Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24094
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCardoso, Guilherme Freitas-
dc.date.accessioned2019-01-28T13:20:32Z-
dc.date.available2019-01-28T13:20:32Z-
dc.date.issued2018-12-20-
dc.identifier.citationCARDOSO, Guilherme Freitas. Análise da volatilidade de ativos financeiros na América latina: uma perspectiva sobre as estruturas de dependência e otimização de carteiras. 2018. 58 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.905pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/24094-
dc.description.abstractConsidering the risk-return relationship that investors are subject in their investment decisions, as well as the regulators in the development of the regulation for the stability of the financial markets, the present study analyzed the dependence of volatility between the economies of Latin America in periods of bear and bull markets, from copula models. In addition, it studied the empirical evidence that benefits may be gained by investing in these markets using time-varying returns and volatility forecasts from an ADCC-GARCH copula model. To do so, the official indices of five Latin American markets (Brazil, Mexico, Chile, Argentina and Peru), which it was measured in dollars to mitigate the effect of inflation and for comparability, were analyzed during the period from January 3, 2000 to 28 of December of 2017. The results showed that the most appropriate copula to modelling the structure of dependence of the markets was the symmetric Joe Clayton with variable parameters in the time. The dependence volatility structure was higher in the positive (upper-tail) than in the negative (lower-tail) returns, which may indicate that the Latin American markets during the analyzed period had diversification advantages during downturns due to less volatility of dependency among Latin American markets. The results also showed that the markets coupling in times of global crises, in the case of the subprime crisis than at other times; and also the existence of monetary and temporal effects in dependency structures. When analyzing the relationship of the indices in a multivariate structure for the optimization of a portfolio, it was shown that the Copula-ADCC-GARCH model demonstrates the smallest loss of information in terms of AIC and BIC. Further, we tested adherence of the data to the values performed in an analysis out-of-sample of returns and variance that it showed to be appropriate. The results showed that when looking for a strategy that seeks to optimize the relationship of lower variance (risk) and to achieve gain in terms of return on benchmarking, outperforming the naive strategy, it was confirmed that the investor can obtain gains in a multivariate structure with copulas distribution. This study demonstrated that when taking into account aspects of the financial market that were being neglected for the portfolio allocation, we can obtain gains in the risk-return relationship and be able to check existing patterns in the markets, which could bring benefits to investors and regulators.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectVolatilidadept_BR
dc.subjectVolatilitypt_BR
dc.subjectAmérica Latinapt_BR
dc.subjectLatin Americapt_BR
dc.subjectCópulaspt_BR
dc.subjectCopulaspt_BR
dc.subjectModelos multivariadospt_BR
dc.subjectMultivariate modelspt_BR
dc.subjectOtimização de carteiraspt_BR
dc.subjectPortfolio optimizationpt_BR
dc.subjectAdministraçãopt_BR
dc.subjectAtivos financeiros de renda fixa - América Latinapt_BR
dc.subjectMercado financeiro - América Latinapt_BR
dc.subjectCarteiras (Finanças) - Administraçãopt_BR
dc.titleAnálise da volatilidade de ativos financeiros na América Latina: uma perspectiva sobre as estruturas de dependência e otimização de carteiraspt_BR
dc.title.alternativeAnalysis of the volatility of financial assets in Latin America: a perspective on dependence structures and portfolio optimizationpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9258693275307462pt_BR
dc.contributor.advisor1Ribeiro, Kárem Cristina de Sousa-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4700574397199469pt_BR
dc.contributor.referee1Malaquias, Rodrigo Fernandes-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9135874740234258pt_BR
dc.contributor.referee2Kimura, Herbert-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2048706172366367pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7127739998677431pt_BR
dc.description.degreenameDissertação (Mestrado)pt_BR
dc.description.resumoConsiderando a relação de risco-retorno que os investidores estão sujeitos nas suas decisões de investimento, bem como os reguladores no desenvolvimento da normatização para a estabilidade dos mercados financeiros, o presente estudo teve como objetivos analisar a dependência da volatilidade entre as economias da América Latina em períodos de alta e baixa, a partir de modelos de cópula; e verificar empiricamente se é possível obter benefícios ao se investir nesses mercados usando retornos variáveis no tempo e previsões de volatilidade a partir de um modelo de cópula-ADCC-GARCH. Para tanto, foram analisados os índices oficiais de cinco mercados da América Latina, no caso Brasil, México, Chile, Argentina e Peru, medidos em dólar para mitigar o efeito inflação e comparabilidade, durante o período de 03 de janeiro 2000 a 28 de dezembro de 2017. Os resultados indicaram que a cópula mais apropriada para modelar a estrutura de dependência dos mercados foi a simetrizada Joe Clayton com parâmetros variáveis no tempo. A estrutura de dependência da volatilidade apresentou ser maior nos retornos positivos (cauda superior) do que nos negativos (cauda inferior), o que pode indicar que os mercados latino americanos no período analisado apresentavam vantagens de diversificação durante períodos de baixa (crise), devido a menor volatilidade da dependência entre os mercados latino americanos. Os resultados evidenciam que existe uma maior aproximação de forma generalizada, para os mercados da América Latina em períodos de crises globais, no caso a crise do subprime, do que em outros momentos; e também a existência de efeito cambial e temporal nas estruturas de dependência. Ao se analisar a relação dos índices numa estrutura multivariada para a otimização de uma carteira verificou-se que o modelo Cópula-ADCC-GARCH demonstra a menor perda de informação em termos de AIC e BIC. Além disso, verificamos aderência dos dados em relação aos valores realizados em uma análise de retornos e variância fora da amostra que se mostraram apropriados. A utilização de uma estratégia que busque otimizar a relação de menor variância (risco) e atrelar ganho em termos de retorno sobre um benchmarking, no caso superar a estratégia ingênua, demonstrou que o investidor pode obter ganhos em uma estimação multivariada com distribuições em cópulas. Assim, ao considerar aspectos do mercado financeiro que estavam sendo negligenciados para a construção de portfólios pode-se obter ganhos na relação risco-retorno e identificar padrões existentes nos mercados, o que traz benefícios para investidores e reguladores.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Administraçãopt_BR
dc.sizeorduration58pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESASpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS::ADMINISTRACAO FINANCEIRApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS::NEGOCIOS INTERNACIONAISpt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2019.905pt_BR
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaliseVolatiliadeAtivos.pdf1.17 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.