Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12174
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Cultivo in vitro de embriões de coquinho azedo (Butia capitata (Mart.) Becc)
metadata.dc.creator: Carneiro, Pedro Augusto Porto
metadata.dc.contributor.advisor1: Melo, Berildo de
metadata.dc.contributor.referee1: Tomé, Pedro Henrique Ferreira
metadata.dc.contributor.referee2: Melo, Benjamim de
metadata.dc.contributor.referee3: Asmar, Simone Abreu
metadata.dc.description.resumo: Os experimentos foram conduzidos em Uberlândia-MG, e os frutos de coquinho azedo foram coletados na região de Montes Claros MG. No primeiro experimento, foram testados diferentes tempos de imersão dos embriões em solução de 0,25% de cloro por 10, 20 e 30 minutos, colocados ou não durante 10 minutos em solução de 1,5 mL L-1 do fungicida tiofanato metílico. O experimento foi montado em esquema fatorial 2x3, e o delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com 6 tratamentos, 4 repetições e 24 parcelas. Não houve necessidade de utilização de fungicida no controle da contaminação e indica-se a permanência em solução de cloro 0,25% por período entre 10 a 30 minutos. No segundo experimento, foi utilizado o delineamento experimental inteiramente casualizado em esquema fatorial com 8 tratamentos, 4 repetições e 12 parcelas. Os tratamentos consistiram do acréscimo de diferentes substâncias antioxidantes (testemunha ausência de substâncias antioxidantes; ácido ascórbico 100 mg L-1; PVP 400 mg L-1 e carvão ativado 3,0g L-1) ao meio MS com 75% de força iônica, com ou sem imersão em solução de ácido ascórbico (100 mg L-1). Ao final de 45 dias, foram avaliadas as características: oxidação (em %), constatada através do escurecimento das estruturas do embrião; germinação (em %) e plantas normais (%), considerando plantas normais as que emitiram tanto parte aérea quanto radícula, enquanto que a germinação considerou-se apenas emissão de uma dessas partes. . A utilização de carvão ativado proporcionou resultados de formação de plantas com oxidação inferior e germinação superior aos demais antioxidantes testados, e a prática de imersão dos embriões em solução de ácido ascórbico contribuiu para menor oxidação e maior formação de plantas normais. O último experimento montado em esquema fatorial 4x4 e o delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com 16 tratamentos, 3 repetições e 2 parcelas. Os tratamentos foram caracterizados pela combinação de 4 dosagens de BAP (0; 0,96; 1,92 e 3,84) com 4 dosagens de ANA (0; 0,24; 0,48 e 0,96), sendo assim adicionados ao meio MS com 75% de força iônica. Após 110 dias, foram avaliadas as seguintes características: número de folhas; comprimento da folha principal (cm); comprimento da raiz principal; massa seca da parte aérea e da raiz. Não houve interação significativa entre as dosagens de ANA e BAP para nenhuma das características avaliadas. Maior comprimento de folha foi obtido utilizando 0,47 mg L-1 de ANA.
Abstract: The experiments were conducted in Uberlândia, Minas Gerais and the fruits of Butia capitata (Mart) Becc were collected in the region of Montes Claros - MG. Different embryo immersion times were tested in the first experiment, using 0.25% chlorine solution for 10, 20 or 30 minutes, and immersed, or not, for 10 minutes in a solution of the fungicide methyl thiophanate at 1.5 mL L-1. There was no need for the use of fungicide for contamination control, and treatment with 0.25 % chlorine solution for 10 to 30 minutes was sufficient. The second experiment was done in a completely randomized design with 8 treatments, 4 replicates and 12 plots. Treatments consisted of the addition of different antioxidants (control - absence of antioxidants; ascorbic acid - 100 mg L-1; PVP - 400 mg L-1 and activated charcoal - 3.0 g L-1) to the MS medium with 75% ionic strength, with or without immersion in ascorbic acid solution (100 mg L-1). The following characteristics were evaluated after 45 days: oxidation (in %), observed as darkening of the embryo structures; germination (in %) and normal plants ( % ), considering as normal plants those emitting both shoot and rootlet, while for germination the presence of any of these parts was counted. The last experiment was done as a 4x4 factorial in a completely randomized design with 16 treatments, 3 replicates and 2 plots. The treatments were characterized by the combination of 4 doses of BAP (0, 0.96, 1.92 or 3.84 mg L-1), and 4 doses of ANA (0, 0.24, 0.48 or 0.96 mg L-1), added to the MS medium with 75% of ionic strength. The following characteristics were evaluated after 110 days: number of leaves; leaf main length (cm), length of the main root; shoot and root dry matter. There was no significant interaction between the measurements of ANA and BAP for any of characteristics evaluated. Greater leaf length was obtained using 0.47 mg L-1 of ANA.
Keywords: Antioxidantes
Descontaminação
Fitorreguladores
Antioxidants
Decontamination
Plant growth regulators
Coquinho-azedo - Cultivo
Coquinho-azedo - Embrião - Cultivo
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Agronomia
Citation: CARNEIRO, Pedro Augusto Porto. Cultivo in vitro de embriões de coquinho azedo (Butia capitata (Mart.) Becc). 2012. 80 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12174
Issue Date: 21-Sep-2012
Appears in Collections:PPGA - Mestrado em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PedroAugusto.pdf525.38 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.