Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21420
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: A violência sexual na infância: uma leitura psicanalítica sobre o corpo
Alternate title (s): Childhood sexual violence: a psychoanalytic reading of the body
Author: Pohl, Katherine
First Advisor: Neves, Anamaria Silva
First member of the Committee: Marin, Isabel da Silva Kahn
Second member of the Committee: Clemens, Juçara
Summary: Este estudo teve o objetivo de analisar o corpo enquanto lócus de expressão do sofrimento psíquico após a vivência de uma experiência traumática como a violência sexual incestuosa na infância. A psicanálise constituiu o referencial teórico e metodológico da pesquisa. O percurso investigativo foi delineado a partir da construção de um caso clínico. Lis, aos dezoito anos, foi encaminhada para acompanhamento psicológico após realizar a denúncia de violência física, psicológica e sexual contra o pai biológico. Os atendimentos perduraram por dois anos e a narrativa do caso se baseou na leitura dos relatos da analista-pesquisadora. A dimensão corporal emergiu como aspecto privilegiado de análise, com formações sintomáticas específicas que envolviam alimentação compulsiva, autoagressões, sonambulismo, dentre outras. A análise do caso sinalizou que as manifestações corporais ancoravam marcas do excesso pulsional traumático e que o corpo aparecia como palco de experiências primitivas. Ante a dificuldade significativa de Lis em discriminar, organizar e acolher seus afetos e suas experiências, o corpo se constituiu como principal via de comunicação entre analista e analisanda. Por meio da sensibilidade perceptiva às gestualidades e aos movimentos expressivos corporais de Lis, gradualmente, pôde-se construir a representação das manifestações do corpo e o acolhimento do impacto das forças pulsionais. Novos sentidos para os conteúdos intocados puderam ser desenvolvidos e uma condição psíquica continente pôde começar a se instaurar. Dessa forma, a pesquisa apontou para a indissociabilidade entre o campo analítico e a problemática do corpo, testemunha dos não ditos e do que escapa ao discurso simbólico do sujeito.
Abstract: This study aimed to analyze the body as a locus of expression of the psychic suffering after undergoing a traumatic experience such as incestuous sexual violence in childhood. Psychoanalysis was the theoretical and methodological approach of the research. The investigative path was laid out from the construction of a clinical case. Lis, eighteen years old, was referred to psychological counseling after reporting physical, psychological and sexual violence against her biological father. The consultations lasted for two years and the narrative of the case was based on the reading of the analyst-researcher's reports. The body dimension emerged as a privileged aspect of the analysis, with specific symptomatic formations that involved compulsive eating, self-harm and sleepwalking, among others. The analysis of the case signaled that the body manifestations anchored marks of the traumatic drive excess and that the body appeared as the stage for primitive experiences. Faced with Lis's significant difficulty in discriminating, organizing and welcoming her affections and experiences, the body became the main channel of communication between analyst and analysand. By means of the perceptive sensitivity to the gestures and expressive movements of the body of Lis, the representation of the manifestations of the body and the reception of the impact of the pulsional forces could gradually be constructed. New meanings for the untouched contents could be developed and a containment psychic condition could begin to set in. Thusly, the research pointed to the inseparability between the analytical field and the problematic of the body, a witness of the unsaid and of what escapes the subject's symbolic discourse.
Keywords: Corpo
Violência sexual
Incesto
Infância
Trauma
Psicanálise
Psicologia
Crime sexual contra as crianças
Psicanálise da criança
Body
Sexual violence
Incest
Childhood
Psychoanalysis
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Quote: POHL, Katherine. A violência sexual na infância: uma leitura psicanalítica sobre o corpo. 2018. 104 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2018.737.
Document identifier: http://dx.doi.org/10.14393/ufu.di.2018.737
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21420
Date of defense: 26-Mar-2018
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ViolênciaSexualInfância.pdfDissertação3.59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.