Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19735
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSeverino, Emmeline Aparecida Silva-
dc.date.accessioned2017-09-20T17:55:21Z-
dc.date.available2017-09-20T17:55:21Z-
dc.date.issued2017-03-13-
dc.identifier.citationSEVERINO, Emmeline Aparecida Silva. A influência da variação das temperaturas mínimas na mortalidade por doenças circulatórias em Ituiutaba (MG). 2017. 138 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Uberlândia, Ituiutaba, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/19735-
dc.description.abstractThe weather conditions are often pointed out as responsible for the worsening of illnesses, as well as ailments and symptoms manifested by the population. Based on this principle, Medical Climatology emerges with the main objective of understanding how the health / disease relationship develops under the perspective of the influence of climatic elements, trying to discover how this process directly and indirectly affects the population of a given place. The extreme climatic events, here considered as episodes or rhythms that go beyond what is expected, arise due to climatic variability, which is one of the most well known and studied aspects of climate dynamics. The influence and negative impact produced by this phenomenon have significant repercussions on human activities, disrupting the environmental and socioeconomic systems and, in the man himself, mainly on the health / disease relationship. In this sense, the present research aimed to investigate the influence of the minimum temperatures on the mortality by Stroke of people attended in the municipal health network of the city of Ituiutaba (MG). For this, the bibliographic survey of research on the theme of this research was first carried out. Soon after, the data on the climatic elements of the city on an hourly scale were collected from the automatic meteorological station belonging to the National Institute of Meteorology (INMET), during the winter period, being represented by the months of May, June, July and August of the Years from 2007 to 2014. Daily data on mortality from Cerebral Vascular Accident (CVA) were collected from the Municipal Health Department for the same period. In the attempt to validate the data collected, Pearson's Linear Correlation Coefficient was calculated for the analyzed months and episodes. It was possible to observe that the correlation between the minimum temperature variation on stroke deaths exists, although it is not significant. However, it is possible to observe in the graphs that, when there is a marked variation of the minimum temperatures in a short period of time, the death registry accompanies this variation, being in greater quantity when there is a marked variation. It is important to highlight that in addition to the influences that weather can exert on individuals, there are other variables that contribute to stroke mortality, being physiological, behavioral, genetic, socioeconomic, among others. It is important to highlight the importance of the work of this follow-up, which aims above all at expanding reference frameworks for future research and projects, as well as assisting public power in organizing and planning space in Ituiutaba (MG), in order to provide improvements for local population.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectGeografiapt_BR
dc.subjectClimatologia médicapt_BR
dc.subjectHomem - Influência do climapt_BR
dc.subjectAcidentes vasculares cerebraispt_BR
dc.subjectVariação climáticapt_BR
dc.subjectTemperaturas mínimaspt_BR
dc.subjectMedical climatologypt_BR
dc.subjectClimate changept_BR
dc.subjectMinimum temperaturespt_BR
dc.subjectStrokept_BR
dc.titleA influência da variação das temperaturas mínimas na mortalidade por doenças circulatórias em Ituiutaba (MG)pt_BR
dc.title.alternativeThe influence of minimum temperature variation in mortality for circulatory diseases in Ituiutaba (MG)pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Costa, Rildo Aparecido-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4794550T0pt_BR
dc.contributor.referee1Mendes, Paulo Cezar-
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4794561P3pt_BR
dc.contributor.referee2Sanches, Fábio de Oliveira-
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4777295D2pt_BR
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4430481E4pt_BR
dc.description.degreenameDissertação (Mestrado)pt_BR
dc.description.resumoAs condições do tempo são frequentemente apontadas como as responsáveis pelo agravamento de enfermidades, bem como indisposições e sintomas manifestados pela população. Partindo desse princípio, a Climatologia Médica surge com o principal objetivo de compreender como se desenvolve a relação saúde/doença sob a ótica da influência dos elementos climáticos, buscando desvendar como esse processo afeta direta e indiretamente a população de um dado lugar. Os eventos climáticos extremos, aqui considerados como episódios ou ritmos que extrapolam o esperado, surgem devido à variabilidade climática, que é um dos aspectos mais conhecidos e estudados da dinâmica climática. A influência e o impacto negativo produzido por esse fenômeno têm reflexos significativos nas atividades humanas, desestruturando os sistemas ambiental e socioeconômico e, no próprio homem, principalmente na relação saúde/doença. Neste sentindo, a presente pesquisa objetivou investigar a influência das temperaturas mínimas sobre a mortalidade por Acidente Vascular Cerebral (AVC) de pessoas atendidas na rede municipal de saúde da cidade de Ituiutaba (MG). Para isso, primeiramente foram realizados o levantamento bibliográfico de pesquisas sobre a temática da presente pesquisa. Logo após, foram coletados os dados referentes aos elementos climáticos da cidade em escala horária, da estação meteorológica automática pertencente ao Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), no período de inverno, sendo ele representado pelos meses de maio, junho, julho e agosto dos anos de 2007 a 2014. Também foram coletados dados diários de mortalidade por Acidente Vascular Cerebral (AVC) junto à Secretaria Municipal de Saúde, para o mesmo período. Na tentativa de validar os dados coletados, utilizou-se o cálculo do Coeficiente de Correlação Linear de Pearson para os meses e episódios analisados. Foi possível observar, que a correlação entre a variação das temperaturas mínimas sobre os óbitos por AVC existe, apesar de não ser significativa. Entretanto, é possível observar nos gráficos que, quando ocorre uma variação acentuada das temperaturas mínimas em um curto espaço de tempo, o registro de óbitos acompanha esta variação, sendo em maior quantidade quando há uma variação acentuada. É importante evidenciar que além das influências que o tempo atmosférico pode exercer sobre os indivíduos, existem outras variáveis que contribuem para a mortalidade por AVC, sendo elas, de ordem fisiológica, comportamental, genética, socioeconômica, dentre outras. Ressalta-se a importância de trabalhos deste seguimento, que visam antes de tudo à ampliação de referenciais para futuras pesquisas e projetos, além de auxiliar o poder público na organização e planejamento do espaço em Ituiutaba (MG), a fim de proporcionar melhorias para a população local.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Geografia (Pontal)pt_BR
dc.sizeorduration138pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIApt_BR
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia (Ituiutaba / Pontal)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
InfluenciaVariacaoTemperaturas.pdfDissertação21.65 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.