Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/22332
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Embargado
Title: Captura coletiva de presas e interações agonísticas durante o forrageamento em Parawixia bistriata (Araneae: Araneidae)
Alternate title (s): Collective prey capture and agonistic interactions during foraging in Parawixia bistriata (Araneae: Araneidae)
Author: Quero Junior, Adilson
First Advisor: Gonzaga, Marcelo de Oliveira
First member of the Committee: Santos, Adalberto José
Second member of the Committee: Stefani, Vanessa
Summary: Espécies de aranhas construtoras de teias orbiculares que formam agregações podem obter diversos benefícios em relação a espécies solitárias. O principal benefício nesse caso está relacionado ao sucesso de forrageio, já que indivíduos agregados conseguem capturar presas maiores por meio do efeito ricochete e da cooperação na captura, fenômeno que ocorre somente em algumas espécies. No entanto, durante a captura de presas conflitos podem ocorrer, ainda que menos comuns que interações agonísticas durante a construção ou reparo das teias. Nesse contexto, o presente estudo analisou o comportamento de captura de presas em Parawixia bistriata, uma aranha colonial da família Araneidae, presente no Cerrado brasileiro. Observações de presas interceptadas naturalmente por essa espécie foram realizadas para descrever as diferentes ordens de insetos interceptados e a frequência da cooperação e da ocorrência de conflitos durante a captura. Um experimento de oferta de presas foi realizado para analisar o efeito do tipo de inseto interceptado (Lepidoptera ou Orthoptera) e de seu peso sobre o comportamento de captura coletiva das aranhas e sobre a ocorrência de conflitos. Além disso, a variação de peso intracolonial durante o desenvolvimento das aranhas foi obtida para duas gerações, sendo comparadas entre os meses e de acordo com o tamanho das colônias. As observações de presas interceptadas demonstraram variação na quantidade e tamanho das presas de acordo com a ordem de inseto. Comportamentos cooperativos foram mais comuns em aranhas jovens e são substituídos por um aumento na frequência de conflitos conforme as aranhas vão atingindo a fase adulta. Tanto a tendência à cooperação quanto a ocorrência de conflitos durante a captura de presas se mostraram dependentes da ordem e do peso dos insetos capturados. Mariposas são capturadas de forma cooperativa mais frequentemente e levam a uma menor ocorrência de conflitos do que gafanhotos. Os conflitos foram ganhos geralmente por indivíduos mais pesados, e indivíduos que receberam as presas em suas teias só ganharam as brigas quando eram maiores que seus competidores. Ao longo do estudo, 21 colônias foram coletadas, totalizando 3876 indivíduos (19-600 por colônia). A variação interindividual de peso em cada colônia não aumenta ao longo do desenvolvimento, e não depende do número de indivíduos nas colônias. O presente estudo conseguiu demonstrar como a dinâmica social dessa espécie de aranha territorial pode ser dependente do estágio de desenvolvimento das aranhas e da percepção das presas interceptadas, tanto em relação ao seu tamanho quanto ao seu comportamento nas teias. A diferença de peso entre os indivíduos nas colônias não parece ser influenciada pelo estágio de desenvolvimento das aranhas ou o tamanho das colônias, mas essa variação é importante a nível dos indivíduos, já que as aranhas brigam pelo monopólio de presas, principalmente quando próximas da dispersão, e os maiores tendem a ganhar os conflitos por presas.
Abstract: Orb-weavers colonial spiders that form aggregations can get many benefits compared to solitary species. The main benefit of aggregations is foraging success, as aggregated individuals are able to capture larger prey with the ricochet effect and cooperative capture, a phenomenon that occurs in only a few species. However, conflicts can occur during prey capture, even though they are less common than agonistic interactions during web construction or repair. In this context, our study investigated prey capture behavior in Parawixia bistriata (Araneidae), a colonial spider that occurs in the Brazilian Cerrado. We did field natural observations of P. bistriata foraging behavior and identified the main groups of intercepted prey. Additionally, we estimated the frequency of cooperative capture and the occurrence probability of conflicts during capture. We also conducted a field experiment of prey offer to investigate the effect of different vibrations in the web of different orders of insects captured (i.e., Lepidoptera or Orthoptera) and the effect of prey weight in the spider capture behavior and in the occurrence of conflicts. Moreover, intra-colonial weight variation during the development of the spiders was obtained for two generations, being compared between the months and the size of the colonies. The observations of intercepted prey showed variation in the amount and size of prey according to insect order. Cooperative behaviors were more common in small spiders and are replaced by an increase in the occurrence of conflicts as they grow. Both the tendency to cooperation and the occurrence of conflicts during prey capture were dependent on insect order and weight of prey captured. Moths are captured cooperatively more frequently than grasshoppers, and the contrary is observed for conflict interactions. Heavier individuals usually won the conflicts, and individuals that received the prey on their webs only won the conflicts when they were heavier than their competitors were. During the study, 21 colonies were sampled, represented by 3876 individuals (19-600 per colony). The inter-individual weight variation in each colony does not increase throughout their development, and is not dependent on the number of spiders in the colony. This study demonstrates how the social dynamic of this territorial spider species relies on the stage of development of the spiders and the perception of the prey intercepted, both the relationship with its size and behavior on the webs. The weight difference between the individuals on the colonies does not seem to be influenced by the stage of development of the spiders or the size of the colonies, but it is important at the individual level, as they fight for the monopoly of prey, especially when they are close to dispersion, and the bigger tend to win these conflicts over prey.
Keywords: Socialidade
Sociality
Aranhas coloniais
Colonial spiders
Cooperação
Cooperation
Conflitos
Conflicts
Variação de peso
Weight variation
Ecologia
Ecology
Aranhas - Comportamento
Spiders - Behavior
Aranhas - Peso e medidas
Spiders - Weight and measures
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::COMPORTAMENTO ANIMAL
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais
Quote: QUERO JUNIOR, Adilson. Captura coletiva de presas e interações agonísticas durante o forrageamento em Parawixia bistriata (Araneae: Araneidae). 2018. 43 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2018.806
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2018.806
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/22332
Date of defense: 26-Feb-2018
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CapturaColetivaPresas.pdf
  Until 2020-02-26
Dissertação ou Tese2.45 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.