Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/30847
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorTeixeira, Daniela Navarro Ribeiro-
dc.date.accessioned2020-12-28T14:51:24Z-
dc.date.available2020-12-28T14:51:24Z-
dc.date.issued2020-11-25-
dc.identifier.citationTEIXEIRA, Daniela Navarro Ribeiro. Prevalência das lesões cervicais não cariosas e fatores de risco associados: revisões sistemáticas da literatura e análise por elementos finitos. 2020. 146 f. Tese (Doutorado em Odontologia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2020. Disponível em: http://doi.org/10.14393/ufu.te.2020.767.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/30847-
dc.description.abstractNon-carious cervical lesion (NCCL) is the loss of tooth structure close to the cemento-enamel junction (CEJ), which is not associated with the presence of microorganisms, with a known prevalence of 5% to 85%. Authors suggest that its formation and progression have a multifactorial etiology, with the combination of friction (attrition and abrasion), biocorrosion and occlusal stress factors. The aim of this study was to gather all available literature to 1) determine the estimated worldwide prevalence of noncarious cervical lesions and 2) to determine the risk factors associated with noncarious cervical lesions, through systematic reviews of the literature. The third objective was to evaluate the relationship between the stress distribution pattern, different occlusal loads and the development of NCCLs, through three-dimensional finite element analysis. The results showed that the worldwide prevalence of non-carious lesions is approximately 46.7%, increasing according to age, being influenced by different geographical locations, different types of populations, different terms and definitions used to refer to the disease, among other aspects. The risk factors considered associated with NCCL were age, frequency of brushing, vigorousness/power of tooth brushing, toothbrush hardness, exposure to intrinsic and extrinsic acids, parafunctional habits, occlusal aspects, among others, making the multifactorial nature of its etiology clear. Finally, among the limitations imposed by a laboratory study, it was found that the pattern of stress distribution in the alveolar bone is not influenced by the presence of non-carious cervical lesions, regardless of the type of occlusal load applied.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Embargadopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.subjectLesões cervicais não cariosaspt_BR
dc.subjectPrevalênciapt_BR
dc.subjectFatores de riscopt_BR
dc.subjectNoncarious cervical lesionpt_BR
dc.subjectPrevalencept_BR
dc.subjectRisk factorspt_BR
dc.titlePrevalência de lesões cervicais não cariosas e fatores de risco associados: revisões sistemáticas da literatura e análise por elementos finitospt_BR
dc.title.alternativePrevalence of noncarious cervical lesions and associated risk factors: systematic reviews and finite element analysispt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.advisor1Soares, Priscilla Barbosa Ferreira-
dc.contributor.referee1Santamaria, Mauro Pedrine-
dc.contributor.referee2Soares, Paulo Vinicius-
dc.contributor.referee3Machado, Alexandre Coelho-
dc.contributor.referee4Aranha, Ana Cecilia Corrêa-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6432014524973228pt_BR
dc.description.degreenameTese (Doutorado)pt_BR
dc.description.resumoA lesão cervical não cariosa (LCNC) é a perda de estrutura dentária próximo a junção cemento-esmalte (JCE) que não está associada a presença de microorganismos, apresentando uma prevalência conhecida de 5% a 85%. Autores sugerem que sua formação e progressão apresenta etiologia multifatorial, com a combinação dos fatores fricção (atrição e abrasão), biocorrosão e estresse oclusal. O objetivo deste estudo foi reunir toda a literatura disponível para 1) determinar a prevalência mundial estimada das lesões cervicais não cariosas e 2) determinar os fatores de risco associados com as lesões cervicais não cariosas, através de revisões sistemáticas da literatura. O terceiro objetivo foi avaliar a relação entre o padrão de distribuição de tensões, diferentes cargas oclusais e o desenvolvimento das LCNCs, através de análise tridimensional por elementos finitos. Os resultados demonstraram que a prevalência mundial das lesões não cariosas é de aproximadamente 46.7%, aumentando conforme a idade, sendo influenciada por diferentes regiões geográficas, diferentes tipos de população, diferentes termos e definições utilizadas para se referir a doença, entre outros aspectos. Os fatores de risco considerados associados foram idade, frequência de escovação, força colocada na escovação dentária, dureza da escova dental, exposição a ácidos intrínsecos e extrínsecos, hábitos parafuncionais, aspectos oclusais, dentre outros, deixando clara a multifatoriedade de sua etiologia. E, por fim, dentre as limitações impostas por um estudo laboratorial, foi constatado que o padrão de distribuição de tensões no osso alveolar não é influenciado pela presença de lesões cervicais não cariosas, independentemente do tipo de carga oclusal aplicada.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Odontologiapt_BR
dc.sizeorduration146pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA::CLINICA ODONTOLOGICApt_BR
dc.identifier.doihttp://doi.org/10.14393/ufu.te.2020.767pt_BR
dc.orcid.putcode85939466-
dc.crossref.doibatchid4e2dff03-d005-4645-afd3-93c83a69b503-
dc.subject.autorizadoMétodo dos elementos finitospt_BR
dc.subject.autorizadoOdontologiapt_BR
Appears in Collections:TESE - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PrevalenciaLesoesCervicais.pdf
  Until 2022-11-25
13.14 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons