Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12171
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Seleção fenotípica em soja para estabilidade e tolerância ao excesso hídrico
metadata.dc.creator: Cavalcante, Anaisa Kato
metadata.dc.contributor.advisor1: Hamawaki, Osvaldo Toshiyuki
metadata.dc.contributor.referee1: Nogueira, Ana Paula Oliveira
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Cláudio Ricardo da
metadata.dc.contributor.referee3: Bertan, Ivandro
metadata.dc.description.resumo: A soja [Glycine max (L.) Merrill] é considerada uma das culturas de maior importância econômica. No Brasil, ela é cultivada em considerável diversidade de ambientes. As mudanças climáticas têm influenciado a produção agrícola significativamente. O trabalho foi dividido em dois capítulos, com o objetivo de avaliar a adaptabilidade e a estabilidade de genótipos de soja e selecionar genótipos tolerantes ao excesso hídrico na parte aérea no médio Norte do Estado do Mato Grosso, bem como a sua influência no rendimento e na qualidade fisiológica dos grãos. No primeiro capítulo, o experimento foi conduzido em Porto Alegre do Norte MT, em delineamento de blocos casualizados, envolvendo 25 genótipos e quatro cultivares comerciais avaliados em três repetições. Os ensaios foram realizados nas safras de 2008/2009, 2009/2010 e 2010/2011. Para avaliação da adaptabilidade e da estabilidade, utilizaram-se os métodos Eberhart e Russell (1966), Lin e Binns modificado por Carneiro (1998), centroide (ROCHA et al., 2005) e Wricke (1965). No segundo capítulo, o experimento foi conduzido na Estação de Pesquisa da Syngenta Seeds, no município de Lucas do Rio Verde MT, em delineamento experimental de blocos completos casualizados e três repetições com quinze tratamentos: dez linhagens de soja da Empresa Syngenta e seis testemunhas (Pintado, MSOY8866, FTS4188, P98Y51, TMG131 e MSOY8888). Foi realizado o esquema fatorial com sete épocas de colheita (Testemunha, cinco dias (primeira colheita), dez dias (segunda colheita), quinze dias (terceira colheita), vinte dias (quarta colheita), 25 dias (quinta colheita) e 30 dias (sexta colheita) após R8) um tempo de simulação de chuva (T1 3h de simulação de chuva) e três repetições. O desempenho de cada genótipo foi avaliado por meio da mensuração das seguintes características: número de dias para a floração (NDF), número de dias para a maturidade (NDM), altura da planta (cm) na floração (APF), altura da planta (cm) na maturidade (APM), altura da inserção da primeira vagem (AIV), peso total (PT) e o peso de 100 grãos (PG). A germinação foi avaliada pelo teste de germinação. O vigor, a viabilidade, os danos de umidade e os danos mecânicos foram avaliados pelo teste de tetrazólio e os teores de proteína e de óleo, pelo método de Ressonância Nuclear Magnética (RMN). Os resultados do primeiro capítulo permitiram verificar que todas as metodologias avaliadas, Eberhart e Russell, Lin e Binns modificada por Carneiro (1998), Centroide e de Wricke (1965), foram concordantes ao se destacar a UFU- 16, apresentando-se o maior desempenho produtivo e adaptação a ambiente favorável, mas sendo considerado com baixa estabilidade. Pelo método de Eberhart e Russel e Lin Binns modificado por Carneiro (1998), as linhagens UFU-1 e UFU-14 apresentaram elevadas médias de produtividade de grãos, alta estabilidade e foram classificadas como de adaptabilidade a ambiente favorável. Contudo, as metodologias de Lin Binns modificada por Carneiro (1998) e Eberhart e Russel (1966) foram coerentes na classificação das cultivares quanto à adaptabilidade e estabilidade. No segundo capítulo, foi verificada a superioridade na cultivar BRS Pintado quanto à massa total de grãos e à massa de 100 grãos, sendo considerada tolerante ao excesso hídrico. A linhagem 2 destaca-se quanto à qualidade das sementes, apresentando germinação e vigor superiores.
Abstract: Soybean [Glycine max (L.) Merrill] is considered one of the most economically important crops. In Brazil, it is grown in considerable diversity of environments. Climate changes have influenced significantly agricultural production. This study aims to evaluate adaptability and stability of soybean genotypes and to select those tolerant to excess water in the shoot in mid northern state of Mato Grosso, Brazil as well to verify check its influence on yield and physiological quality of grains. So that, the study was divided into two chapters: in the first one, the experiment was carried out in Porto Alegre do Norte MT, in a randomized block design involving 25 genotypes and four commercial cultivars evaluated in three replications. Assays were performed in harvests of 2008/2009, 2009/2010 and 2010/2011. In order to evaluate adaptability and stability, we used the following methods: Eberhart & Russell (1966), Lin & Binns modified by Carneiro (1998), centroid (ROCHA et al., 2005) and Wricke (1965). In the second chapter, the experiment was carried out in Sygenta Seeds Research Center, in the city of Lucas do Rio Verde MT in a randomized block design in three replications with 15 treatments: 10 lineages of Sygenta soybean and six control ones (Pintado, MSOY8866, FTS4188, P98Y51, TMG131 e MSOY8888). We conducted a factorial design with seven harvest times (control group: five days first crop; 10 days second crop; 15 days third crop; 20 days - fourth crop; 25 days fifth crop and 30 days sixth crop after R8), one period of rain simulation (T1 - 3h of rain simulation) and three replications. We evaluated the performance of each genotype by measuring the following characteristics: number of days to flowering (NDF); number of days to maturity (NDM), plant height (cm) on flowering (PHF), plant height (cm) on maturity (PHM), height on the first pod (FPH), total weight (TW) and weight of 100 grains (GW). We used germination test to evaluate it. The vigor, viability, damage from moisture and mechanical damages were assessed by the tetrazolium test. We used Nuclear Magnetic Resonance (NMR) method to evaluate the protein and oil content. The results of the first chapter allowed us to verify that all methodologies agreed in detaching UFU-16 as the one with most productive performance and adaptability to favorable environment, but it showed low stability. By the method of Eberhart & Russel and Lin & Binns modified by Carneiro (1998) UFU-1 and UFU-14 lineages showed high average in grain productivity, high stability and were considered as adapted to favorable environment. However, both methods Lin Binns Lin Binns modified by Carneiro (1998 and Eberhart & Russel (1966) agreed on classifying the cultivars concerning to adaptability and stability. In the second chapter, we verified superiority in BRS Pintado cultivar concerning to total grain weight and the 100 grain weight. It was considered tolerant to excess water. Lineage 2 stands out to seed quality, with higher germination and vigor.
Keywords: Glycine max.
Vigor
Seleção
Adaptabilidade
Excesso hídrico
Selection
Adaptability
Excess water
Soja - Melhoramento genético
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Agronomia
Citation: CAVALCANTE, Anaisa Kato. Seleção fenotípica em soja para estabilidade e tolerância ao excesso hídrico. 2012. 73 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12171
Issue Date: 8-Oct-2012
Appears in Collections:PPGA - Mestrado em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf468.37 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.