Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24919
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: O impacto das diferenças culturais na governança corporativa: uma análise do nível país e regional
Alternate title (s): The impact of cultural differences on corporate governance: an analysis of the country and regional level
Author: Arantes, Pedro Paulo Melo
First Advisor: Peixoto, Fernanda Maciel
Second member of the Committee: Pereira, Vinícius Silva
Third member of the Committee: Correia, Laise Ferraz
Summary: O presente estudo teve como objetivo compreender um aspecto até então pouco explorado quando relacionado com a governança corporativa (GC), que é a cultura como sua influenciadora. Nas últimas décadas, diversos estudos buscaram entender os determinantes da governança corporativa em nível país e em nível firma. Estudos como os de La Porta, Lopez-de-Silanes, Shleifer e Vishny (1998) apresentam aspectos inerentes ao sistema legal de um país e à proteção ao investidor minoritário como fatores importantes para diferenciar as práticas de GC entre os países e empresas. Estudos sobre cultura, em sua maioria, não possuem valores para análises quantitativas, no entanto, Hofstede propôs um modelo capaz de atribuir valores às dimensões culturais, abrindo assim a possibilidade para vários estudos quantitativos envolvendo a cultura dos países. Dentro deste cenário, o objetivo geral da pesquisa é analisar se a cultura influencia o gerenciamento de resultados. Nesta dissertação, este objetivo geral foi analisado em dois estudos, os quais buscaram: - Estudo 1: Verificar se a cultura geral dos países influencia a transparência das organizações, o que se refletiria em baixos níveis de gerenciamento de resultados (GR) por elas; - Estudo 2: Verificar, em termos mais restritos, se a cultura regional do Brasil influencia o gerenciamento de resultados. Para alcançar o objetivo do Estudo 1 foi utilizada análise fatorial para agrupar as dimensões de cultura, e análise de regressão para uma amostra de empresas de capital aberto listadas nas bolsas de Brasil, Argentina, México, Chile, Colômbia, Peru e Estados Unidos, disponíveis na base Economatica. Para alcançar o objetivo do Estudo 2 utilizou-se de regressão com dados em painel para uma amostra de empresas brasileiras, separando-as por sua região-sede, visando identificar traços culturais de cada região. Na literatura de governança corporativa, considera-se que o seu conceito seja multidimensional, envolvendo os seguintes mecanismos: conselho de administração; estrutura de propriedade e controle; proteção aos acionistas minoritários; compensação aos gestores e transparência das informações. Este estudo tomou este último como foco, por ser o principal meio de comunicação com os investidores. Para medir a transparência foram usadas duas métricas: (a) Leuz, Nanda e Wisocki (2003) que propõem mensurar a qualidade das informações publicadas através de medidas de suavização dos dados contábeis; e (b) Kang e Sivaramakrishnan (1995) que avaliam os accruals discricionários e os accruals não discricionários, sendo denominado modelo KS. No que tange aos resultados dos dois estudos, tem-se que dentre as diversas dimensões culturais analisadas, concluiu-se, por exemplo, que nos países onde há uma sociedade mais individualista (representada aqui pelas dimensões Autonomia Afetiva e Autonomia Intelectual) tende-se a demandar maior nível de transparência (Estudo 1). Para o Estudo 2, constatou-se, a título ilustrativo, que em regiões brasileiras onde a sociedade é mais avessa ao risco, ocorre maior gerenciamento de resultados (modelo Leuz et al., 2003). Ao mesmo, tempo, verificou-se que em regiões do Brasil, onde a sociedade é mais focada no planejamento de longo prazo, ocorre um maior gerenciamento dos lucros reportados (modelo Leuz et al., 2003). Em suma, pode-se dizer que a cultura influencia o gerenciamento de resultados das firmas, tanto na análise multi-países como quando se considera a cultura regional ao redor das firmas brasileiras.
Abstract: The aim of this study was to understand an aspect that has been little explored when it comes to corporate governance, which is the possible influence of a country’s culture on corporate governance’s practices. In the last decades several studies have tried to understand the determinants of corporate governance both at country and firm level. Studies as the one of La Porta, Lopez-de-Silanes, Shleifer and Vishny (2000) for example, presents aspects of a country's legal system and minority shareholders’ protection as important factors in differentiating CG practices between countries and companies. Most part of the studies on culture do not measure cultural aspects for a quantitative analysis, however, Hofstede proposed a model able to assign values to cultural dimensions, which enable the occurrence of several quantitative studies involving countries’ cultural aspects. Considering such a scenario, the overall goal of this research is to analyze the relation between culture and earnings management. To do so, this research was divided into two studies, which are; - Study 1) Verify whether the general culture of a country could influence organizations’ transparency, which would be reflected in the level of earnings management; - Study 2) Verify in more restricted terms, if Brazilian regional culture could influence companies’ earnings management. In order to achieve the objective of Study 1, we used factorial analysis to group cultural dimensions and regression to analyze variables’ relation for the sample of companies listed on the stock markets of Brazil, Argentina, Mexico, Chile, Colombia, Peru and United States. For Study 2 we used regression with panel data for the sample of Brazilian companies, separating companies by their headquarters’ region, in order to identify possible regional cultural traits. According to the literature, corporate governance’s concept is multidimensional, involving mechanisms related to the board of directors; ownership structure and control; minority shareholders’ protection; managers’ compensation and information transparency. This study focuses on the latter one, as it represents communication with investors. We measured transparency through two different metrics: (a) Leuz, Nanda and Wisocki (2003), which proposes to measure the quality of the published information through measures of financial data smoothing; and (b) Kang and Sivaramakrishnan (1995) which assess discretionary accruals and non-discretionary accruals, which was named as the KS model. The results from Study 1 suggest that among the different cultural dimensions analyzed, countries of a more individualistic society (represented by the dimensions Affective Autonomy and Intellectual Autonomy) tend to demand higher levels of transparency. With regard regional aspect in Brazil, it was shown by Study 2 that regions where society is more risk-averse, earnings management are higher (model Leuz et al, 2003). It has been also observed that in regions where society is more focused on long-term planning there is a higher management of reported profits (model Leuz et al, 2003). Overall, our results suggest culture influences firms’ earnings management, both in the multi-country analysis and when considering the regional culture around Brazilian firms.
Keywords: Cultura
Culture
Governança corporativa
Corporate governance
Transparência
Transparency
Gerenciamento de Resultados
Earnings management
Regionalidade
Regionalism
Administração
Administração de empresas regionalismo
Administração de empresa cultura
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS::ADMINISTRACAO FINANCEIRA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Administração
Quote: ARANTES, Pedro Paulo Melo. O impacto das diferenças culturais na governança corporativa: uma análise do nível país e regional. 2019. 77 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.969.
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.969
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24919
Date of defense: 21-Mar-2019
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ImpactoDiferencasCulturais.pdfDissertação1.67 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.