Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24468
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorRibeiro, Matheus Rissa Peroni-
dc.date.accessioned2019-03-06T20:22:27Z-
dc.date.available2019-03-06T20:22:27Z-
dc.date.issued2019-02-04-
dc.identifier.citationRIBEIRO, Matheus Rissa Peroni. Os determinantes das exportações convencionais e das cadeias globais de valor: uma análise em painel. 2019. 54 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.925pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24468-
dc.description.abstractThe main goal of this dissertation is to understand and investigate empirically the performance and differences of conventional exports and exports related to the Global Value Chains (GVC) in response two determinants: i) exchange rate in three concepts (level, volatility and misalignment) ; ii) and income effect; besides the importance of the international financial crisis. For this purpose, three panel data methods (Fixed Effects, System GMM and Difference GMM) were used for a set of 59 developed and developing countries between 2000 and 2011, as well a descriptive analysis in different evolution perspectives of the degree of participation of the economies in the GVC. Two hypotheses were examined and confirmed: 1) the price elasticity of exports related to GVC are higher than the price elasticity of conventional exports; 2) the increase in exchange rate volatility has lower or no impact on exports linked to the GVC. One of the contributions of the paper, not contemplated in the literature, is the finding that countries with larger backward participations in GVC are subject to lesser effects of a misalignment around an equilibrium real effective exchange rate. Moreover, it can be affirmed that the subprime crisis generated more prominent negative effects on the exports associated with the GVC than traditional exports, and no significant differences in the income effect between the two exports observed. Other results obtained by this work are the conclusions that the insertion in the GVC persist strongly regionalized and Brazil is still in the periphery of such phenomenon, in contrast the other developing countries analyzed presented significant growth in the participation of the Global Value Chains.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectExportaçõespt_BR
dc.subjectEconomiapt_BR
dc.subjectCadeias globais de valorpt_BR
dc.subjectTaxa de câmbiopt_BR
dc.subjectAnálise em painelpt_BR
dc.subjectExportaçãopt_BR
dc.subjectCâmbiopt_BR
dc.subjectGlobalização aspectos econômicospt_BR
dc.subjectExportspt_BR
dc.subjectGlobal value chainspt_BR
dc.subjectExchange ratept_BR
dc.subjectPanel analysispt_BR
dc.titleOs determinantes das exportações convencionais e das cadeias globais de valor: uma análise em painelpt_BR
dc.title.alternativeThe determinants of conventional exports and the global value chains: a panel analysispt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Vieira, Flávio Vilela-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5730916449433530pt_BR
dc.contributor.referee2Veríssimo, Michele Polline-
dc.contributor.referee3Hermida, Camila do Carmo-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1311290030196686pt_BR
dc.description.degreenameDissertação (Mestrado)pt_BR
dc.description.resumoO objetivo desta dissertação consiste em compreender e investigar empiricamente o desempenho e as diferenças entre as exportações convencionais e as exportações relacionadas às Cadeias Globais de Valor (CGV) em resposta aos determinantes: i) taxa de câmbio em três conceitos (nível, volatilidade e desalinhamento); ii) e o efeito renda; assim como as consequências e importância da crise financeira internacional. Para tanto, foram utilizados três métodos de dados em painel (Efeitos Fixos, System GMM e Difference GMM) para um conjunto de 59 países desenvolvidos e em desenvolvimento, no período compreendido entre 2000 e 2011, além de uma análise descritiva em diferentes perspectivas da evolução do grau de participação das economias nas CGV. Foram examinadas e confirmadas duas hipóteses: 1) a elasticidade-preço das exportações relacionadas às CGV são maiores em comparação a elasticidade-preço das exportações convencionais; 2) o aumento da volatilidade da taxa de câmbio possui menores ou nenhum impacto nas exportações vinculadas às CGV. Uma das contribuições do trabalho, não contemplada pela literatura, decorre-se da constatação de que países com maiores participações a jusante nas CGV estão sujeitos a menores efeitos advindos de um desalinhamento em torno de uma taxa de câmbio real efetiva de equilíbrio. Além disso, pode-se afirmar que a crise do subprime gerou efeitos negativos mais proeminentes nas exportações associadas às CGV em relação as exportações tradicionais e não foram observadas diferenças relevantes do efeito renda entre as duas exportações trabalhadas. Outro resultado auferido pelo trabalho é a conclusão de que a inserção nas CGV ainda permanece fortemente regionalizada e o Brasil ainda encontra-se na periferia de tal fenômeno, em contrapartida os outros países em desenvolvimento analisados apresentaram crescimento expressivo na participação das Cadeias Globais de Valor.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Economiapt_BR
dc.sizeorduration54pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADASpt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.925pt_BR
dc.crossref.doibatchidpublicado no crossref antes da rotina xml-
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DeterminantesExportacoesConvencionais.pdfDissertação882.5 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.