Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/31523
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSabatin, Vitor Henrique Okubo-
dc.date.accessioned2021-04-01T18:09:10Z-
dc.date.available2021-04-01T18:09:10Z-
dc.date.issued2021-02-26-
dc.identifier.citationSABATIN, Vitor Henrique Okubo. Dívida pública e os efeitos sobre o PIB e o Gap do Produto (1994-2018): Modelos ARDL de dados em Painel. 2021. 37 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2021. Disponível em: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2021.89pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/31523-
dc.description.abstractThe present work main goal is to investigate the role of public debt (% of GDP) for the GDP and output GAP for a sample of 56 countries from 1994 to 2018, using PMG ARDL panel data models. The empirical results indicate that the long run coefficients for the GDP models are all negative for the public debt, in other words, higher (lower) levels of public debt tend to reduce (foster) the GDP. For the output GAP models, the long run analysis indicates that all estimation for the public debt are statistically significant with negative coefficients, meaning that higher (lower) levels of public debt tend to affect negatively (positively) the output GAP. For the estimation of the error correction models, it is worth to highlight that the adjustment towards the equilibrium is faster (slower) for the output GAP (GDP), and the difference is of 10% and 23% respectively. The short run estimated coefficients for the GDP models are all negative and statistically significant for the change in public debt, while the coefficients for the output GAP models the public debt coefficients are all negative and statistically significant for most of them. The results for the conventional Granger causality tests and the Dumitrescu-Hurlin (DH) version indicate that there is Granger causality from the public debt to output GAP with two and three lags, and in the DH version, the causality runs from the public debt to GDP for all three lags.pt_BR
dc.description.sponsorshipPesquisa sem auxílio de agências de fomentopt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDívida Públicapt_BR
dc.subjectPIBpt_BR
dc.subjectGAP do Produtopt_BR
dc.subjectModelos PMG ARDLpt_BR
dc.subjectAnálise de Painelpt_BR
dc.subjectPublic Debtpt_BR
dc.subjectPMG ARDL Modelspt_BR
dc.subjectPanel Data Analysispt_BR
dc.titleDívida pública e os efeitos sobre o PIB e o Gap do Produto (1994-2018): Modelos ARDL de dados em Painelpt_BR
dc.title.alternativePublic debt and the effects on GDP and Output GAP (1994- 2018): ARDL Panel data Modelspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Vieira, Flávio Vilela-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5730916449433530pt_BR
dc.contributor.referee1Santos, Julio Fernando Costa-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2980036542780514pt_BR
dc.contributor.referee2Casagrande, Elton Eustáquio-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/8335553919867015pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7119876525989139pt_BR
dc.description.degreenameDissertação (Mestrado)pt_BR
dc.description.resumoO presente artigo tem por objetivo investigar o papel da dívida pública no PIB e no GAP do produto, para uma amostra de 56 países, no período de 1994 a 2018, utilizando modelos PMG ARDL para dados em painel. Os resultados empíricos indicam que os coeficientes de longo prazo para os modelos do PIB foram todos negativos para a dívida pública, ou seja, altos (baixos) níveis de dívida pública tendem a comprometer (estimular) o PIB. Já, para os modelos do GAP do produto, a análise de longo prazo indica que a maioria das estimações da dívida pública foram estatisticamente significativas com sinais negativos, sendo assim, altos níveis (baixos) de dívida pública tendem a afetar negativamente (positivamente) o GAP do produto. Quanto às estimações do modelo de correção de erro, cabe destacar que o ajustamento em direção ao equilíbrio é mais rápido (lento) para o GAP (PIB), sendo que a diferença é de 10% para 23% respectivamente. Os coeficientes de curto prazo para os modelos do PIB indicam sinal negativo e a ocorrência de significância estatística da variação da dívida pública para todos os modelos. Já para os coeficientes de curto prazo dos modelos do GAP do produto, a variação da dívida pública tem sinal negativo e com significância estatística para a maioria dos modelos. Os resultados dos testes de causalidade de Granger no sentido convencional e na versão de Dumitrescu-Hurlin (DH) indicam que ocorre causalidade Granger no sentido convencional da dívida pública para o GAP com duas e três defasagens, e na versão de DH a causalidade é da dívida pública para o PIB para todas as três defasagens.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Economiapt_BR
dc.sizeorduration37pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::METODOS QUANTITATIVOS EM ECONOMIA::METODOS E MODELOS MATEMATICOS, ECONOMETRICOS E ESTATISTICOSpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::CRESCIMENTO, FLUTUACOES E PLANEJAMENTO ECONOMICO::CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONOMICOpt_BR
dc.identifier.doihttp://doi.org/10.14393/ufu.di.2021.89pt_BR
dc.orcid.putcode91616775-
dc.crossref.doibatchid717ff8a1-13e4-4c6c-975e-ae9f06121195-
dc.subject.autorizadoDívida públicapt_BR
dc.subject.autorizadoProduto interno brutopt_BR
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DividaPublicaEfeitos.pdf800.22 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.