Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/27186
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCoelho, Christiano Peres-
dc.date.accessioned2019-10-18T16:38:04Z-
dc.date.available2019-10-18T16:38:04Z-
dc.date.issued2002-
dc.identifier.citationCOELHO, Christiano Peres. Biologia reprodutiva e polinização de duas Rubiaceae Arbustivas do sub-bosque de mata de galeria em Uberlândia - MG. 2002. 117 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2002.29pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/27186-
dc.description.abstractA família Rubiaceae é a família com maior número de espécies distílicas dentro das angiospermas, apresentando variações nos sistemas reprodutivos, onde encontramos derivações como o monomorfismo, a homostilia, a dioicia funcional e a dioicia. Está distribuída principalmente nas regiões tropicais e subtropicais do globo, apresenta aproximadamente 13.000 espécies em 650 gêneros. Nos Neotrópicos é a maior família representada, com 216 gêneros e 5000 espécies. O objetivo deste trabalho é conhecer a biologia floral, fenologia e o sistema reprodutivo de Palicourea macrobotrys Ruiz & Pavon, e Psychotria poeppigiana Müll. Arg., bem como seus polinizadores. As espécies apresentam flores amarelas dispostas em inflorescências paniculadas {Palicourea macrobotrys) e capitadas {Psychotria poeppigiana), com um padrão de cores característico, e oferecem no máximo 8 pl de néctar, acumulado durante a antese. O padrão de floração apresentado é semelhante para as duas espécies, sendo anual extensivo, mas em períodos distintos do ano. Testes de polinizações controladas indicaram que a espécie homostílica Palicourea macrobotrys é auto-compatível, não apresentando nenhuma barreira de incompatibilidade, enquanto que a espécie distílica Psychotria poeppigiana é auto-incompatível e intramorfo-incompatível, apresentando barreiras de incompatibilidade em nível de estigma e estilete. O principal polinizador das duas espécies foi o beija-flor Thalurania furcata, devido ao seu comportamento de tocar nos órgãos reprodutivos e carrear uma grande quantidade de pólen, sendo os outros visitantes considerados como polinizadores adicionais, já que estes tocavam as partes reprodutivas somente em poucas visitas.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 United States*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.subjectPsychotriapt_BR
dc.subjectPalicoureapt_BR
dc.subjectRubiaceaept_BR
dc.subjectHeterostylypt_BR
dc.subjectHomostylypt_BR
dc.subjectSelf-incompatiblept_BR
dc.subjectSelf-compatible and pollinationpt_BR
dc.subjectAuto-incompatívelpt_BR
dc.subjectAuto-compatível e polinizaçãopt_BR
dc.titleBiologia reprodutiva e polinização de duas Rubiaceae Arbustivas do sub-bosque de mata de galeria em Uberlândia - MGpt_BR
dc.title.alternativeReproductive biology and pollination of two Rubiaceae Shrubs from gallery forest understory in Uberlândia - MGpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Barbosa, Ana Angélica Almeida-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2320456036393794pt_BR
dc.contributor.referee1Gibbs, Peter Edward-
dc.contributor.referee2Oliveira, Paulo Eugênio-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8056431123617847pt_BR
dc.description.degreenameDissertação (Mestrado)pt_BR
dc.description.resumoA família Rubiaceae é a família com maior número de espécies distílicas dentro das angiospermas, apresentando variações nos sistemas reprodutivos, onde encontramos derivações como o monomorfismo, a homostilia, a dioicia funcional e a dioicia. Está distribuída principalmente nas regiões tropicais e subtropicais do globo, apresenta aproximadamente 13.000 espécies em 650 gêneros. Nos Neotrópicos é a maior família representada, com 216 gêneros e 5000 espécies. O objetivo deste trabalho é conhecer a biologia floral, fenologia e o sistema reprodutivo de Palicourea macrobotrys Ruiz & Pavon, e Psychotria poeppigiana Müll. Arg., bem como seus polinizadores. As espécies apresentam flores amarelas dispostas em inflorescências paniculadas {Palicourea macrobotrys) e capitadas {Psychotria poeppigiana), com um padrão de cores característico, e oferecem no máximo 8 pl de néctar, acumulado durante a antese. O padrão de floração apresentado é semelhante para as duas espécies, sendo anual extensivo, mas em períodos distintos do ano. Testes de polinizações controladas indicaram que a espécie homostílica Palicourea macrobotrys é auto-compatível, não apresentando nenhuma barreira de incompatibilidade, enquanto que a espécie distílica Psychotria poeppigiana é auto-incompatível e intramorfo-incompatível, apresentando barreiras de incompatibilidade em nível de estigma e estilete. O principal polinizador das duas espécies foi o beija-flor Thalurania furcata, devido ao seu comportamento de tocar nos órgãos reprodutivos e carrear uma grande quantidade de pólen, sendo os outros visitantes considerados como polinizadores adicionais, já que estes tocavam as partes reprodutivas somente em poucas visitas.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturaispt_BR
dc.sizeorduration117pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIApt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2002.29pt_BR
dc.crossref.doibatchidcfc6af78-95df-434f-8cba-ff3aa9588d23-
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BiologiaReprodutivaPolinização.pdf8.74 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons