Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12081
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Aspectos germinativos de 25 espécies florestais brasileiras: eficiência do método, anormalidades de plântulas e mortalidade de sementes
metadata.dc.creator: Anastácio, Maristela Rosália
metadata.dc.contributor.advisor1: Santana, Denise Garcia de
metadata.dc.contributor.referee1: Santos, Carlos Machado dos
metadata.dc.contributor.referee2: Camargo, Reginaldo de
metadata.dc.contributor.referee3: Kikuti, Ana Lúcia Pereira
metadata.dc.contributor.referee4: Conserva, Auristela dos Santos
metadata.dc.description.resumo: CAPÍTULO II: As Regras para Análise de Sementes determinam métodos de uso obrigatório para Laboratórios de Análise de Sementes credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. No entanto, há poucos métodos validados disponíveis para espécies florestais neste manual. Por este motivo, as dúvidas sobre a condução de testes de germinação dessas sementes são constantes, principalmente, as relacionadas ao tipo de substrato, assepsia, temperatura, tratamentos pré-germinativos e prazos de encerramento de testes. Partindo de tais considerações e com base em registros literários os objetivos foram executar pré-testes de germinação, de modo a permitir a elaboração de protocolos para 25 espécies florestais brasileiras. Conclui-se que o hipoclorito de sódio é eficiente na desinfestação de sementes dormentes e não dormentes como C. estrellensis, C. speciosa e P. tomentosum. O papel de filtro na forma de rolos e a temperatura constante de 25º C garantem a germinação de sementes de todas as espécies, exceto em G. ulmifolia, na qual foi utilizada papel mata borrão em caixas tipo germitest e P. pendula em temperatura de 30ºC. A escarificação e o desponte são tratamentos efetivos de superação de dormência, entretanto, podem ocorrer danos nas sementes e plântulas dependendo do tamanho da área atritada e da profundidade, como ocorrido em S. parahyba var. amazonicum . As contagens se encerraram na segunda leitura para a maioria das espécies, com determinação do tempo inicial pelas sementes com maior potencial germinativo e o tempo final pelas de menor potencial germinativo. CAPÍTULO III: Na validação de metodologias para germinação, a única variável comparada entre lotes e laboratórios são as plântulas normais. Contudo, as porcentagens de plântulas anormais e sementes mortas são essenciais para identificação de sensibilidade nas sementes de acordo com a metodologia aplicada. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi proceder à análise estatística dos testes de germinação com metodologias validadas e analisar o impacto da transformação dos percentuais de plântulas anormais e sementes mortas nos lotes. Os dados de plântulas anormais e sementes mortas das 25 espécies florestais brasileiras foram submetidos aos testes de normalidade e homogeneidade, na escala original e transformada, além da análise de variância. Conclui-se que variâncias heterogêneas para plântulas anormais e sementes mortas, ambas na escala original, corresponderam a 48% e 52% dos casos, respectivamente, e resíduos com distribuição assimétrica, 28% e 24% dos casos. A transformação de dados pode mostrar-se prejudicial às análises de espécies florestais sendo certo que essa prática pode ocasionar a perda das pressuposições de normalidade e homogeneidade. As porcentagens de plântulas anormais e sementes mortas mostram que as sementes dos lotes apresentam sensibilidade aos métodos aplicados, há influência do manuseio em laboratório e da contaminação por fungos.
Abstract: CHAPTER II: The Rules for Seed Analysis determine mandatory methods for Analysis Laboratories Seeds accredited by the Ministry of Agriculture, Livestock and Supply. However, there are few validated methods available for forest species in this manual. For this reason, doubts about the conduct tests of these seeds are constant, especially, those related to the type of substrate, sterilization, temperature, pre-germination treatments and periods of tests closure. Starting from these considerations and based on literary records the goals pre-germination tests were run in order to allow the development of protocols for 25 Brazilian forest species. It is concluded that sodium hypochlorite is effective for disinfection of non-dormant and dormant seeds as estrellensis, C. speciosa and P. tomentosum. The filter paper in the form of rolls and a constant temperature of 25 º C ensure the germination of all species, except G. ulmifolia, which was used blotting paper in boxes germitest type and P. pendula at 30 º C . Scarification and clipping, are effective treatments for breaking dormancy, however, damage may occur to the seeds and seedlings depending on the size of the rubbed area and depth, as occurred in S. parahyba var. amazonicum. The scores ended up in second reading for most species, determining the starting time for the seeds with higher germination and the final time by lower germination potential. CHAPTER III: In the validation of methodologies for germination, the only variable compared between lots and labs are normal seedlings. However, the percentages of abnormal seedlings and dead seeds are essential for identification of sensitivity of the seeds to the methodology applied. Therefore, the aim of this work was to carry out the statistical analysis of the germination tests with validated methodologies, and analyze the impact of the transformation of the percentage of abnormal seedlings and dead seeds in lots. The data of abnormal seedlings and dead seeds from 25 Brazilian forest species were tested for normality and homogeneity, in the original and transformed scale, and analysis of variance. We conclude that heterogeneous variances for abnormal seedlings and dead seeds, both in the original scale, accounted for 48% and 52% of cases, respectively, and residues with asymmetric distribution, 28% and 24% of cases. Data transformation may prove detrimental to the analysis of forest species being certain that this practice may result in loss of the assumptions of normality and homogeneity. The percentages of abnormal seedlings and dead seeds show that the seeds have lots of sensitivity methods applied, there is influence of handling in the laboratory and fungal contamination.
Keywords: Potencial germinativo
Pré-testes
Desinfestação
Dormência
Métodos pré-germinativos
Transformação angular
Homogeneidade das variâncias
Normalidade dos resíduos
Germination potential
Pre-testing
Disinfection
Numbness
Pre-germination methods
Angular transformation
Homogeneity of variances
Normality of residuals
Sementes Germinação
Sementes Dormência
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Agronomia
Citation: ANASTÁCIO, Maristela Rosália. Aspectos germinativos de 25 espécies florestais brasileiras: eficiência do método, anormalidades de plântulas e mortalidade de sementes. 2014. 127 f. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12081
Issue Date: 23-Jul-2014
Appears in Collections:PPGA - Doutorado em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AspectosGerminativosEspecies.pdf5.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.