Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12018
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Conte-nos sua história! Triple Jeopardy nas narrativas de mulheres negras na cidade de Uberlândia
metadata.dc.creator: Silva, Nicemara Cardoso
metadata.dc.contributor.advisor1: Medeiros, Cíntia Rodrigues de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee1: Valadão Júnior, Valdir Machado
metadata.dc.contributor.referee2: Saraiva, Luiz Alex Silva
metadata.dc.description.resumo: Estatísticas de órgãos oficiais apontam que a parcela da população brasileira que se declara negra é o segmento que ingressa mais cedo no mercado de trabalho, mais tempo investe em educação e recebe menos retorno financeiro pela qualificação. No entanto, as barreiras à promoção de igualdade não têm sido exploradas nos estudos organizacionais no país, embora estudos sobre desigualdades tenham abordado o tema, especialmente nas Ciências Sociais. Concordamos que estudos sobre gênero e desigualdades poderiam abordar a interseção de etnia, gênero e classe, e exploramos a aplicação do conceito de regimes de desigualdades como uma metáfora para as barreiras que se interpõem na carreira de mulheres negras. Os regimes de desigualdades se referem a processos e significados presentes em todas as organizações de trabalho que afetam as percepções a respeito das pessoas, com base no gênero, classe e etnia e são resultado da desigualdade da sociedade circundante. Com o objetivo de identificar componentes dos regimes de desigualdades nas narrativas de vida de mulheres negras, analisamos as narrativas sobre a trajetória profissional de duas mulheres negras residentes na cidade de Uberlândia MG. Pela análise de conteúdo temática de seus relatos, pudemos apontar que as percepções e expectativas construídas com base em gênero e etnia estão presentes tanto nas relações pessoais quanto nas relações de trabalho das entrevistadas. Ambas as entrevistadas são de família de baixa renda, atuaram no setor de serviços durante a maior parte de suas carreiras, e narraram situações de preconceito e discriminação. A análise de suas histórias aponta para exemplos dos processos reprodutores de desigualdades: a hierarquia acentuada e a segregação em determinados postos de trabalho e no setor de serviços, as dificuldades de relacionamento nas interações diárias entre colegas de trabalho, e entre superiores e subordinados. Podemos assinalar que as manifestações de machismo e racismo ainda permeiam as relações sociais, influenciam as relações de trabalho e se constituem como barreiras, nem sempre sutis, à promoção de igualdade.
Abstract: Statistics official\'s institutions point that the amount of the Brazilians identified as black is the segment that joins the market earlier, invests more in education and receives less in return from the qualification. However, the barriers to promotion of equality haven\'t been explored in the Brazilian organizational studies, though studies about inequality have discussed the subject, especially in Social Sciences. Studies about gender and inequality should approach the intersection between ethnicity, gender and class, so, this research explored the application of the concept of inequality regimes as a metaphor for the barriers in the career of black women. The inequality regimes refer to processes and meanings that exist in every organization that affect the perceptions about people, based on gender, class and ethnicity and it\'s a result of the inequality of the society. With the aim to identify components of the inequality regimes in black women\'s narratives, it was analyzed the professional trajectory of two black women who live in Uberlândia - MG. By analyzing the content of their narratives, it was noticed that their perceptions and constructed expectations based on gender and ethnicity are present both in personal and work relationships. Both of them are from needy families, have worked on service sector jobs, and spoke about situations of prejudice and discrimination. The analysis of their stories point to examples of the processes that reproduce inequalities: the accentuated hierarchy and the segregation in some work spots, the difficulties of relationship in the daily interaction between work colleagues, and superiors and subordinates. It can be pointed that the manifestations of machismo and racism still pervade social relations, influence relationships and constitute barriers, not always subtle, to promotion of equality.
Keywords: Mulheres negras
Narrativas de vida
Regimes de desigualdades
Black women
Life stories
Inequality regimes
Negras - Narrativas pessoais
Renda - Distribuição
Direitos das mulheres
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Administração
Citation: SILVA, Nicemara Cardoso. Conte-nos sua história! Triple Jeopardy nas narrativas de mulheres negras na cidade de Uberlândia. 2015. 99 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12018
Issue Date: 15-Jul-2015
Appears in Collections:CPGAD - Mestrado em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ConteHistoriaTripleJeopardy.pdf868.75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.