Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21067
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorFernandes , Vinícius Juliate Damaceno-
dc.date.accessioned2018-04-05T14:43:45Z-
dc.date.available2018-04-05T14:43:45Z-
dc.date.issued2018-02-22-
dc.identifier.citationFernandes, Vinícius Juliate Damaceno. Avaliação imuno-histoquímica de formas modificadas de histonas em queratocistos odontogênicos submetidos à marsupialização - Uberlândia. 2018. 65 p. : il. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21067-
dc.description.abstractThe odontogenic keratocyst (OKC) is a cystic, intraosseous, locally aggressive lesion that presents unique histopathological features. Its treatment can be challenging due to the high recurrence rates associated with the lesion. In this sense, one of the described technique for the treatment of OKC is the marsupialization followed by enucleation of the cystic remnants. This modality of treatment causes modifications in the epithelium of the lesion, accompanied by a reduction in its size. The mechanisms that regulate these modifications are not fully elucidated in the literature. Histone proteins act in the formation and maintenance of chromatin. They have an N-terminal tail that allow reversible bonds with the ability to cause silencing and activation of DNA translation. The role of histone modifications in odontogenic keratocysts is not yet known. In the present study, 22 cases of OKC treated by marsupialization and subsequent enucleation were subjected to immunohistochemistry assays to detect the modified histones H3K9ac, H3K9me3, H3K18ac, H3K36me3 and H4K12ac, in addition to the cell proliferation marker Ki-67. There was a significant reduction in the H3K9me3 levels of the final samples (obtained by enucleation) for the altered cystic epithelium in relation to the initial samples (obtained by marsupialization). Significant correlation was also detected between reactivity for Ki-67 and for the modified histones H3K9ac, H4K12ac and H3K36me3 in the final samples with typical OKC epithelium. These results suggest heterochromatin state instability, as well as a loss of repair capacity to DNA damage, arising from marsupialization and mediated by histone modifications, in particular H3K9me3.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Embargadopt_BR
dc.subjectQueratocisto odontogênicopt_BR
dc.subjectMarsupializaçãopt_BR
dc.subjectHistonapt_BR
dc.subjectOdontogenic Keratocystpt_BR
dc.subjectMarsupializationpt_BR
dc.subjectHistonept_BR
dc.subjectOdontologiapt_BR
dc.subjectCistos odontogênicospt_BR
dc.subjectProcedimentos cirúrgicos operatóriospt_BR
dc.subjectImunohistoquímicapt_BR
dc.titleAvaliação imuno-histoquímica de formas modificadas de histonas em queratocistos odontogênicos submetidos à marsupializaçãopt_BR
dc.title.alternativeImmunohistochemical evaluation of histones modifications in marsupialized odontogenic keratocystspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Cardoso, Sérgio Vitorino-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4828743901928344pt_BR
dc.contributor.referee1Loyola, Adriano Mota-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5412665384225553pt_BR
dc.contributor.referee2Servato, João Paulo Silva-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/8922133734235574pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5814986429868844pt_BR
dc.description.degreenameDissertação (Mestrado)pt_BR
dc.description.resumoO queratocisto odontogênico (QO) é uma lesão cística, intraóssea, localmente agressiva que apresenta características histopatológicas únicas. Seu tratamento pode ser desafiador devido às altas taxas de recidiva associadas à lesão. Neste sentido, uma técnica descrita para o tratamento do QO é a marsupialização seguida por enucleação do remanescente cístico. Esta modalidade de tratamento causa modificações no epitélio da lesão, acompanhadas por redução do tamanho da mesma. Os mecanismos que regulam estas modificações não estão totalmente elucidados na literatura. As proteínas histonas atuam na formação e manutenção da cromatina. Possuem uma calda N-terminal que permitem ligações reversíveis com a capacidade de causar silenciamento e ativação da transcrição do DNA. Ainda não se sabe o papel das modificações de histonas no queratocisto odontogênico. No presente estudo, 22 casos de QO tratados por marsupialização e posterior enucleação foram submetidas a imuno-histoquímica para detecção das histonas modificadas H3K9ac, H3K9me3, H3K18ac, H3K36me3 e H4K12ac, além do marcador de proliferação celular Ki-67. Verificou-se redução significativa nos níveis de H3K9me3 das amostras iniciais (obtidas por marsupialização) para as amostras finais (obtidas por enucleação) com epitélio cístico alterado. Foi detectada ainda correlação significativa entre a reatividade para Ki-67 e para as histonas modificadas H3K9ac, H4K12ac e H3K36me3 nas amostras finais com epitélio típico de QO. Esses resultados encontrados sugerem instabilidade do estado de heterocromatina, assim como uma perda da capacidade de reparo a dano no DNA, decorrentes da marsupialização e mediadas por modificações de histonas, em particular de H3K9me3.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Odontologiapt_BR
dc.sizeorduration65pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIApt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2018.254pt_BR
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliação imuno-histoquímica formas.pdf
  Until 2020-04-03
2.99 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.