Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12382
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Efeitos de contaminantes metalicos na estabilidade oxidativa e o uso de antioxidantes naturais em biodiesel de soja
metadata.dc.creator: Franco, Maíra Martins
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Douglas Queiroz
metadata.dc.description.resumo: O biodiesel destaca-se por ser considerado um combustível de menor impacto ambiental, biodegradável, obtido a partir de fontes renováveis e menos poluente que o diesel. Apesar das muitas vantagens citadas, a natureza química do biodiesel torna-o mais susceptível à oxidação em comparação com diesel mineral durante a produção, o transporte e o armazenamento. Este biocombustível possui um elevado nível de reatividade com o oxigênio, principalmente quando colocado em contato com superfícies metálicas, presença de ar, umidade, luz e calor ou mesmo ambientes contaminados por microrganismos, comprometendo assim suas características. A qualidade do biodiesel é designada por três normas EN 14112, ASTM D 6751 e ANP 45/2014, e a estabilidade oxidativa, está entre os parâmetros monitorados por estes regulamentos. O objetivo principal deste trabalho foi avaliar o efeito da estabilidade oxidativa do biodiesel B100, obtido a partir do óleo de soja (Glycine max) pela rota metílica, frente a alguns contaminantes metálicos e o efeito da concentração destes, além de avaliar os potenciais do pólen e da própolis como antioxidantes naturais no biodiesel. Para isso foram preparadas sete concentrações diferentes no intervalo de 0,5 a 3,5 mg L-1 com incremento de 0,5 mg L-1 de diferentes tipos de íons (Fe, Cu, Co, Mn, Zn, Cd, Ni, K, Pb, Cr) e aplicou-se o teste estatístico de Anova com duplo fator e único fator. Analisou-se também o efeito de 3 tipos de antioxidantes naturais diferentes (polen, própolis marrom e própolis verde) em 6 concentrações diferentes. As análises de estabilidade oxidativa foram realizadas conforme a norma EN 14112. A partir dessas análises pode-se observar que a qualidade do biodiesel diminui na presença de alguns metais. Em linhas gerais, os metais que atingiram pior resultado foram o Cu, Co, K e Cr, os quais obtiveram efeitos negativos acima de 10%. Em seguida o Pb, Zn, Mn e Ni com efeitos entre 5 a 10% e por ultimo os metais Fe e Cd, os quais apresentaram menor efeito na estabilidade oxidativa do biodiesel, com resultados abaixo de 5%. Quanto aos antioxidantes naturais a própolis verde foi o aditivo que obteve o melhor resultado, ao chegar à concentração 0,5 % v/v sua eficiência foi para 23%, seguida pela própolis marrom e o polen, ambos com efeito de 15%, nesta mesma condição. Para o biodiesel dopado com o íon cobalto a 0,5mg L-1 juntamente com o antioxidante própolis na concentração 0,50%, apresentou um ganho na estabilidade na ordem de 30%.
Abstract: Biodiesel stands out for being considered a lower environmental impact fuel, biodegradable, made from renewable sources and less polluting than diesel. Despite of many advantages cited, the biodiesel s chemical nature makes it more susceptible to oxidation when compared to mineral diesel fuel during production, transport and storage. This biofuel has a high level of reactivity with oxygen, especially when placed in contact with metal surfaces, the presence of air, moisture, light and heat or even environments contaminated by microorganisms, thereby undermining its features. The biodiesel quality is designated for three standards EN 14214, ASTM D - 6751 and ANP 45/2014, and oxidative stability is among the parameters monitored by these regulations. The aim of this study was to evaluate the oxidative stability effect of biodiesel B100, obtained from soybean oil (Glycine max) by methyl route, compared to some metal contaminants and the effect of the concentration of these, as well as evaluating the pollen potential and propolis as natural antioxidants in biodiesel. To do this seven different concentrations were prepared in the range of 0.5 to 3.5 mg L-1 with an increment of 0.5 mg L-1 of different types of ions (Fe, Cu, Co, Mn, Zn, Cd, Ni , K, Pb, Cr) and applied the statistical test ANOVA with two-factor and one factor. It also examined the effect of three different types of natural antioxidants (pollen, brown propolis and green propolis) in 6 different concentrations. The oxidative stability analyzes were performed according to EN 14112. From these tests it can be seen that the quality of biodiesel decreases in the presence of some metals. Generally, the metals that achieved worst results were Cu, Co, Cr and K, which effects obtained above 10%. Then Pb, Zn, Mn and Ni with effect from 5 to 10% and finally the metals Fe and Cd, which showed smaller effects on oxidative stability of biodiesel, with results below 5%. Related to the natural antioxidants green propolis was the additive that had the best result, upon reaching the 0.5 % v/v concentration efficiency was for 23%, followed by brown propolis and pollen, both with 15% effect, this same condition. For biodiesel doped with cobalt ion to 0.5 mg L-1 propolis together with the antioxidant at a concentration 0.50%, showed a gain in stability on the order of 30%.
Keywords: Contaminação metálica
Biodiesel
Estabilidade oxidativa
Antioxidantes naturais
Metal contamination
Biodiesel
Oxidative stability
Natural antioxidants
Biocombustíveis
Antioxidantes
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Exatas e da Terra
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Biocombustíveis
Citation: FRANCO, Maíra Martins. Efeitos de contaminantes metalicos na estabilidade oxidativa e o uso de antioxidantes naturais em biodiesel de soja. 2016. 73 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Exatas e da Terra) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12382
Issue Date: 4-Mar-2016
Appears in Collections:PPGBIOCOMB - Mestrado em Biocombustíveis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EfeitosContaminantesMetalicos.pdf1.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.