Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12392
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Alterações histopatológicas e estresse oxidativo hepático em ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina tratados com extrato aquoso de Vochysia rufa
metadata.dc.creator: Moraes, Izabela Barbosa
metadata.dc.contributor.advisor1: Espindola, Foued Salmen
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Gouveia, Neire Moura de
metadata.dc.contributor.referee1: Calábria, Luciana Karen
metadata.dc.contributor.referee2: Moraes, Alberto da Silva
metadata.dc.description.resumo: O Diabetes Mellitus (DM) é caracterizado pelo aumento significativo de glicose circulante no sangue, resultado de anormalidades na secreção e/ou ação da insulina. O extrato aquoso de Vochysia rufa (EAVR) tem sido utilizado popularmente para o tratamento do diabetes, no entanto, existem poucos estudos demonstrando o efeito dessa planta para o fígado. O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos do EAVR no estresse oxidativo e alterações histopatológicas em fígado de ratos. Os animais foram divididos em seis grupos: (n = 10): não-diabético (ND) e diabético (DB) tratado via gavagem com o EAVR (500 mg/kg), glibenclamida (6mg/kg) e não tratados. O tratamento foi de 43 dias. Após o sacrifício, o fígado foi dissecado, pesado e armazenado a -80ºC para avaliação do estresse oxidativo. E fixado em formaldeído tamponado a 10%, sendo posteriormente processado para análise histológica. Os núcleos dos hepatócitos foram isolados e avaliados, por meio da citometria de fluxo, para determinação do índice de apoptose. No grupo DB houve aumento da atividade das enzimas SOD, GPx, e peroxidação lipídica (TBARS), e diminuição da atividade das enzimas CAT, GST e nos níveis de GSH, evidenciando a ocorrência do estresse oxidativo devido ao diabetes induzido por STZ. Por outro lado, no grupo DB-EAVR evidenciou-se uma restauração dos parâmetros analisados a níveis próximos do grupo ND. Não foram evidenciadas alterações histopatológicas significativas nos grupos estudados. No entanto, houve menor índice de apoptose nos grupos DB, ND-EAVR, DB-EAVR e DB-GB, enquanto que houve maior frequência de apoptose para o grupo ND-GB. Em conclusão, o tratamento dos animais diabéticos com o extrato aquoso de Vochysia rufa foi eficiente para restaurar os níveis normais das enzimas relacionadas à defesa antioxidante, bem como o extrato apresentou efeito antiapoptótico, porém não exibiu efeito significativo no peso corporal e na morfologia do fígado.
Abstract: Diabetes mellitus (DM) consists of a group of syndromes characterized by hyperglycemia, altered lipid metabolism, carbohydrates, proteins, and an increased risk of complications. The aqueous extract of Vochysia rufa (AEVR), has been used to treat DM due to its hypoglycemic effect. Despite the popular use, there is a lack of information regarding the effect of AEVR in liver. The aim of this study was evaluate the effects of AEVR in oxidative stress, apoptosis index and morphological alterations in liver of rats. The animals were divided in six groups: non- (ND) and diabetic (DB) treated with AEVR (500mg/kg), glibenclamide (6mg/kg) and water. The rats were treated during 43 days. Liver was removed and stored at -80ºC to oxidative stress analysis. And fixed in 10% phosphate-buffered formalin, than were processed, embedded in paraffin, sectioned at 4μm and stained with hematoxylin and eosin for histological examination under a light microscope. Nuclei of hepatic cells were isolated and analyzed by flow cytometry to determine the apoptotic index. The DB group shows an increase in activity of antioxidant enzymes GPx, SOD and lipid peroxidation (TBARS), and decrease in GHS, GST, CAT rates. On the other hand, the DB-AEVR group got this oxidative parameters restored to normal levels. Although, a decreased apoptotic index was observed in DB group, and an increased in ND-GB group. And was observed a reduction of apoptosis in this groups: ND-AEVR, DB-AEVR and DB-GB. Histological analysis demonstrated there wasn't difference in groups. According to experimental conditions, the AEVR was efficient to reduce oxidative stress induced by STZ, apparently has an anti-apoptotic effect, and weren't observed pathologic changes in hepatic tissue.
Keywords: Estreptozotocina
Diabetes
Estresse oxidativo
Vochysia rufa
Diabetes
Oxidative stress
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MORFOLOGIA::CITOLOGIA E BIOLOGIA CELULAR
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biomédicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Estrutural Aplicadas
Citation: MORAES, Izabela Barbosa. Alterações histopatológicas e estresse oxidativo hepático em ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina tratados com extrato aquoso de Vochysia rufa. 2013. 64 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biomédicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12392
Issue Date: 8-Mar-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Biologia Celular e Estrutural Aplicadas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Izabela Barbosa.pdf881.72 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.