Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21332
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: A representação feminina nos contos de Ermos e Gerais de Bernardo Élis
Alternate title (s): The female representation in the short stories of Ermos and Gerais de Bernardo Elis
Author: Matos, Josiane Silvéria Calaça
First Advisor: Ribeiro, Elzimar Fernanda Nunes
First member of the Committee: Regino, Sueli Maria
Second member of the Committee: Araújo, Joana Luiza Muylaert de
Summary: A proposta deste trabalho é analisar a representação da figura feminina nos contos de Ermos e Gerais, do escritor goiano Bernardo Élis, a fim de demonstrar a histórica visão preconceituosa sobre a figura feminina. A mulher, durante muito tempo, foi vista como um ser inferior, criado a partir do homem e para servi-lo, sendo capaz de se tornar um ser maligno. À mulher eram atribuídas características de bruxa, feiticeira e monstro. Nos contos a serem analisados a figura feminina está, direta ou indiretamente ligada ao mal. Para compreender essa ligação da figura feminina com o mal buscou-se identificar as raízes histórico-religiosas que serviram como elemento estruturante e legitimador de tal prática. A abordagem partiu de uma leitura da realidade brasileira atual, do imaginário popular e de alguns recortes históricos relacionados com o papel da mulher na sociedade ao longo dos tempos. Uma vez mapeada a situação da mulher na sociedade e no imaginário popular, demonstrado o importante papel que o cristianismo desempenhou para a manutenção de uma visão patriarcal e androcêntrica, o que resultou na marginalização e invisibilidade da mulher no contexto social partiu-se para a análise dos contos de Ermos e Gerais.
Abstract: A proposta deste trabalho é analisar a representação da figura feminina nos contos de Ermos e Gerais, do escritor goiano Bernardo Élis, a fim de demonstrar a histórica visão preconceituosa sobre a figura feminina. A mulher, durante muito tempo, foi vista como um ser inferior, criado a partir do homem e para servi-lo, sendo capaz de se tornar um ser maligno. À mulher eram atribuídas características de bruxa, feiticeira e monstro. Nos contos a serem analisados a figura feminina está, direta ou indiretamente ligada ao mal. Para compreender essa ligação da figura feminina com o mal buscou-se identificar as raízes histórico-religiosas que serviram como elemento estruturante e legitimador de tal prática. A abordagem partiu de uma leitura da realidade brasileira atual, do imaginário popular e de alguns recortes históricos relacionados com o papel da mulher na sociedade ao longo dos tempos. Uma vez mapeada a situação da mulher na sociedade e no imaginário popular, demonstrado o importante papel que o cristianismo desempenhou para a manutenção de uma visão patriarcal e androcêntrica, o que resultou na marginalização e invisibilidade da mulher no contexto social partiu-se para a análise dos contos de Ermos e Gerais.
Keywords: Literatura
Mulheres na literatura
Patriarcado
Elis, Bernardo, 1915
Ermos e Gerais - Crítica e interpretação
Figura Feminina
Marginalização
Imaginário Popular
Cristianismo
Feminine Figure
Marginalization
Popular Imaginary
Christianity
Area (s) of CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Program: Programa de Pós-graduação em Estudos Literários
Quote: MATOS, Josiane Sdvéria Calaça. A representação feminina nos contos de Ermos e Gerais de Bernardo Éli. 2017. 222 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.
Document identifier: x
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/21332
Date of defense: 29-Aug-2017
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Estudos Literários

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RepresentaçãoFemininaContos.pdfDissertação10.4 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.