Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12030
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Os efeitos da internacionalização na rentabilidade de empresas não financeiras do Brasil
metadata.dc.creator: Borsato, Rogério Borges
metadata.dc.contributor.advisor1: Pereira, Vinícius Silva
metadata.dc.contributor.referee1: Carvalho, Luciana
metadata.dc.description.resumo: O aumento da integração das economias mundiais reflete em uma crescente atuação rumo à internacionalização das empresas, principalmente nos países em desenvolvimento. Alguns estudos mostram que à medida que o grau de internacionalização aumenta, as empresas vão ganhando experiência tornando-as mais eficientes e consequentemente melhorando seu desempenho. Contudo, outros estudos mostram que quanto maior o grau de internacionalização, mais recursos devem ser deslocados para as atividades internacionais, podendo tirar, principalmente no início do processo, recursos de outras áreas que poderiam ser mais lucrativas. Neste contexto, esta pesquisa tem por objetivo analisar quais os efeitos do grau de internacionalização no desempenho das empresas não financeiras do Brasil. A amostra da pesquisa contemplou as empresas presentes no ranking das transnacionais brasileiras da Fundação Dom Cabral presentes na lista das 500 maiores e melhores da Revista Exame, no período de 2006 a 2012. A partir desta base, excluiu-se àquelas com valores de ativos e patrimônio liquido negativos, e às do setor financeiro devido às suas especificidades. A definição das variáveis da pesquisa foi embasada na literatura nacional e internacional sobre internacionalização e desempenho. Tais variáveis foram compostas pelos indicadores do grau de internacionalização das empresas, e indicadores contábeis de desempenho coletados da Base Economática. A partir da técnica da Análise Fatorial criou-se um índice de desempenho agregado, cuja composição se deu por meio das variáveis de desempenho correlacionadas entre si. Como a pesquisa utilizou dados com características de cross-section, os modelos estatísticos mais adequados foram de regressões com dados em painel cujo objetivo era analisar os efeitos da internacionalização sobre a rentabilidade. A análise de dados em painel possui três abordagens distintas como pooled independent cross-section, modelos de efeitos fixos e modelos de efeitos aleatórios. Para a definição do melhor modelo, alguns testes foram utilizados, sendo que o modelo mais adequado foi o pooled. Com relação à existência de problemas nos modelos econométricos, foram realizados testes de heterocedasticidade e de autocorrelação. Os resultados encontrados mostraram que: (a) a relação entre o grau de internacionalização e o desempenho dessas empresas é caracterizada por um comportamento linear negativo, de modo que quanto maior o grau de internacionalização da empresa, menor tende a ser o seu desempenho; (b) a alavancagem controla significativamente a relação entre o grau de internacionalização e o desempenho; (c) a intensidade de capital fixo da empresa bem como alguns setores apresentam influência significante na análise dos três modelos; e (d) o período de crise não apresentou nenhuma influência na relação entre o grau de internacionalização e o desempenho.
Abstract: The increased integration of world economies reflected in a growing role towards the internationalization of enterprises, particularly in developing countries. Some studies show that as the degree of internationalization increases, companies gain experience making them more efficient and thus improving its performance. However, other studies show that the higher the degree of internationalization, more resources should be shifted to the international activities and can take, especially early in the process, resources from other areas that could be more profitable. In this context, this research aims to analyze what effects the degree of internationalization in the performance of non-financial companies in Brazil. The research sample included these companies in the ranking of Dom Cabral Foundation of Brazilian transnational corporations on the list of the 500 largest and best of Exame magazine, from 2006 to 2012. On this basis, we excluded those with asset values and equity negative, and the financial sector because of its particularities. The definition of research variables was based on the national and international literature on internationalization and performance. These variables were composed by the indicators of the degree of internationalization of companies, and financial performance indicators collected Economática Base. From the technique of factor analysis created an aggregate performance index, the composition of which was through the performance variables correlated. As research used data with cross-section characteristics, the most appropriate statistical models were regressions with panel data which aimed to analyze the effects of internationalization on profitability. The panel data analysis has three distinct approaches as independent pooled cross-section, fixed effects models and random effects models. To define the best model, some tests were used, and the most appropriate model was the Pooled. Regarding the existence of problems in econometric models, heteroskedasticity and autocorrelation tests were performed. The results showed that: (a) the relationship between the degree of internationalization and performance of these companies is characterized by a negative linear behavior, so that the higher the degree of internationalization of the company, the lower tends to be the performance; (b) controls the leverage significantly the relationship between the degree of internationalization and performance; (c) fixed capital intensity of the company as well as some sectors have significant influence on the analysis of three models; and (d) the crisis period did not show any influence on the relationship between the degree of internationalization and performance.
Keywords: Internacionalização
Desempenho
Empresas não financeiras
Brasil
Internationalization
Performance
Non-financial corporations
Brazil
Globalização
Empresas multinacionais - Administração
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Administração
Citation: BORSATO, Rogério Borges. Os efeitos da internacionalização na rentabilidade de empresas não financeiras do Brasil. 2015. 97 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12030
Issue Date: 13-Mar-2015
Appears in Collections:CPGAD - Mestrado em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EfeitosInternacionalizacaoRentabilidade.pdf1.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.