Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/31519
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorFreitas, Raphael José Pereira-
dc.date.accessioned2021-04-01T16:55:23Z-
dc.date.available2021-04-01T16:55:23Z-
dc.date.issued2021-03-17-
dc.identifier.citationFREITAS, Raphael José Pereira. Alternativas de Reação do Central: Uma Análise da Política Monetária Brasileira via Abordagem DSGE. 2021. 57 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado Acadêmico em Economia, Programa de Pós-Graduação em Economia, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2021. Disponível em: http://doi.org/10.14393/ufu.di.2021.99.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/31519-
dc.description.abstractThis paper investigates the impact of different interest rate rules on the conduct of Brazilian monetary policy through new-keynesian DSGE macroeconomic models. Taylor’s rules used include those with “dovish” or “hawkish” characteristics, in addition to those typical of a dual mandate. The empirical strategy used is based on the model of monetary policy of the Central Bank of Brazil, SAMBA, and will be divided into two stages. In a first step, calibration exercises will be done in the macroeconomic model composed of a Phillips Curve, an IS Curve and alternations of the various interest rate rules. The calibration exercises show that different reaction functions of the Brazilian monetary authority generate distinct responses, with emphasis on the significance of the process of interest rate smoothing and the apparent greater rigidity in inflationary control around monetary rules with more “hawkish” characteristics. The second stage comprises a Bayesian estimation of the proposed New-Keynesian model, for quarterly data from 1999 to 2020, with the same framework of the three macroeconomic equations and the same interest rate rules. The results of the DSGE model estimation show less pronounced responses to monetary shocks than those originally reported by the Central Bank estimates, which can be attributed to the expansion of the database, covering a period with greater inflationary control, although with some stagnation in the country’s economic activity. Moreover, the inexistence of one parameter that captures the level of economic activity and another that smoothes the interest rate seems to modify the common behavior, according to macroeconomic literature, of an interest rate rule. Other interesting results are that: i) a monetary authority concerned with both inflation and product, more “hawkish” or dual mandate, seems to be at the most efficient equilibrium point between these variables and ii) even in the face of a complicated economic scenario in recent years, the economy’s basic interest rate has fallen and inflation has remained within the tolerance range of the inflation targets, suggesting that the shocks on the fiscal side were more significant than the shocks on the monetary side.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPolítica Monetáriapt_BR
dc.subjectRegras de Taylorpt_BR
dc.subjectModelos DSGEpt_BR
dc.subjectEstimação Bayesianapt_BR
dc.subjectMonetary Policypt_BR
dc.subjectTaylor Rulespt_BR
dc.subjectDSGE Modelspt_BR
dc.subjectBayesian Estimationpt_BR
dc.titleAlternativas de reação do Banco Central: uma análise da política monetária brasileira via abordagem DSGEpt_BR
dc.title.alternativeCentral bank reaction alternatives: an analysis of the brazilian monetary policy via DSGE approachpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Silva, Cleomar Gomes da-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3757691930939885pt_BR
dc.contributor.referee1Damasceno, Aderbal Oliveira-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1821516618465695pt_BR
dc.contributor.referee2Rocha, Bruno de Paula-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/0148043762677164pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3499963874757511pt_BR
dc.description.degreenameDissertação (Mestrado)pt_BR
dc.description.resumoEste trabalho investiga o impacto de diferentes regras de taxa de juros na condução da política monetária brasileira, por intermédio de modelos macroeconômicos DSGE novos-keynesianos. As regras de Taylor utilizadas incluem aquelas com características “dovish” ou “hawkish”, além daquelas típicas de um duplo mandato. A estratégia empírica utilizada está baseada no modelo SAMBA de política monetária do Banco Central do Brasil, e será dividida em duas etapas. Em um primeiro momento, serão feitos exercícios de calibração no modelo macroeconômico composto de uma Curva de Phillips, uma Curva IS e alternações das diversas regras de taxa de juros. Os exercícios de calibração mostram que diferentes funções de reação da autoridade monetária brasileira geram respostas distintas, com destaque para a significância do processo de suavização da taxa de juros e a aparente maior rigidez no controle inflacionário em torno de regras monetárias com características mais “hawkish”. A segunda etapa compreende uma estimação Bayesiana do modelo novo-keynesiano proposto, para dados trimestrais entre 1999 e 2020, com o mesmo arcabouço das três equações macroeconômicas e com as mesmas regras de taxa de juros. Os resultados das estimações do modelo DSGE mostram respostas aos choques monetários menos pronunciadas do que as respostas relatadas originalmente pelas estimações do Banco Central, o que pode ser atribuído à expansão da base de dados, com um período com maior controle inflacionário, embora com certa estagnação da atividade econômica do país. Além disso, a inexistência de um parâmetro que capture o nível de atividade econômica e outro que suavize a taxa de juros parece modificar o comportamento comum, conforme literatura macroeconômica, de uma regra de taxa de juros. Outros resultados interessantes são que: i) uma autoridade monetária preocupada tanto com a inflação quanto com o produto, mais “hawkish” ou duplo mandato, parece estar no ponto de equilíbrio mais eficiente entre essas variáveis e ii) mesmo diante de um cenário econômico complicado nos últimos anos, a taxa básica de juros da economia caiu e a inflação se manteve dentro do intervalo de tolerância das metas para a inflação, o que sugere que os choques do lado fiscal foram mais significativos do que os choques do lado monetário.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Economiapt_BR
dc.sizeorduration57pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA MONETARIA E FISCAL::TEORIA MONETARIA E FINANCEIRApt_BR
dc.identifier.doihttp://doi.org/10.14393/ufu.di.2021.99pt_BR
dc.orcid.putcode91616774-
dc.crossref.doibatchid717ff8a1-13e4-4c6c-975e-ae9f06121195-
dc.subject.autorizadoEconomiapt_BR
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AlternativasReacaoBC.pdfDissertação1.11 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.