Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13400
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorFerreira, Giancarlo ângelo
dc.date.accessioned2016-06-22T18:34:55Z-
dc.date.available2014-05-13
dc.date.available2016-06-22T18:34:55Z-
dc.date.issued2014-01-14
dc.identifier.citationFERREIRA, Giancarlo ângelo. Artificial perches as nuclei for seed dispersal and factors that influence this process in cerrado sensu stricto in Triangulo Mineiro. 2014. 49 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13400-
dc.description.abstractVertical artificial structures can attract and function as artificial perches, increasing seed rain. This perches can be a low cost method to restoration allowing a direct effect rather a random, as in natural processes. This work aims to verify the efficiency of different types of artificial perches as seed dispersal nuclei and the factors that influences these process. The study were conducted in a cerrado sensu stricto area in natural regeneration process belonging to Duratex S.A in Triângulo Mineiro, Brazil. There were installed three types of artificial perches (X, 3X and Wire) and they were monitored over a year. The data registered were the species of birds that used the perches, the species of plants present in seed rain, through the fecal samples under the perches and analizes the influence of temperature, rainfall and seasonality. Fruiting phenologies were realized in the plants. The efficiency of the artificial perches were measured through the comparison with the seed rain of the natural perches (control). In 200 hours of observation were registered 760 individuals of 24 birds species in the artificial perches. Were collected 607 fecal samples with 5480 seeds, being 569 samples under the artificial perches (5252 seeds) and 38 samples (228 seeds) under the naturals. The seeds were of 21 species/morphospecies of plants. The 3X perches were the most used by birds (p<0,05), however the seed rain didn&#8223;t differ in relation to the X perches. The artificial perches were efficient, because they had a bigger number of seeds dispersed in relation to the natural perches (p<0,05). The mean monthly rainfall (mm) influenced positively the number of seeds dispersed under the perches and the number of birds in the perches, which was also influenced by the mean monthly temperature (ºC). There were a bigger number of birds registered in the perches during the rainy season (p<0,05), being the omnivorous the main guild, highlighting Cyanocorax cristatellus. The Miconia genus were the most represented in the phenology and in the seed rain. The artificial perches were efficient as seed dispersal nuclei and should be used to accelerate the regeneration of degraded areas. We highlight the omnivorous birds species and Miconia genus, because they were main groups that contributed to the seed dispersal in the study area. Researches that focus on the structure of artificial perches and the factors that may influence the seed rain under the perches deserve a special attention, because they can define strategies more directed and more efficient in the process of environmental restoration.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectDeposição de sementespor
dc.subjectRestauração ambientalpor
dc.subjectMiconia sp.por
dc.subjectCyanocorax cristatelluspor
dc.subjectSeed raineng
dc.subjectEnvironmental restorationeng
dc.subjectSementespor
dc.subjectSementes - Armazenamentopor
dc.titlePoleiros artificiais como núcleos de dispersão de sementes e fatores que influenciam este processo em área de cerrado sensu stricto no Triângulo Mineiropor
dc.title.alternativeArtificial perches as nuclei for seed dispersal and factors that influence this process in cerrado sensu stricto in Triangulo Mineiroeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Melo, Celine de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4792916U0por
dc.contributor.referee1Nascimento, André Rosalvo Terra
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4762429J7por
dc.contributor.referee2Silva, Paulo Antonio da
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4178867J6por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4279692Z5por
dc.description.degreenameMestre em Ecologia e Conservação de Recursos Naturaispor
dc.description.resumoEstruturas artificiais dispostas verticalmente podem atrair e funcionar como poleiros artificiais, incrementando a chuva de sementes em determinada áreas. Tais poleiros podem ser utilizados como um método de baixo custo para a restauração de uma área por apresentar alta eficiência ambiental e permitir uma restauração direcionada ao invés de aleatória, como ocorre em processos naturais. O objetivo deste trabalho foi verificar a eficiência de diferentes tipos de poleiros artificiais como núcleos de dispersão de sementes e os fatores que influenciam este processo. O estudo foi realizado em uma área de cerrado sensu stricto em processo de regeneração natural pertencente à empresa Duratex S.A no Triângulo Mineiro, Brasil. Foram instalados três tipos de poleiros artificiais (X, 3X e Fio) e estes foram monitorados ao longo de um ano em relação às espécies de aves que os utilizam e espécies de plantas presentes na chuva de sementes através de amostras de fezes depositadas abaixo dos poleiros. Foi testada a influência da temperatura, pluviosidade e sazonalidade nestes processos. Foi realizada fenologia de frutificação da área. A eficiência destes poleiros foi medida através da comparação da chuva de sementes com poleiros naturais (controle). Foram registrados 760 indivíduos de 24 espécies de aves empoleiradas nos poleiros artificiais em 200 horas de observação. Foram coletadas 607 amostras de fezes, sendo 569 sob os coletores dos poleiros artificiais e 38 sob os coletores dos poleiros naturais, as quais continham 5480 sementes, sendo 5252 sob os poleiros artificiais e 228 sob os poleiros naturais. As sementes pertenciam a 21 espécies/morfoespécies de plantas. O poleiro 3X foi o mais utilizado pelas aves (p<0,05), porém isso não refletiu na chuva de sementes, semelhante entre este e o poleiro X. Os poleiros artificiais foram eficientes, pois apresentaram maior número de sementes dispersas quando comparado aos poleiros naturais (controle) (p<0,05). A pluviosidade média mensal (mm) influenciou positivamente o número de sementes dispersas abaixo dos poleiros e o número de aves empoleiradas nos poleiros artificiais, este último também foi influenciado positivamente pela temperatura média mensal (ºC). Houve maior número de registros de aves empoleiradas durante a estação chuvosa (p<0,05), havendo predomínio de onívoros, com destaque para Cyanocorax cristatellus. O gênero Miconia foi o mais representado tanto no estudo fenológico como na chuva de sementes. Poleiros artificiais foram eficientes como núcleos de dispersão de sementes e podem ser adotados como um método para acelerar a regeneração de áreas degradadas. As espécies de aves onívoras e as plantas do gênero Miconia merecem destaque, pois foram os principais grupos que contribuíram para o processo de dispersão de propágulos na área de estudo. Pesquisas que enfoquem a estrutura dos poleiros artificiais e os fatores que podem influenciar a chuva de sementes sob estes poleiros merecem atenção especial, pois podem definir estratégias direcionadas e mais eficientes para o processo de restauração ambiental.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturaispor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIApor
dc.publisher.departmentCiências Biológicaspor
dc.publisher.initialsUFUpor
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PoleirosArtificiaisNucleos.pdf1.69 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.