Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12055
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Padrão de germinação de sementes e estabelecimento de mudas de guanandi (Calophyllum brasiliense Cambess.)
metadata.dc.creator: Lima, Julia Araujo de
metadata.dc.contributor.advisor1: Santana, Denise Garcia de
metadata.dc.contributor.referee1: Ranal, Marli Aparecida
metadata.dc.contributor.referee2: Marzinek, Juliana
metadata.dc.contributor.referee3: Martins, Cibele Chalita
metadata.dc.contributor.referee4: Carvalho, Maria Laene Moreira de
metadata.dc.description.resumo: CAPÍTULO II: Calophyllum brasiliense Cambess. é uma espécie arbórea, típica das florestas tropicais úmidas, com sementes de germinação variável e desuniforme devido às camadas do tegumento. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a dormência das sementes da espécie pela sua capacidade de embebição, germinação, emergência, distribuição e sincronia da germinação ao longo do tempo, além de quantificar a evolução da dormência durante a maturação dos frutos. Experimentos independentes, em delineamentos inteiramente casualizados e de blocos casualizados, foram conduzidos testando-se tratamentos prégerminativos e estádios de maturação de frutos com pericarpo, colhidos na árvore. A semeadura das sementes foi feita em caixas tipo gerbox, com vermiculita ou areia, e em papel de filtro, confeccionando-se rolos. Nas avaliações diárias ou em intervalos de 7 dias, foram consideradas germinadas as sementes com protrusão de radícula. Também foram avaliadas plântulas normais, anormais, sementes intactas e chochas. De frutos colhidos em Uberlândia, a germinação das sementes sem tegumento atingiu 81% em 43 dias, enquanto em sementes com tegumento, a germinação foi de 62% em 104 dias. Com a escarificação do tegumento na região da micrópila, sem atingir os cotilédones, em sementes colhidas no solo sem pericarpo, o percentual de germinação alcançou 94%, e o de plântulas normais, 88%. Sementes sem tegumento apresentaram alta capacidade de germinação (entre 81 e 100%) e de formação de plântulas normais (91%), mas as partes lenhosas do mesmo dificultaram sua extração e comprometeram a integridade do embrião. O tegumento das sementes de C. brasiliense causa restrição física à entrada de água, além de restrição mecânica à saída da radícula na região micropilar. A evolução do estádio de maturação das sementes aumentou a intensidade de dormência das sementes. Sendo assim, os frutos devem ser colhidos ainda na árvore, quando o tegumento apresentar coloração entre o amarelo e o marrom claro. CAPÍTULO III: Em função da capacidade de Calophyllum brasiliense em expressar diversidade e variabilidade genética entre e dentro de populações, os objetivos foram o de caracterizar e analisar essas variabilidades quanto às medidas de emergência de plântulas da espécie, determinar a magnitude das correlações entre essas medidas e avaliar a capacidade de estabelecimento das plantas. No município de Uberlândia, nas margens do Rio Uberabinha e Rio das Pedras (Mata Ciliar) e Parque do Sabiá (Mata de Galeria), foram selecionados 15 indivíduos de C. brasiliense. Desses, sementes de 13 indivíduos foram utilizadas para avaliar medidas de emergência de plântulas. O experimento foi conduzido em laboratório, em delineamento inteiramente casualizado, com cinco repetições de 20 sementes. Para avaliar estabelecimento das plantas, frutos de 11 indivíduos foram despolpados e as sementes separadas por indivíduo e semeadas em bandejas multicelulares. Quando as plântulas atingiram cerca de 4 cm de altura foram transferidas para tubetes de 180 cm3 contendo substrato comercial Bioplant® e 1 g de Osmocote®. Após seis meses em viveiro, as plantas com altura superior a 15 cm foram selecionadas e aclimatadas durante 15 dias a pleno sol. O experimento foi instalado em delineamento de blocos casualizados, sendo os tratamentos correspondentes a 11 indivíduos com cinco repetições, sendo cada parcela composta de 10 plantas, em espaçamento de 3 x 3 m e profundidade de 30 cm. A variabilidade das medidas de emergência de plântulas de C. brasiliense é maior entre indivíduos, principalmente quanto ao percentual de emergência das plântulas. A capacidade máxima de emergência das plântulas é alta, acima de 90%, sem qualquer pré-tratamento das sementes; porém, pode gastar até 365 dias para atingir este percentual. Apesar de C. brasiliense ter ocorrência natural em áreas com saturação hídrica, a espécie apresenta sobrevivência superior a 90% em solo drenado de Cerrado, após 90 dias de implantação, embora esta sobrevivência das plantas seja variável entre os indivíduos. CAPÍTULO IV: A influência do tamanho das sementes sobre a qualidade fisiológica tem sido estudada com certa intensidade em várias espécies de grandes culturas; porém, é pouco frequente em espécies florestais. Diante dessa necessidade, os objetivos do trabalho foram avaliar a influência do tamanho das sementes sobre a embebição, germinação das sementes e emergência de plântulas de Calophyllum brasiliense Cambess. (Clusiaceae) em condições controladas de laboratório e em casa de vegetação e caracterizar fisicamente os frutos e as sementes de amostras oriundas de um único indivíduo e de vários indivíduos de C. brasiliense, visando a determinar a variabilidade no tamanho e na massa fresca. As sementes, coletadas a partir de vários indivíduos, foram classificadas e separadas em três intervalos de tamanho: pequenas (de 13 a 15,99 mm), médias (de 16 a 16,99 mm) e grandes (de 17 a 21,00 mm). O teor de água das sementes, curva de embebição e a massa de mil sementes foram determinadas para cada tamanho. Com essas sementes foram montados dois experimentos, de germinação em germinador e de emergência em casa de vegetação, ambos distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com tratamentos referentes ao comprimento das sementes - pequeno (13 a 15,99 mm), médio (16 a 16,99 mm) e grande (17 a 21,00 mm) - com parcela composta por 25 sementes. As avaliações foram diárias ou em intervalos de 7 dias, sendo consideradas germinadas as sementes com protrusão de radícula ou emissão de qualquer estrutura da plântula acima do substrato, além de plântulas normais, anormais, sementes sem danos aparentes e chochas. Além disso, 100 frutos e sementes oriundas de um e de uma mistura destes foram avaliadas quanto às medidas biométricas, teor de água e a massa fresca. As médias de comprimento longitudinal e transversal, massa fresca e teor de água das sementes foram de 16,32 mm, 15,44 mm, 1,33 g e 57,15%, respectivamente. A germinação da semente é hipógea e criptocotiledonar, mostrando-se lenta e desuniforme sem influência do tamanho da semente. A germinação iniciou por volta do 25° dia e se estendeu até 120 dias após a semeadura. O tamanho das sementes não foi considerado um indicativo de qualidade fisiológica das sementes, pois a germinação, a emergência e o desenvolvimento inicial das plântulas não foram influenciados pelo tamanho das sementes.
Abstract: CHAPTER II: Calophyllum brasiliense Cambess. is a tree, typical of tropical rainforests, with seed germination variable and uneven due to restrictions of the layers of the integument. The objective was to characterize the dormancy of seeds of species by their ability to soak, germination, emergence, distribution of germination over time and the timing and quantifies the evolution of dormancy as fruit matured. Independent experiments in replicated randomized block design and were conducted by testing pre-germination treatments and ripening stages fruits in the tree with pericarp and in ground, without such structured. The sowing of seeds was made in germination boxes with vermiculite or sand and filter papercrafting scrolls. The evaluations daily or at intervals of 7 days were considered germinated seeds with protrusion of radicle, and normal and abnormal seedlings, intact seeds and empty. Of fruits with Uberlândia, germination of the seeds without forehead reaches 81% in 43 days, whereas in intact seeds without pericarp and forehead, the germination is 62% in 104 days. With scarification on the forehead region of the micropylar, without reaching the cotyledons, collected seeds in the soil without pericarp the germination percentage reach 94% and 88% normal seedlings. The unconditioned tests show high germination (between 81 and 100%) and normal seedling (91%), but the woody parts of the forehead hinder their extraction and compromise the integrity of the embryo. The integument the seeds of Calophyllum brasiliense cause physical restriction to water, and barring mechanical output in the radicle region of the micropylar. The evolution of maturity of seeds increased the intensity of seed dormancy. Thus, the seeds should also be harvested in the tree when tests show color from yellow to light brown. CHAPTER III: Depending on capacity of Calophyllum brasiliense on expressing diversity and genetic variability among and within populations, the objectives were to characterize and analyze such variability on measures of emergence of species, determine magnitude correlations between these measures and assess the ability of plant establishment. In Uberlândia, on the Uberabinha River and Pedras River (Riparian Forest) and Park of Sabiá (gallery forest) were selected 15 individuals of C. brasiliense. Of these, 13 individuals diaspores were used in the experiment of emergency measures conducted in laboratory of seedlings in a randomized design with five replicates of 20 diaspores. For the establishment of plants, fruits from 11 individuals were pulped and separated by individual diaspores and sown in multicellular trays. When the seedlings were about 4 cm in height were transferred to tubes containing 180 cm3 Bioplant ® commercial substrate and 1 g of Osmocote ®. After six months in the nursery, the plants taller than 15 cm were selected and acclimated for 15 days under sun. The experiment was conducted in a randomized block design, with treatments corresponding to 11 individuals with five replications, each plot contained 10 plants in a density of 3 x 3 m depth of 30 cm. The variability of the measures of emergence of C. brasiliense is higher among individuals, mainly in the percentage of germination. The maximum seedling emergence is high, above 90 % without any pretreatment of the seeds, but can spend up to 365 days to reach this percentage. Although C. brasiliense Tues natural occurrence in areas with water saturation, the species has more than 90% survival in dry soil of Savannah after 90 days of deployment, although this plant survival is variable among individuals. CHAPTER IV: The influence of seed size on physiology has been studied with some intensity in several species of field crops, but is uncommon in forest species. Given this need, the objectives were to evaluate the influence of size seeds on germination, seed germination and seedling emergence of Calophyllum brasiliense Cambess. (Clusiaceae) in controlled laboratory conditions and in the greenhouse and, physically characterize fruits and diaspores of a sample individual and multiple individuals of C. brasiliense, to determine the variability in size and fresh weight. The diaspores collected from various individuals, were classified and separated into three ranges of sizes, small (13 to 15.99 mm), medium (16 to 16.99 mm) and large (17 to 21.00). The water content of seeds, the imbibition curve and the mass of a thousand diaspores was determined for each size. These seeds were mounted two experiments, germinating germination and emergence in a greenhouse. Both distributed in a completely randomized design with treatments related to length of seeds, small (13 to 15.99 mm), medium (16 to 16.99 mm) and large (17 to 20.99 mm), with portion comprises 25 diaspores. The evaluations were daily or every seven days considered germinated diaspores with protrusion of the radicle emerged and with any structure above substrate, and normal and abnormal seedlings, diaspores without apparent damage and empty. Still, 100 fruits and diaspores from one and a mixture of individuals were tested for biometric measurements, water content and fresh weight. The average longitudinal and transverse length, fresh weight and water content of seeds was 16.32 mm, 15.44 mm, 1.33 g and 57.15% respectively. The seed germination was hypogeal cryptocotyledonary and, being slow and uneven without influencing the size diaspore. The germination started around the 25th day and continued until 120 days after sowing. The size seeds of C. brasiliense was not considered an indicator of physiological seed quality. For germination, emergence and early growth of seedlings were not influenced by the size seeds.
Keywords: Emergência
Estádio de maturação
Dormência
Tegumento
Sementes
Sobrevivência de plantas
Plântulas
Caracterização física
Vigor
Tempo de germinação
Emergency
Stages of maturity
Dormancy
Seed coat
Seeds
Germination
Survival of plants
Seedling
Physical characterization
Seed vigor
Germination time
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Agronomia
Citation: LIMA, Julia Araujo de. Padrão de germinação de sementes e estabelecimento de mudas de guanandi (Calophyllum brasiliense Cambess.). 2011. 133 f. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12055
Issue Date: 25-Apr-2011
Appears in Collections:PPGA - Doutorado em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
t.pdf8.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.