Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/26883
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMaciel, Artur Antunes-
dc.date.accessioned2019-09-02T19:47:49Z-
dc.date.available2019-09-02T19:47:49Z-
dc.date.issued2016-02-26-
dc.identifier.citationMACIEL, Artur Antunes. A baixa frutificação natural e os mecanismos envolvidos na reprodução de orquídeas polinizadas por engano. 2016. 49 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.1336pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/26883-
dc.description.abstractDeceptive pollination is characterized by the pollen transfer by a pollinator without any reward This antagonistic interaction is present in 7,500 species of angiosperms and has considerable evolutionary stability. As a result of deception and learning ability of pollinators, these plants have low reproductive rates and often present auxiliary mechanisms. This study aimed to describe the reproductive biology of two rewardless species, and to assess the existence and importance of autogamous mechanisms in their reproduction. In addition, it evaluated the effects of florivory and rain fall on the longevity of flowers and fruit set in a greenhouse experiment. The research was conducted with Cyrtopodium hatschbachii and C. paludicolum occurring in Uberlândia, Minas Gerais, Brazil. The results showed that both are self-fertile and non-autogamous species, i.e. have no mechanism for apomictic reproduction or spontaneous autogamy. The two had only one species of pollinator bees belonging to the Centridini tribe and had extremely low fruit set rates and reproductive success. Only Cyrtopodium hatschbachii was capable of producing fruits after rain-assisted pollination, which comprised about 10% of the fruits. In addition, for this species it was recorded in a greenhouse experiment that precipitation and florivory reduced the longevity of flowers. However, when assessing the interaction between these two effects, we found a new mechanism of pollination, a form of autogamy mediated by rain and enhanced by floral herbivory. This phenomenon was responsible for conversion of 18.9% of the flowers into fruits, which can be even higher under natural conditions. This highlights the importance of including, in all the factors and interactions that can somehow affect reproduction in studies evaluating the reproductive sucess of the plants.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAutopolinização pela chuvapt_BR
dc.subjectOrquídea sem recursopt_BR
dc.subjectEngodo alimentar generalizadopt_BR
dc.subjectSegurança reprodutivapt_BR
dc.subjectSistema reprodutivopt_BR
dc.subjectFlorivoriapt_BR
dc.subjectHerbivoria floralpt_BR
dc.subjectPolinizaçãopt_BR
dc.subjectOrchidaceaept_BR
dc.subjectLongevidade floralpt_BR
dc.subjectChuvapt_BR
dc.subjectCyrtopodiumpt_BR
dc.subjectEcologiapt_BR
dc.subjectOrquídeapt_BR
dc.subjectPlantaspt_BR
dc.subjectReproduçãopt_BR
dc.titleA baixa frutificação natural e os mecanismos envolvidos na reprodução de orquídeas polinizadas por enganopt_BR
dc.title.alternativeLow natural fruit set and the mechanisms involved in reproduction of deceptive orchidspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-co1Brito, Vinicius Lourenço Garcia-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7087539258317915pt_BR
dc.contributor.advisor1Oliveira, Paulo Eugênio Alves Macedo-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9222197864054553pt_BR
dc.contributor.referee1Rech, André Rodrigo-
dc.contributor.referee2Augusto, Solange Cristina-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1300420750198330pt_BR
dc.description.degreenameDissertação (Mestrado)pt_BR
dc.description.resumoA polinização por engodo é caracterizada quando o polinizador realiza a transferência de pólen sem receber nenhuma recompensa. Essa interação antagonística está presente em 7500 espécies de angiospermas e possui uma considerável estabilidade evolutiva. Como consequência do engano e da capacidade de aprendizagem dos polinizadores, essas plantas apresentam baixas taxas reprodutivas e algumas desenvolveram mecanismos auxiliares de reprodução. Neste trabalho objetivou-se descrever a biologia reprodutiva de duas espécies sem recursos florais, bem como avaliar a existência e importância de mecanismos autógamos na reprodução dessas espécies. Além disso, avaliou-se em casa de vegetação os efeitos da florivoria e da precipitação sobre a longevidade das flores e formação de frutos. A pesquisa foi conduzida com Cyrtopodium hatschbachii e C. paludicolum em veredas de Uberlândia, Minas Gerais, Brazil. Os resultados mostraram que ambas são espécies autocompatíveis mas não autógamas, i.e. não possuem nenhum mecanismo de reprodução por apomixia, nem de autogamia espontânea. As duas espécies estudadas possuem apenas uma espécie de polinizador, abelhas da tribo Centridini e possuem taxas de frutificação natural e sucesso reprodutivo extremamente baixas. Apenas Cyrtopodium hatschbachii foi capaz de produzir frutos por autogamia mediada pela chuva, o que compreendeu cerca de 10% dos frutos formados. Além disso, para esta espécie, foi registrado em casa de vegetação que a precipitação e a florivoria reduzem a longevidade das flores. Porém, ao avaliar a interação entre esses dois fatores, foi possível verificar um novo mecanismo de polinização, uma forma de autogamia mediado pela chuva e potencializado pelo herbívoro floral. Esse fenômeno foi responsável pela conversão de 18,9% das flores em frutos, o que pode ser ainda maior em condições naturais. Isso ressalta a importância de incluir todos os fatores e interações que podem de alguma forma afetar a reprodução em estudos que avaliam o sucesso reprodutivo.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturaispt_BR
dc.sizeorduration49pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMASpt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.1336pt_BR
dc.orcid.putcode61187973-
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A baixa frutificação.pdfDissertação1.31 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.