon. Observa-se que a perturbação do sistema imunitário e do sistema nervoso entérico (SNE), esteja associada com esta forma de desenvolvimento. Algumas substâncias agem em ambos os sistemas e cumprem uma ligação entre os sistemas nervoso e imunológico. Uma dessas substâncias é a serotonina (5-HT), que compõe o grupo de aminas biogênicas (neurotransmissores). Cerca de 90% da serotonina existente no corpo humano é produzido no intestino. Dados anteriores indicaram que os níveis de serotonina intestinal pode proporcionar um equilíbrio entre o SNE e sistema imunitário. Para avaliar se os níveis de serotonina intestinal estão relacionados com a regulação do sistema imunológico, investigamos a relação entre a expressão de 5-HT, a intensidade do processo inflamatório e a denervação em amostras de cólon de pacientes com megacólon. Foram avaliados, pela técnica de imunohistoquímica, amostras de cólon de pacientes submetidos a procedimentos de necropsia ou cirúrgico da Universidade Federal de Goiás (Goiânia, Minas Gerais, Brasil). Este trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética UFU (ETIC n ° 110/11). Utilizaram-se os anticorpos ligados a marcadores de imunofluorescência para medir a presença de serotonina, linfócitos CD8 e periferina (marcador neuronal). Os nossos resultados indicaram que os baixos níveis de serotonina estão associados com o processo inflamatório intenso, alto grau de inflamação e com a constipação intestinal. Estes dados sugerem que a serotonina pode agir no intestino como um regulador do processo inflamatório e evitar a destruição neuronal.
Abstract: Chagas´ disease affects 8-10 million people in the Americ. In the chronic phase of this disease, patients can develop alterations in the gastrointestinal tract, and one of them is called megacolon. It is accepted that the disturbance of immune system and enteric nervous system (ENS) is associated with this form development. Some substances act in both systems and fulfill a link between the nervous and immune systems. One of these substances is the serotonin (5-HT) that composes the group of biogenic amines (neurotransmitters). About 90% of serotonin existent in the human body is produced in the intestine. Previous data indicated that the intestinal levels of serotonin may provide a balance between ENS and immune system. To evaluate whether serotonin intestinal levels are related with regulation of immune system, we investigated the relation among 5-HT expression, intensity of inflammatory process and denervation in colon samples from patients with megacolon. We evaluated, by immunohistochemistry technique, samples of colon from patients submitted to necropsy or surgical procedures at Federal University of Goias (Goiânia, Minas Gerais, Brazil). This work was approved by UFU Research Ethics Committee (ETIC n° 110/11). It was used antibodies linked with immunofluorescent markers to measure the presence of serotonin, CD8 lymphocytes and peripherin (neuronal marker). Our results indicated that low levels of serotonin are associated with intense inflammatory process, high degree of inflammation and with constipation intestinal. These data suggested that serotonin may act in the intestine as a regulator of inflammation process and avoid the neuronal destruction.
Keywords: Doença de Chagas
Constipação intestinal
Serotonina
Sistema nervoso entérico
Disease Chagas
Intestinal constipation
Serotonin
Enteric nervous system
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MORFOLOGIA::CITOLOGIA E BIOLOGIA CELULAR
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biomédicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Estrutural Aplicadas
Citation: OLIVEIRA, Fernanda Chaves de. Avaliação do papel da serotonina e seus receptores no desenvolvimento da constipação intestinal. 2013. 45 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biomédicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12393
Issue Date: 14-Jun-2013
Appears in Collections:PPGBC - Mestrado em Biologia Celular e Estrutural Aplicadas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fernanda Chaves.pdf1.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.