Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/25974
Document type: Trabalho de Conclusão de Curso
Access type: Acesso Aberto
Title: Nicho trófico e espacial de duas espécies simpátricas de Leptodactylus (Anura) de grande porte no cerrado de Minas Gerais, Brasil
Author: França, Leonardo Fernandes
First Advisor: Giaretta, Ariovaldo Antônio
First coorientator: Del Claro, Kleber
First member of the Committee: Facure, Kátia Gomes
Summary: Comparamos a dieta e os tipos de hábitat de Leptodactylus ocellatus (L0) e Leptodactylus labyrinthicus (LL) em região de Cerrado. Os espécimes foram procurados visualmente (ca. de 130h/homem) e armadilhados entre Set/99 e Ian/OO. Cada espécime foi analisado quanto aos conteúdos estomacais para identificação, contagem e medições das presas. Procuramos por mudanças ontogenéticas na dieta das espécies através de Análise de Componentes Principais (ACP) e correlações. Coletamos 66 indivíduos de L0 e 45 de LL. LO foi mais frequente às margens de córregos, local onde LL esteve ausente. Ambas as espécies foram encontradas em maior número dentro d'água, em locais com vegetação herbácea (até 1 m altura). LL frequentemente usa poças temporárias distantes de riachos e lagos, locais onde LO não ocorre. Ambas as espécies apresentaram uma dieta baseada em artrópodos; anuros foram presas importantes em volume. Os indicadores de importância das categorias de presas usadas pelas duas as espécies estiveram correlacionados positivamente. Em ambas as espécies houve correlação positiva entre o tamanho do predador e o volume da maior presa. LO apresentou uma maior largura de nicho trófico que LL; a sobreposição em frequência de categorias de presas foi de 49,5%, e, em volume, 63,9%. A ACP sobre os dados volumétricos das categorias alimentares mostrou a existência de variações ontogenéticas em LL", o primeiro eixo se correlacionou com o tamanho dos indivíduos. O presente trabalho confirma a relativa importância de anuros na dieta de ambas as espécies. Não sabemos se LO tem atividade de forrageamento diurna, o que, se confirmado, ajudaria a explicar sua maior largura de nicho trófico emirelação a LL. O maior tamanho de LL poderia estar relacionado à existência de variação ontogenética na sua dieta. As diferenças de nicho espacial e trófico detectadas assim como, a baixa densidade de ambas as espécies na natureza, torna pouco provável a existência de competição presente nas populações de Leptodactylus que estudamos.
Keywords: Leptodactylus ocellatus
Leptodactylus labyrinthicus
Dieta
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Quote: FRANÇA, Leonardo Fernandes. Nicho trófico e espacial de duas espécies simpátricas de Leptodactylus (Anura) de grande porte no cerrado de Minas Gerais, Brasil. 27 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2000.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/25974
Date of defense: 29-Nov-2000
Appears in Collections:TCC - Ciências Biológicas (Uberlândia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NichoTroficoEspacial.pdf3.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.