Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12002
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A compensação dos gestores, a sustentabilidade empresarial e os impactos no desempenho, valor e risco das empresas brasileiras
metadata.dc.creator: Guimarães, Thayse Machado
metadata.dc.contributor.advisor1: Peixoto, Fernanda Maciel
metadata.dc.description.resumo: Em um ambiente de negócios competitivo, como o atual, os temas governança corporativa e sustentabilidade empresarial surgem como forma de melhorar a imagem e aumentar a credibilidade das empresas. Entende-se que o estudo da compensação dos gestores e da sustentabilidade empresarial proporciona reflexões sobre os problemas decorrentes da teoria de agência, bem como permite visualizar a teoria dos stakeholders e a busca pelo valor no longo prazo. Nesse sentido, esta pesquisa analisa a influência da sustentabilidade empresarial na compensação dos gestores e destas variáveis nos indicadores de desempenho, valor e risco das empresas brasileiras listadas na BM&FBovespa. A investigação envolveu o período de 2009 a 2013, pois com a instrução da CVM 480 de 2009, as empresas de capital aberto foram obrigadas a apresentar informações detalhadas sobre a remuneração dos administradores. Supõe-se, dessa forma, que as empresas que estão listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa, preocupam-se com o bem estar não só dos acionistas, mas também dos funcionários, fornecedores e demais parceiros. Desse modo, espera-se que estas empresas também concedam melhor compensação a seus administradores. Em relação à esse último aspecto, foram utilizadas variáveis adicionais além da remuneração fixa concedida aos executivos, as quais foram agregadas em um índice, segundo a técnica de análise dos componentes principais. Para realizar a análise das relações propostas, utilizou-se o modelo de regressão com dados em painel. Os resultados obtidos permitem inferir que as empresas listadas no ISE tendem a garantir melhores compensações a seus administradores. Ademais, as organizações que concedem melhores compensações a seus gestores tendem a possuir melhores indicadores de desempenho contábil, maior valor de mercado, menor risco total (volatilidade), menor risco sistemático (beta) e maior risco da estrutura interna de capital (WACC). Ressalta-se ainda que as empresas que estão listadas no ISE geralmente proporcionam também menor volatilidade dos retornos, ou seja, menor risco total. Desse modo, os resultados sugerem que as organizações que se preocupam com a conciliação dos diferentes interesses de seus stakeholders tendem a ser mais valorizadas pelo mercado no longo prazo.
Abstract: In a competitive business environment, like nowadays, the corporate governance and corporate sustainability issues arise as a way to improve companies image and credibility. It is believed that the study of managers compensation and corporate sustainability provides reflections about the problem of the agency theory, as well as a better understanding of the stakeholder theory and the search for long-term value. In this way, this research analyzes the influence of corporate sustainability in the compensation of managers, and the influence of these variables in performance indicators, risk and value of Brazilian companies listed on the BM&FBovespa. The research involved the period 2009-2013, because with the CVM instruction 480 in 2009, publicly traded companies were required to submit detailed information about directors remuneration. It is assumed, therefore, that companies that are listed on the BM&FBovespa\'s Corporate Sustainability Index (ISE) are concerned with the welfare not only of the shareholders, but also employees, suppliers and other partners. Thus, it is expected that these companies also grant better compensation to its managers. Regarding this last aspect, other variables were used in addition to the fixed remuneration paid to executives, which were aggregated into an index, using the technique of principal component analysis. To perform the analysis of the proposed relationships, we carried out a set of panel data regression models. The results shown that it s possible to infer that companies listed on the ISE tend to secure better compensation to its managers. Furthermore, organizations that provide better compensation to its managers typically have better indicators of accounting performance, higher market value, lower total risk (volatility), lower systematic risk (beta) and higher risk of internal capital structure (WACC). Besides, the companies listed on the ISE generally provide lower volatility of returns (lower total risk). Thus, the results suggest that organizations concerned with the reconciliation of the different interests of its stakeholders tend to be more valued by the market in the long run.
Keywords: Compensação dos gestores
Sustentabilidade empresarial
Desempenho
Valor
Risco
Compensation managers
Corporate sustainability
Performance
Value
Risk
Administração de empresas
Sustentabilidade
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Administração
Citation: GUIMARÃES, Thayse Machado. A compensação dos gestores, a sustentabilidade empresarial e os impactos no desempenho, valor e risco das empresas brasileiras. 2014. 115 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12002
Issue Date: 3-Nov-2014
Appears in Collections:CPGAD - Mestrado em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CompensacaoGestoresSustentabilidade.pdf1.95 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.