Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12184
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Quantificação de escleródios e germinação miceliogênica e carpogênica de Sclerotinia sclerotiorum oriundos da cultura da soja tratada química e biologicamente
Other Titles: Quantification of sclerotia and myceliogenic and carpogenic germination of Sclerotinia sclerotiorum from soybeans subjected to chemical and biological treatments
metadata.dc.creator: Crato, Fausto Fernandes do
metadata.dc.contributor.advisor1: Juliatti, Fernando César
metadata.dc.contributor.referee1: Vale, Francisco Xavier Ribeiro do
metadata.dc.contributor.referee2: Santos, Maria Amelia dos
metadata.dc.contributor.referee3: Belicuas, Silvia Neto Jardim
metadata.dc.description.resumo: A podridão branca da haste causada por Sclerotinia sclerotiorum vem aumentando a cada safra nos campos de cultivo de soja. Em função da capacidade de sobrevivência do fungo no solo através de estruturas especializadas denominadas escleródios e das condições ambientais favoráveis à sua germinação, é indispensável a utilização de medidas integradas em seu manejo. Para um maior aprofundamento do conhecimento da biologia do fitopatógeno, uma ferramenta importante é a quantificação do patógeno e posteriormente a avaliação da viabilidade dos escleródios por meio das germinações miceliogênica e carpogênica. O objetivo do trabalho foi quantificar o número e a área superficial de escleródios utilizando o Programa Quant e verificar o efeito de diferentes tratamentos químicos e biológicos sobre a germinação miceliogênica e carpogênica de S. sclerotiorum. Os tratamentos foram constituídos por produtos químicos e biológicos aplicados no campo durante a condução da cultura e os escleródios foram obtidos com a trilha da soja, sendo depois separados dos grãos. A quantificação do número e área superficial dos escleródios foi realizada utilizando o programa Quant. Visando verificar se o tamanho do escleródio influencia em sua germinação, os escleródios foram separados em três diferentes frações de tamanho. A viabilidade dos mesmos foi realizada através da indução das germinações miceliogênica e carpogênica. A germinação miceliogênica foi feita em meio BDA e a incubação foi realizada em câmara de crescimento do tipo BOD a 25 °C e fotoperíodo de 12 horas. As avaliações das germinações foram realizadas às 24, 48, 72 e 96 horas após o início da incubação. A germinação carpogênica foi induzida em solo esterilizado e a incubação foi realizada em câmara de crescimento com temperatura de 20 °C ± 2 ºC, fotoperíodo de 12 horas e umidade do solo a 100 % da capacidade de campo. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, em parcelas subdivividas, sendo que o fator de parcela foi representado por 31 tratamentos e o de subparcelas foram as 3 frações de tamanho, com 4 repetições. O Quant mostrou-se eficiente na quantificação do número e área de escleródios. Os tratamentos químicos foram eficazes na redução do incremento do número de escleródios, quando comparados com os biológicos. Os tratamentos químicos foram mais eficazes na inibição da germinação miceliogênica dos escleródios. Os tratamentos biológicos foram mais eficazes que os químicos na inibição da germinação carpogênica dos escleródios. Os escleródios menores apresentaram maior viabilidade na germinação carpogênica em relação aos maiores.
Abstract: Sclerotinia stem rot caused by Sclerotinia sclerotiorum is spreading every year in soybean fields. Due to the survival capacity in soil using specialized structures, called sclerotia, and environmental conditions favorable for germination, the use of Integrated Disease Management is essential. Better understanding of pathogen biology is obtained by quantifying the pathogen in the soil and, subsequently, determining its viability through carpogenic and myceliogenic sclerotia germination. This study quantified the number and surface area of sclerotia using the Quant Program and determined the effect of different chemical and biological treatments on germination (carpogenic and myceliogenic) of S. sclerotiorum. Treatments consisted of biological and chemical products sprayed in soybean crop while the culture was growing; sclerotia were obtained after soybean threshing, separating them from the grains. Quantification of sclerotia number and surface area were obtained using the Quant program, from UFV. In order to determine if sclerotium specific size affects its germination, sclerotica were separated in three different size fractions. Sclerotia viability was determined by inducing myceliogenic and carpogenic germination. Myceliogenic germination was conducted in PDA medium with incubation in a growth chamber at 25 °C with 12 hours lighting. Germination evaluation was done after 24, 48, 72, and 96 hours incubation. Carpogenic germination was done in sterilized soil and incubation in a growth chamber at 20 ± 2ºC, 12 hours lighting and soil moisture at field capacity. The experimental design was completely randomized, in split plots, where the plot factors were 3 treatments and the split plots were the 3 fractions sizes, with 4 repetitions. The results showed that the Quant program was efficient in quantifying the number and area of sclerotia, while the chemical treatments were more effective in reducing the number of sclerotia than the biological ones. Chemical treatment was most effective in sclerotia myceliogenic germination inhibition, while the biological treatments inhibited sclerotia carpogenic germination more effectively. Smaller sclerotia had greater carpogenic germination viability than the bigger ones.
Keywords: Quant
Mofo branco
Glycine max (L) Merrill
Podridão branca da haste
Estipes
Apotécios
Ascósporos
Quant
White mold
Sclerotinia stem rot
Stipe
Apothecium
Ascospores
Soja
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Agronomia
Citation: CRATO, Fausto Fernandes do. Quantification of sclerotia and myceliogenic and carpogenic germination of Sclerotinia sclerotiorum from soybeans subjected to chemical and biological treatments. 2013. 83 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12184
Issue Date: 26-Feb-2013
Appears in Collections:PPGA - Mestrado em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fausto Fernandes.pdf1.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.