Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18024
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Abertura financeira, fluxos de capitais e crescimento econômico: análise empírica para o Brasil
metadata.dc.creator: Silva, Rodrigo Gomes da
metadata.dc.contributor.advisor1: Damasceno, Aderbal Oliveira
metadata.dc.contributor.referee1: Vieira, Flávio Vilela
metadata.dc.contributor.referee2: Corrêa, André Luiz
metadata.dc.description.resumo: O objetivo desta dissertação é realizar uma revisão teórica e empírica a respeito da relação entre abertura financeira, fluxos de capitais e crescimento econômico. E, principalmente, fazer uma reconstrução histórica da abertura financeira e do comportamento dos fluxos de capitais para o Brasil, além de realizar uma investigação econométrica acerca da relação entre abertura financeira, fluxos de capitais e crescimento econômico para o Brasil no período 1970-2011. A revisão teórica e empírica realizada no Capítulo 1 evidenciou a ausência de consenso teórico e empírico acerca da relação entre abertura financeira, fluxos de capitais e crescimento econômico. No Capítulo 2 é apresentado a experiência brasileira em relação a abertura financeira e aos fluxo de capitais no período de 1970-2011. A análise desse capítulo mostrou evidências de que houve um relevante estímulo a abertura financeira, constatada por marcos regulatórios e por meio de índices de abertura financeira que apresentaram tendência de elevação, principalmente a partir de 1990. Além disto, houve uma mudança de composição e elevação do nível dos fluxos de capitais, principalmente a partir de 1990, ademais a partir deste ano elevou a frequência de picos de volatilidade apresentado pelos fluxos de capitais. E, na última parte deste capítulo, a análise dos episódios extremos dos fluxos de capitais (surtos, paradas, fuga e retração) evidenciou que no período analisado, tais episódios se apresentaram em momentos de instabilidade da economia brasileira e em períodos de crises internacionais. No capítulo 3 é realizada uma investigação empírica acerca da relação entre abertura financeira, fluxos de capitais e crescimento econômico para o Brasil. As evidencias encontradas, utilizando um modelo de estimação Autoregressivo com Defasagens Distribuídas (Autoregressive Distributed lag, ou, ARDL), sugerem que: i) apesar de o índice de abertura financeira de facto não afetar o crescimento econômico, o índice de abertura financeira de jure afeta negativamente o crescimento econômico no curto e no longo prazo; ii) fluxos debt estimulam o crescimento econômico de forma positiva no longo prazo; iii) fluxos equity afetam de forma negativa o crescimento econômico brasileiro no curto prazo; iv) as entradas líquidas do investimento externo direto, outros investimentos, derivativos e entradas líquidas totais não causam efeitos no crescimento econômico; v) investimento em carteira afeta negativamente o crescimento econômico no curto prazo e de forma positiva no longo prazo.
Abstract: The goal of this dissertation is to perform a theoretical and empirical review of the relationship between financial openness, capital flows and economic growth. And, principally, make a historical reconstruction of financial openness and behavior of capital flows to Brazil, and perform an econometric investigation on the relationship between financial openness, capital flows and economic growth for Brazil in the period 1970- 2011. The theoretical and empirical review conducted in Chapter 1 highlights the lack of theoretical and empirical consensus on the relationship between financial openness, capital flows and economic growth. Chapter 2 presents the Brazilian experience in financial liberalization and capital flows in the 1970-2011 period. The analysis of this chapter showed evidence that there was a significant stimulus to financial liberalization evidenced by regulatory frameworks and through financial openness indexes that showed upward trend, especially since 1990. In addition, there was a change in composition and a raising in the level of capital flows, especially since 1990, and from this year onwards there was an increase in the frequency of volatility spikes presented by capital flows. And, in the latter part of this chapter, the analysis of extreme episodes of capital flows (surges, stops, flight e retrenchment) showed that in the period analyzed, such episodes are associated to times of instability of the Brazilian economy and in times of International crises. In chapter 3 an empirical research is conducted on the relationship between financial openness, capital flows and economic growth for Brazil. The evidence found, using an estimation model with Autoregressive Distributed Lags (ARDL) suggest that: i) although the de facto financial openness index does not affect economic growth, the de jure financial openness index negatively affects economic growth in the short and long run; ii) debt flows stimulate economic growth positively in the long run; iii) equity flows negatively affect the Brazilian economic growth in the short run; iv) net inflows of foreign direct investment, other investments, derivatives and total net inflows have no effect on economic growth; v) portfolio investment negatively affects economic growth in the short run and positive in the long run.
Keywords: Economia
Fluxo de capitais
Finanças
Desenvolvimento econômico
Abertura financeira
Fluxos de capitais
Crescimento econômico
Brasil
Modelos autoregressivos com defasagens distribuídas (ARDL)
Financial openness
Capital flows
Economic growth
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Economia
Citation: SILVA, Rodrigo Gomes da. Abertura financeira, fluxos de capitais e crescimento econômico: análise empírica para o Brasil. 2016. 122 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/18024
Issue Date: 24-Feb-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AberturaFinanceiraFluxos.pdfDissertação7.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.